Ônibus voltam a circular nesta quarta-feira (08) com a frota reduzida

A partir desta quarta-feira (08) o transporte público de Teresina volta a funcionar de forma reduzida, com 70% da frota, das 6h às 9h e das 17h às 19h, que correspondem aos horários de pico, e 30% nos demais horários. Os ônibus sairão dos bairros com destino ao Centro e serão aceitos os cartões eletrônicos.

A desembargadora do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), Liana Chaib, determinou na terça-feira o retorno do transporte público sob pena de multa diária de R$ 50 mil por dia para o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários (Sintetro). A decisão da desembargadora foi com base no pedido de dissídio coletivo ajuizado pelo procurador Regional do Trabalho, João Batista Machado Júnior.

Weldon Bandeira, gestor da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans), especifica que apesar das dificuldades de negociação foi possível estabelecer parâmetros para o retorno da circulação dos ônibus. “Foi acatada a decisão do TRT pelo bem da parcela da população que necessita desse serviço público para os deslocamentos que devem ser os estritamente necessários, pois ainda estamos vivendo uma pandemia”, cita.

A Strans vai fiscalizar o cumprimento da frota estipulada pelo TRT e será responsável pela sanitização das estações de embarque e desembarque de passageiros, paradas de ônibus e durante o trajeto dos veículos. Ao Setut cabe a sanitização dos ônibus ao final de cada turno.

Funcionamento do serviço

O retorno do serviço de transporte público de Teresina será com terminais de integração fechados, nesta primeira fase, mas a integração poderá ser feita em um prazo de duas horas em qualquer ponto das linhas com o Centro e nas avenidas Frei Serafim e João XXIII. Enquanto a frota de ônibus estiver reduzida, permanecem funcionando os veículos cadastrados.

Continuam suspensos a gratuidade dos idosos e o passe estudantil, segundo os decretos nº 19.541 de 23 de março e nº 19.635 de 04 de abril, respectivamente.

Transporte público de Teresina volta a funcionar na terça com frota reduzida

 

O transporte público de Teresina voltará a funcionar a partir da próxima terça-feira, dia 7, com 70% da frota de ônibus circulando nos horários de pico, ou seja, de 6h às 9h e de 16h às 19h horas. Nos demais horários, a frota será reduzida em 30%. O serviço será retomado após intermediação do Ministério Público do Trabalho para garantir o fim da greve dos motoristas e cobradores, que durou mais de 50 dias.

Com o objetivo de evitar aglomerações, o serviço volta a funcionar com restrições na primeira fase da retomada das atividades econômicas. De acordo com a Strans (Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito) todos os terminais permanecerão fechados e o atendimento será feito com percursos diretos entre os bairros e o Centro da cidade.

Para evitar o aumento na circulação de pessoas nesta primeira etapa, Strans também vai manter suspensos o passe do estudantil e a gratuidade dos idosos. “O fluxo de passageiros será monitorado constantemente. Em caso de necessidade de ampliação da demanda para os serviços autorizados a funcionar, as ordens de serviços poderão ser revistas, aumentando a quantidade de ônibus em circulação”, explicou o superintendente da Strans, Weldon Alves, ressaltando que, desde o início da pandemia, o transporte público da capital vinha atendendo cerca de 10 mil pessoas diariamente.

A Strans vai garantir também a sanitização diária de todos os veículos, estações de embarque e desembarque de passageiros, além das paradas de ônibus abertas de todas as zonas da cidade. Outra medida será a disponibilização de álcool em gel para todos os operadores dos veículos. A todos os passageiros será exigido o uso de máscaras dentro dos veículos e dos equipamentos públicos destinados ao transporte coletivo.

Prefeitura monta barreiras itinerantes para fazer busca ativa de casos suspeitos de Covid

Através de uma ação conjunta entre a Strans e Guarda Civil Municipal, a Prefeitura de Teresina está montando barreiras itinerantes para verificação de sintomas de Covid-19 em motoristas e passageiros. O objetivo é reforçar o trabalho de busca ativa daqueles que possam estar infectados pelo novo coronavírus. A ação teve início na manhã desta quarta-feira (24) no centro da capital e inclui aferição de temperatura corporal.

