Strans realiza blitzen educativa no Centro de Teresina para diminuir fluxo de veículos

Desde o início da manhã de hoje, 4, blitzen educativas e preventivas estão sendo realizadas no Centro de Teresina por agentes de trânsito da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) para organizar o fluxo de veículos nesse período de pandemia da Covid-19 e tentar diminuir a circulação de pessoas durante o isolamento social.

Dados da Strans revelam que houve uma queda de 42% de fluxo de veículos no início da quarentena, mas em maio teve aumento de 17% quando comparado ao mesmo período de abril, e esse percentual continua subindo. “Dessa forma, a ação será desenvolvida todos os dias, mesmo o comércio estando fechado, também para orientar condutores a realizarem estacionamento somente em locais permitidos”, explica o coronel Jaime Oliveira, diretor de Operações e Fiscalizações da Strans.

O diretor ressalta ainda que em tempos de pandemia a legislação de trânsito não mudou e que a circulação de veículos tem sido intensa no Centro da cidade. “É um trabalho preventivo, educativo que é necessário porque observamos muitas irregularidades no trânsito do Centro de Teresina. Estamos orientando para não estacionarem em fila dupla, como vinha ocorrendo, porque as vias são para passagem de veículos. Também constatamos estacionamentos em locais proibidos e até debaixo de placas de sinalização”, cita. O diretor da Strans destaca que a as pessoas que podem devem ficar em casa, pois a pandemia ainda está em ritmo crescente em Teresina.

A Prefeitura de Teresina havia anunciado o rodízio de carros no Centro porque já percebia o aumento de veículos circulando nessa área da cidade, mas suspendeu para evitar transtornos aos profissionais da área da saúde e pelo fato do Polo de Saúde estar localizado na região central.

Prefeito suspende implantação do rodízio de veículos no Centro da cidade

O prefeito Firmino Filho decidiu suspender a implantação do rodízio de veículos no Centro da cidade, que estava previsto para iniciar nesta terça-feira, 02 de junho. Segundo o prefeito, a decisão foi tomada para não prejudicar o funcionamento dos hospitais do Polo de Saúde situados na região central da cidade e que estão também no enfrentamento da crise da Covid-19.

“Estávamos estudando essa alternativa de adotar o rodízio de carros no Centro da cidade devido ao aumento da circulação de veículos na região e ao funcionamento de setores que não são essenciais. Mas, ao ouvirmos as ponderações dos gestores do Polo de Saúde, chegamos à conclusão que essa medida poderia impactar negativamente no funcionamento dos hospitais que estão ativos nesse região central”, informou o prefeito.

Segundo dados da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans), houve uma queda de 42% de fluxo de veículos no início da quarentena, mas logo registrou-se um aumento de 17% em maio comparado ao mesmo período de abril.

O prefeito destacou que rodízio de veículos está suspenso essa semana, mas continua em análise. “Apesar do ganho que teríamos na redução de pessoas circulando no Centro, assim como também no Polo de Saúde, nós teríamos muitas dificuldades que foram elencadas pelos gestores de saúde do Polo. Para não causar prejuízo à saúde no meio desta pandemia, nós decidimos suspender a medida para reavaliar ao longo dessa semana”, acrescentou.

Decreto da Prefeitura estabelece rodízio de veículos no centro de Teresina

O prefeito de Teresina, Firmino Filho, vai assinar um novo decreto na próxima segunda-feira para restringir a circulação de veículos no centro. O rodízio acontecerá diariamente, a partir do dia 02 de junho, levando em consideração os dias da semana e a numeração da placa do veículo. Trata-se de mais uma medida de enfrentamento ao novo coronavírus, já que foi verificada uma grande circulação de carros na área central da cidade. Até quinta-feira, a fiscalização terá caráter apenas educativo.

O novo decreto leva em consideração estudos realizados pela Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans). “Nossos dados mostram que houve uma queda de 42% de fluxo de veículos no início da quarentena. No entanto, na primeira quinzena de maio já se observou um aumento de 17% comparado ao mesmo período de abril. Isso demonstra que as pessoas voltaram a circular pela cidade, principalmente em um período em que as orientações de distanciamento social ainda permanecem e é a única arma que temos contra o novo coronavírus”, ressalta o prefeito Firmino Filho.

Ele destacou que essa medida se soma a um conjunto de ações que a Prefeitura vem adotado para contribuir com o isolamento social, tendo em vista que a capital já registra 2.157 casos e 82 óbitos pela Covid-19.

O rodízio de carros será feito na área delimitada pelas avenidas Miguel Rosa, Joaquim Ribeiro e Maranhão, que é o setor mais comercial da cidade. Nas segundas, quartas e sextas poderão circular os veículos com final de placa com número par (0,2,4,6 e 8). Já nas terças, quintas e sábados só será permitido o tráfego de veículos com placa de terminação ímpar (1, 3, 5, 7 e 9).

O monitoramento do rodízio será feito pelos agentes de trânsito e também de forma eletrônica, por meio das câmeras espalhadas pelo centro da cidade. Após o prazo educativo, os condutores que não obedecerem à determinação estarão sujeitos à multa prevista no Código de Trânsito Brasileiro, no valor de R$ 195,23.

