Corredor da Rui Barbosa terá 50 vagas de estacionamento

A Prefeitura de Teresina está construindo 50 vagas de estacionamento ao longo do corredor da Rua Rui Barbosa, zona norte,  atendendo a reivindicação dos comerciantes e moradores da região. Nos últimos dias, a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) intensificou o ritmo das obras.

Até agora, já foram construídas 22 vagas de estacionamento nas proximidades do Residencial Zilda Arns e outras serão construídas em frente à Escola Municipal Antônio Gayoso. Outras 20 serão disponibilizadas ao longo de três quarteirões, entre as ruas Cabo Amador e Monteiro Lobato.

A Strans também já concluiu toda a sinalização vertical e horizontal dos corredores e das faixas exclusivas e compartilhadas de ônibus.

O diretor de Trânsito e Sistema Viário da Strans, engenheiro Augusto Basílio, adianta que ainda estão sendo feitos e estudos e análises de mais melhorias naquela área da cidade. “Essa via é muito importante para a cidade e a Prefeitura de Teresina está investindo em infraestrutura para melhoria do sistema de transporte coletivo”, diz.

Novas vias receberão radares fixos para redução de acidentes

Pensando na segurança no trânsito de importantes ruas e avenidas da capital, a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) vai implantar radares fixos em pontos que vêm sendo constatado um grande número de acidentes. O remanejamento será gradativo e o primeiro ponto contemplado será o cruzamento das avenidas Duque de Caxias com Marechal Castelo Branco, a partir desta quarta-feira (05).

O engenheiro da Strans, Lucas Andrade, explica que a ideia de remanejamento se deu após resultados positivos constatados com o melhor comportamento dos condutores e redução no número de acidentes em locais com a presença dos radares.

“Os dois primeiros pontos que devem receber a intervenção são os cruzamentos das avenidas Duque de Caxias com a Marechal Castelo Branco e Rua Francisco Mendes com a Avenida Marechal Castelo Branco. A intenção é reduzir as imprudências e acidentes nesses novos locais, proporcionando uma melhor educação no trânsito, que já vem sendo adquirida nos pontos anteriores”, enfatiza o engenheiro.

Vias que serão contempladas com radares fixos:

Avenida Duque de Caxias com Avenida Marechal Castelo Branco

Avenida Marechal Castelo Branco com Rua Francisco Mendes

Avenida Raul Lopes, no semáforo para pedestres da Ponte Estaiada

Avenida Nossa Senhora de Fátima com Avenida Lindolfo Monteiro

 

Placas de sinalização são colocadas próximo aos radares estáticos nas vias de Teresina

Os radares estáticos que ficam localizados em algumas avenidas de Teresina estarão acompanhados de placas de sinalização. Com a medida, a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) espera que os condutores fiquem mais atentos aos limites de velocidade das vias.

De acordo com o diretor de Trânsito e Sistema Viário, Augusto Basílio, as placas serão de 50 e 60 km/h. Elas serão posicionadas a alguns metros à frente dos aparelhos.

“Dessa forma, os condutores que estiverem trafegando pela via, poderão visualizar a placa antes do aparelho. É uma forma de chamar a atenção do motorista para que ele respeite o limite de velocidade da via”, explica o gestor.

As localizações desses radares são divulgadas semanalmente nas redes sociais da Strans e da Prefeitura. A lista também pode ser encontrada no site da PMT.

Strans inicia campanha de organização do trânsito próximo às escolas

Teve início nesta segunda-feira (3) a campanha de volta às aulas com a organização de fluxo de veículos em cruzamentos próximos a algumas escolas da cidade. A ação é desenvolvida pela Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (Strans) com a presença de agentes de trânsito em cruzamentos do centro e da zona leste.

As ações acontecem das 6h às 8h, das 11h30 às 13h30 e das 17h às 19h, que são os horários com maior fluxo de veículos nas proximidades das escolas. O objetivo é dar maior fluidez ao trânsito. “Estamos contribuindo também para garantir a travessia segura de pais e alunos nas vias próximas às escolas nos horários de pico em vários cruzamentos”, explica o agente de trânsito Ricardo Braga.

O comerciário Weldson Morais, que trabalha em uma loja na esquina da Avenida Campos Sales com a Rua 24 de Janeiro, afirma ter presenciado alguns acidentes na região porque os condutores não obedecem à sinalização. “Nos horários de pico o trânsito fica difícil, pois muitos carros trafegam nessas ruas. A equipe da Strans atuando hoje aqui ajudou muito na organização para evitar acidentes”, diz.

A Strans executa campanhas educativas para conscientizar os condutores de veículos a não obstruírem as vias na frente das escolas e realizarem paradas e estacionamento em locais permitidos todos os anos no início de períodos letivos.

O agente Ricardo Braga orienta ainda para que os pais procurem sair mais cedo de casa e estacionem em ruas paralelas ou antes dos prédios escolares em locais permitidos. “Observamos que a maioria quer a comodidade de parar o veículo o mais perto possível da entrada da escola e esse hábito provoca congestionamentos e aborrecimentos. O melhor é ter consciência e bom senso”, analisa.

Strans inicia nova operação no trânsito próximo a escolas nesta segunda (3)

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) inicia, na próxima segunda-feira (3), e prossegue até o final de fevereiro, uma nova operação no trânsito em cruzamentos próximos às escolas do centro e da zona leste. A finalidade é orientar o fluxo de veículos nos horários das 6h às 8h, das 11h30 às 13h30 e das 17h às 19h.

Em anos anteriores, foram feitas ações a cada época de volta às aulas para organizar o trânsito na frente de escolas que apresentavam grande fluxo de veículos. Os agentes permaneciam nas vias em frente aos prédios escolares, coordenando o tráfego e orientando sobre parada e estacionamento em locais permitidos.

Denis Lima, gerente de Operação e Fiscalização da Strans, diz que, este ano, será um trabalho diferenciado. “É uma operação em cruzamentos conflituosos que não têm semáforos e estão próximos a grandes escolas. Nesses cruzamentos existem muito fluxo de veículos e o agente de trânsito vai fazer orientações e controle de tráfego”, esclarece.

No Centro de Teresina, essa ação acontece na Avenida Campos Sales com Rua 24 de Janeiro, no cruzamento das Ruas Olavo Bilac com 13 de Maio, Rua Álvaro Mendes com Doutor Arêa Leão, no cruzamento das Ruas Firmino Pires com Joaquim Ribeiro e na Avenida Frei Serafim com Tibério Nunes.

Ações educativas

No segundo semestre do ano passado, a Strans, por meio da gerência de Educação no Trânsito, realizou a Campanha de Pais para Filhos com a colocação de placas com conteúdo educativo próximo a muitas escolas. A intenção foi sensibilizar condutores de veículos para gerar também boas práticas e exemplos para os filhos.

Strans fiscaliza itinerário de ônibus intermunicipais com trajeto acima de 100 km

Pensando no ordenamento do tráfego da área central, a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) está intensificando as fiscalizações de ônibus intermunicipais com trajeto acima de 100 km de Teresina. A operação iniciou, na manhã desta sexta-feira (24), de forma educativa, com a presença de fiscais da Diretoria de Transporte Público da Strans, agentes de trânsito e Polícia Militar na Avenida Maranhão.

Na segunda-feira (27), a fiscalização se concentrará na Ladeira do Uruguai e Avenida Presidente Kennedy, na altura da rotatória do São Cristóvão, com veículos sujeitos à apreensão, caso as empresas desrespeitem a maneira de circulação correta.

O diretor de transporte público da Strans, Adriano Barreto, pontua que o objetivo da ação é cumprir com a circulação correta dos ônibus intermunicipais. “A presença desses veículos em vias que não estão estabelecidas no itinerário colabora com a intensificação do congestionamento da cidade. Estamos cumprindo os decretos nº 4.286/2000 e sua atualização de nº 15.628/2016 com o objetivo de dar mais fluidez ao trânsito da capital”, explica Adriano.

Conforme a última atualização, através do decreto nº 15.628/2016, fica permitido o acesso à área central somente os ônibus que fazem linha em um percurso cuja distância máxima de Teresina seja de até 85 km.