O superintendente da Strans, Weldon Alves, explica que todos os detalhes sobre os veículos que terão permissão para circular livremente na área central estarão no decreto, que será publicado na próxima segunda-feira, dia 01 de junho.

Fluxo de veículos teve aumento de 21% em Teresina

O descumprimento do isolamento social por parte dos teresinenses tem refletido no tráfego de veículos da capital. De acordo com dados da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans), houve um aumento de 21% no fluxo veicular de Teresina. O relatório apontou o crescimento de veículos nas ruas entre os dias 9 e 15 de maio, quando comparado com o mesmo período no mês de abril deste ano.

Os dados de fluxo de veículos são obtidos através dos equipamentos de fiscalização eletrônica instalados em algumas avenidas da cidade. Em março, durante a primeira semana de isolamento social em virtude da pandemia da Covid-19, a capital chegou a registrar uma queda de 20 a 50% do tráfego de veículos em certas vias de Teresina.

Os percentuais de isolamento social na capital seguem muito abaixo do mínimo recomendado pelas autoridades de saúde para diminuir o contágio, que é de 73%.

O engenheiro da Strans, Lucas Andrade, alerta que o aumento do número de veículos nas vias é um dos reflexos do afrouxamento da taxa de isolamento por parte dos teresinenses. “O não cumprimento do isolamento social de alguns teresinenses tem refletido nos nossos percentuais de fluxo veicular. Alertamos para que quem puder ficar em casa, fique em casa. Com menos chances de acidentes e disseminação dessa doença, teremos mais leitos de hospitais disponíveis durante a pandemia”, alerta.

Vias que apresentaram aumento de fluxo veicular:

Avenida José Francisco de Almeida Neto;

Avenida Maranhão;

Alameda Parnaíba;

Avenida dos Ipês;

Avenida Miguel Rosa;

Avenida Poty Velho;

Avenida Raul Lopes;

Avenida Joaquim Nelson.

Agentes da Strans coordenam fluxo de veículos em barreiras sanitárias

Os agentes da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) estão coordenando o fluxo de veículos nas barreiras sanitárias presentes nas três pontes que ligam a capital ao município de Timon, no Maranhão. As paradas acontecerão por tempo indeterminado e têm o objetivo de fazer um controle do estado de saúde das pessoas que entram em Teresina.

Além de sinalizar as vias próximas às pontes, a Strans está coordenando a saída e entrada dos veículos durante a abordagem, priorizando as recomendações da Fundação Municipal de Saúde (FMS), com preferência por veículos com mais de duas pessoas dentro, veículos que sejam de outros municípios e ambulâncias.

“Nossos agentes estarão por tempo indeterminado auxiliando o trabalho da FMS nesses pontos em horários pré-estabelecidos nos três turnos do dia. Orientamos os condutores durante as paradas e, mais à frente, os profissionais de saúde da FMS fazem a abordagem com questionários e medição de temperatura”, explica o gerente de operação e fiscalização da Strans, Denis Lima.

Strans registra redução de até 50% no tráfego de veículos em Teresina

Com a suspensão de alguns serviços e das aulas em instituições de ensino devido ao COVID-19, a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) registrou uma redução de 20 a 50% do fluxo de veículos em certas vias de Teresina. Os dados são dos equipamentos de fiscalização eletrônica instalados em algumas avenidas.

O engenheiro Lucas Andrade alerta que, mesmo com a redução de veículos no trânsito, as pessoas devem tomar todos os cuidados para evitar infrações e acidentes. “Estamos em um momento de muita cautela, por isso, mesmo com a redução no tráfego, devemos dirigir com prudência para evitar acidentes e assim não precisar ir aos hospitais. Lembramos que as pessoas podem diminuir as saídas como forma preventiva também”, explica.

As vias que apresentaram diminuição foram:

Avenida José Francisco de Almeida Neto;

Avenida Maranhão;

Alameda Parnaíba;

Avenida dos Ipês;

Avenida Miguel Rosa;

Avenida Poty Velho;

Avenida Raul Lopes.

Programa Transporte Eficiente vai aumentar atendimento de cadeirantes

Com o funcionamento de 17 microônibus  para o programa Transporte Eficiente, que atende cadeirantes em deslocamentos pela cidade, Teresina aumenta a capacidade de atendimento, passando de 160 para 200 pessoas por dia. Esse crescimento é devido aos quatro veículos adquiridos e entregues na manhã desta quinta-feira (20) pelo prefeito de Teresina, Firmino Filho, na sede da Superintendência Municipal de Transportes Trânsito (Strans). Na capital, é maior o número de pessoas com sequelas graves e que ficam com a mobilidade reduzida devido a acidentes de trânsito.

Fabíola Araújo Machado de 22 anos é estudante do curso de administração e utiliza o Transporte Eficiente há oito anos. “Uso diariamente para ir à faculdade, fazer fisioterapia e outras necessidades que eu tenho de locomoção. Gosto mais desse serviço do que os ônibus convencionais, porque tudo é executado conforme as nossas necessidades”, comenta.