As linhas, com trajeto superior a 100 km de Teresina, deverão obedecer aos seguintes itinerários:

Norte:

Chegada a Teresina:

Opção 1:

Avenida Presidente Kennedy

Avenida João XXIII

Avenida dos Expedicionários

Avenida Deputado Paulo Ferraz – Br 343

Terminal Rodoviário

Opção 2:

Avenida Presidente Kennedy

Avenida João XXIII

Avenida Frei Serafim

Avenida Miguel Rosa (Norte)

Estação Ferroviária – Ponto Final

Saída de Teresina:

Opção 1:

Terminal Rodoviário

Avenida Dep. Paulo Ferraz – Br 343

Avenida dos Expedicionários

Avenida João XXIII

Avenida Presidente Kennedy

Opção 2:

Estação Ferroviária – Ponto Inicial

Avenida Miguel Rosa (Norte)

Avenida Frei Serafim

Avenida João XXIII

Sul:

Chegada a Teresina:

Opção 1:

Avenida Tancredo Neves – BR 343/316

Avenida Deputado Paulo Ferraz – BR 343

Terminal Rodoviário

Opção 2:

Avenida Henry Wall de Carvalho – PI 130

Avenida Getúlio Vargas – BR 316

Avenida Deputado Paulo Ferraz – BR 343

Terminal Rodoviário

Saída de Teresina:

Opção 1:

Terminal Rodoviário

Avenida Dep. Paulo Ferraz – BR 343

Avenida Tancredo Neves – BR 343/316

Opção 2:

Terminal Rodoviário

Avenida Dep. Paulo Ferraz – BR 343

Avenida Getúlio Vargas – BR 316

Avenida Henry Wall de Carvalho – PI 130

Leste:

Chegada a Teresina:

Avenida João XXIII

Rotatória do São Cristóvão

Avenida dos Expedicionários

Avenida Deputado Paulo Ferraz – BR 343

Terminal Rodoviário

Saída de Teresina:

Opção 1:

Terminal Rodoviário

Avenida Dep. Paulo Ferraz

Avenida João XXIII

Opção 2:

Estação Ferroviária – Ponto Inicial

Avenida Miguel Rosa (Norte)

Avenida Frei Serafim

Avenida João XXIII

Strans instala lombada ecológica na região sudeste

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) fez nesta quinta-feira (23) a instalação da primeira lombada ecológica confeccionada com borracha reciclada de pneus. Ela está em funcionamento na Avenida Noé Mendes, próximo à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Renascença, zona sudeste.

O proprietário de uma lanchonete em frente a UPA, José Bonfim Pereira, aprovou a iniciativa. “Fico satisfeito porque nesse local já aconteceram muitos acidentes. Eu mesmo já havia solicitado, por meio do Colab, a instalação de uma lombada nessa área. Agora, saber que o material é de borracha reciclada é melhor. Esta é uma forma de aproveitar o tipo de produto para não poluir o meio ambiente”, comemora.

O diretor de Trânsito e Sistema Viário da Strans, engenheiro Augusto Basílio, informa que o novo tipo de lombada traz diferenciais tanto na execução rápida  como na preocupação sustentável com o meio ambiente.

“A Prefeitura de Teresina está inovando em soluções ao aceitar fazer testes com esse tipo de lombada ecológica. Ao usarmos pneus velhos contribuímos com o meio ambiente. E, claro, a lombada na Avenida Noé Mendes leva mais segurança no trânsito para os usuários da UPA e dos moradores daquela área, que é uma via importante na região Sudeste”, diz o diretor.

O tipo de lombada já é usado em algumas cidades e resiste bem às variações climáticas apresentando boa resistência, além de ser facilmente instalada com a liberação imediata da via.

Atenção e cuidados no trânsito devem ser redobrados no período chuvoso

A partir do mês de janeiro começa o período chuvoso em Teresina, por isso os condutores devem redobrar a atenção no trânsito e providenciar a manutenção dos veículos. Alguns cuidados são necessários como conferir os pneus, freios, suspensão, limpador de para brisa e fazer regularmente a calibragem, além do alinhamento e balanceamento.

O gerente de operação e fiscalização da Strans, Denis Lima, explica que durante as chuvas os condutores devem ser cautelosos no trânsito, uma vez que a visibilidade da via fica comprometida.

“Dependendo da intensidade da chuva, a visibilidade da pista fica um pouco comprometida. Por isso, é importante redobrar a atenção, diminuir a velocidade para que se tenha tempo suficiente caso seja necessário frear o veículo. Não podemos esquecer também de ligar os faróis. Essas medidas são essenciais para evitar acidentes”, afirma o gestor.

Um dos cuidados que motoristas e motociclistas devem ter também é com os pedestres. Denis Lima lembra que arremessar água e detritos nas pessoas e em outros veículos é infração de trânsito, que custa R$ 130,16.

“Infelizmente, algumas pessoas têm essa má conduta de jogar água nos pedestres e em outros veículos de propósito. Lembramos que é uma infração média e o condutor está sujeito a 4 pontos na CNH. Então, vamos respeitar quem estiver transitando pelas ruas”, declara.

Strans interdita vias da zona leste para Meia Maratona de Teresina

Com a realização da Meia Maratona de Teresina, que acontece neste sábado (14), agentes da Superintendência de Transportes e Trânsito (Strans) estarão coordenando e interditando o trânsito em trechos da Avenida Raul Lopes, Ponte da Primavera e acessos da Universidade Federal do Piauí (UFPI), entre 15h e 19h.

A corrida partirá do Complexo Turístico da Ponte Estaiada, passará pelo cruzamento das avenidas Raul Lopes e Jockey Club, e retornará pela mesma avenida, passando pelo setor de esportes da UFPI e demais vias internas do campus Petrônio Portela. A Meia Maratona se encerra no mesmo local de partida.

“Para garantir a segurança dos condutores e participantes da corrida, estaremos coordenando o trânsito para que não haja transtornos. Pedimos a colaboração dos motoristas para que evitem os trechos interditados”, recomenda o gerente de operação e fiscalização da Strans, Denis Lima.

A Meia Maratona de Teresina é uma iniciativa da Prefeitura Municipal de Teresina e Grupo Meio Norte de Comunicação. São previstos 600 atletas e um público geral de 1.500 pessoas.

Strans escuta população sobre transporte público

A população de Teresina está sendo ouvida nas consultas públicas sobre mobilidade urbana. Na tarde da última segunda-feira (09) representantes de entidades de deficientes físicos, associações de moradores, sindicatos e estudantes se reuniram para relatarem experiências e darem sugestões sobre o transporte público urbano da capital.

As consultas públicas são realizadas pela Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) e fazem parte da elaboração do Plano Diretor de Mobilidade Urbana Sustentável de Teresina (PDMUS). As consultas prosseguem nesta terça (10) pela manhã com o tema trânsito e sistema viário. À tarde o tema é sobre transporte ativo (pedestres e ciclistas).

Na quarta-feira (11) pela manhã será debatido sobre transporte rural, intermunicipal e interestadual e no turno da tarde sobre sustentabilidade (econômica, ambiental e social).

Fernando Gomes, estudante de arquitetura da Universidade Federal do Piauí, destacou a necessidade de Teresina ser planejada também com calçadas para atender as necessidades desde a saída de casa até os pontos de transporte público. “É preciso ter calçada de qualidade, segura e contínua. Se eu fosse um cadeirante não conseguiria me deslocar até um ponto de ônibus, porque existem muitos obstáculos para serem vencidos no percurso”, disse.

Solange Lustosa, integrante da Sociedade de Apoio ao Deficiente Físico (SOADF), destacou a necessidade de qualificação para os trabalhadores dos transportes públicos. “Esses profissionais precisam entender as limitações causadas pela deficiência para atenderem melhor”, relatou.

O ambientalista e membro do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), Francisco Soares, relatou que é necessário  ter fiscalização de vagas para cadeirantes e deficientes. Outros participantes falaram sobre integração de ônibus, preços de tarifas e qualidade do sistema.

O assessor técnico da Strans, Ricardo Freitas, explicou que a elaboração do PDMUS é composto de fases. “Já foi feito o diagnóstico com os dados sobre frota de veículo e dados da cidade, agora estamos na fase do prognóstico com as consultas públicas para ouvir a população, depois teremos audiências públicas para então ser elaborado o Plano Diretor, que deverá ser transformado em lei e ser executado pelos próximos 20 anos”, explicou.