O prefeito Firmino Filho adiantou que mais um veículo será adquirido ainda este ano para atender os cadeirantes cadastrados no sistema. “A Prefeitura de Teresina vai atender mais pessoas que necessitam desse serviço com a entrega desses quatro veículos novos e já estamos providenciando mais um. A frota, que era de 13 carros, vai passar para 18 veículos que darão a garantia de atendimento a mais pessoas que necessitam deste serviço essencial”, revela.

Weldon Bandeira, superintendente da Strans, destaca que o atendimento está sendo ampliado com recursos da Prefeitura de Teresina. “O investimento com recursos próprios foi de R$ 3,3 milhões, no ano passado, com o custo operacional do programa. Com os novos microônibus em operação este ano o valor deve ser em torno de R$ 4 milhões”, explica. O investimento com os quatro novos veículos entregues foi de R$ 1, 4 milhão, sendo R$ 851 mil de recursos da Prefeitura de Teresina e o complemento de emendas parlamentares.

Usuária dos veículos do Programa Transporte Eficiente, Amparo Sousa, presidente da Associação dos Deficientes Físicos de Teresina (ADEFTE) e vice-presidente do Conselho Estadual  de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência (CONEDE/PI), celebra a conquista, que era uma solicitação das entidades. “Fizemos reunião com o prefeito com a solicitação de novos veículos e estamos sendo atendidas. Temos muito o que celebrar”, pontua.

Programa Transporte Eficiente

Cerca de duas mil pessoas estão cadastradas no programa, que funciona com agendamento pelo telefone 0800 086 3122, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h. O veículo vai até o local onde usuário está e conduz ao destino todos os dias da semana, em três turnos. Nos casos de deslocamentos nos finais de semana, o usuário deverá fazer solicitação via ofício.

Strans vai organizar fluxo de veículos nos cemitérios no Dia de Finados

Por conta do feriado do Dia de Finados, a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) fará uma operação especial nas entradas dos principais cemitérios da cidade. A ação será realizada das 7h às 19h, no próximo sábado (2), nas proximidades dos cemitérios do Buenos Aires, São José (Zona Norte), Renascença e Jardim da Ressurreição (Zona Sudeste).

De acordo com o Gerente de Operação e Fiscalização da Strans, Denis Lima, os Agentes de Trânsito estarão nas entradas dos principais cemitérios para fazer a orientação dos motoristas. “Todos os anos no Dia de Finados temos um grande fluxo de veículos nessas áreas, por isso as equipes sempre vão a esses locais orientar os condutores e diminuir o problemas com o fluxo dos veículos”, acrescenta.

Lima reforça que as pessoas devem optar por fazer a visita aos cemitérios cedo pela manhã, pois assim reduz a possibilidade de enfrentar congestionamentos. “Estaremos nesses locais para orientar os condutores e garantir o acesso aos cemitérios da melhor maneira possível”, enfatiza.

Horários das frotas dos ônibus sofrem alterações neste feriado da Semana Santa

O feriado da Semana Santa inicia nesta quinta-feira (18) e, com isso, a população deve ficar atenta às mudanças nos horários das frotas dos ônibus de Teresina. Os veículos que irão circular na quinta-feira obedecerão ao funcionamento dos horários referentes aos sábados. Na sexta-feira (19), a frota irá circular nos horários que correspondem os domingos de forma reduzida, uma vez que o movimento cai em até 30%.

No sábado (20), pela manhã, os ônibus irão circular conforme os horários dos sábado e à tarde conforme os horários de domingo. Já no domingo (21), a frota irá circular de acordo com os horários normais deste dia.

Strans aumenta número de veículos cadastrados durante a greve

A Superintendência de Trânsito e Transportes de Teresina (Strans) cadastrou até a manhã desta terça-feira (05), 110 veículos que estão atuando no transporte da população durante a greve dos motoristas e cobradores de ônibus. Os proprietários estão sendo orientados a respeitarem a gratuidade para idosos e a tarifa estudantil (meia passagem).  É importante lembrar que o usuário deve apresentar carteirinha (estudantes) e o cartão que dá direito aos benefícios (idosos acima de 60 anos).

De acordo com o diretor de Transportes Públicos da Strans, Francisco Nogueira, os usuários devem estar atentos se os veículos estão identificados e em bom estado para a circulação. “Quando os proprietários vem até a Strans nós fazemos todas as recomendações e vistorias, mas os passageiros devem estar atentos aos transportes que estão circulando nas ruas, se estão devidamente identificados com a placas da prefeitura e também se estão em boas condições físicas”, explicou.

Para obter a autorização da circulação, é necessária a apresentação da documentação dos condutores e dos veículos, que passam por vistoria. A autorização concedida pela STRANS estipula as rotas que deverão ser afixadas em local que facilite a identificação por parte dos usuários.

Os passageiros que presenciarem veículos clandestinos e o descumprimento das normas podem denunciar os casos por meio do whatsapp: (86) 99460-2486. Se forem comprovadas as denúncias, a autorização para o transporte será suspensa.