As barreiras serão itinerantes, funcionando nos turnos manhã e tarde, e atuarão em pontos estratégicos de grande circulação de pessoas em todas as regiões da cidade. “Buscamos orientar as pessoas para manter o isolamento e também encaminhar aqueles com sintomas para o serviço de saúde”, explica o coronel John Feitosa, comandante da Guarda Civil Municipal.

A ação contará com agentes de trânsito e guardas municipais. Nas abordagens, motoristas e passageiros serão questionados sobre seu estado de saúde e orientados sobre os procedimentos adequados quando apresentarem sintomas da Covid.

A cidade vem registrando aumentos sucessivos nos números de infecções e morte por covid. São 6.065 casos positivos e 294 pessoas já morreram em decorrência do novo coronavírus, segundo dados da Fundação Municipal de Saúde.

Os índices de isolamento social na capital ficaram entre 42% e 51,54% nesta segunda-feira (22), segundo as duas bases de dados utilizadas pela Prefeitura de Teresina para fazer este acompanhamento: a startup InLoco e as operadoras de telefonia celular. O índice ainda está abaixo dos 73%, considerado o mínimo necessário pela Organização Mundial de Saúde para ajudar a conter a disseminação do novo coronavírus.

Ascom Semcaspi

 

Strans implantou mais de 500 novas placas de sinalização nos últimos dois meses

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) implantou 557 novas placas de sinalização nos últimos dois meses. Os serviços abrangeram todas as zonas da capital e foram realizados de acordo com as recomendações das autoridades de saúde em virtude da pandemia da Covid-19.

As placas foram substituídas após uma pesquisa de campo feita pelas equipes da Diretoria de Trânsito e Sistema Viário da Strans, que definiram os pontos com mais necessidades de reparos. As principais placas renovadas foram de Pare, Siga em Frente, Siga em Frente ou à Direita, Siga em Frente ou à Esquerda, Sentido Proibido e placas de velocidade.

O engenheiro da Strans, Lucas Andrade, enfatiza que todos os serviços foram executados de acordo com as recomendações das autoridades de saúde. “Estamos trabalhando com equipes reduzidas, tudo feito com os devidos cuidados recomendados pelas autoridades de saúde, com uso de máscaras, luvas e álcool gel”, pontua.

As manutenções de sinalização feitas pela Strans também podem ser sugeridas pela população. Através do aplicativo Colab, o cidadão pode relatar as necessidades do seu bairro e anexar fotos solicitando algum reparo. O Colab está disponível nas plataformas Android e IOS.

Prefeito suspende implantação do rodízio de veículos no Centro da cidade

O prefeito Firmino Filho decidiu suspender a implantação do rodízio de veículos no Centro da cidade, que estava previsto para iniciar nesta terça-feira, 02 de junho. Segundo o prefeito, a decisão foi tomada para não prejudicar o funcionamento dos hospitais do Polo de Saúde situados na região central da cidade e que estão também no enfrentamento da crise da Covid-19.

“Estávamos estudando essa alternativa de adotar o rodízio de carros no Centro da cidade devido ao aumento da circulação de veículos na região e ao funcionamento de setores que não são essenciais. Mas, ao ouvirmos as ponderações dos gestores do Polo de Saúde, chegamos à conclusão que essa medida poderia impactar negativamente no funcionamento dos hospitais que estão ativos nesse região central”, informou o prefeito.

Segundo dados da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans), houve uma queda de 42% de fluxo de veículos no início da quarentena, mas logo registrou-se um aumento de 17% em maio comparado ao mesmo período de abril.

O prefeito destacou que rodízio de veículos está suspenso essa semana, mas continua em análise. “Apesar do ganho que teríamos na redução de pessoas circulando no Centro, assim como também no Polo de Saúde, nós teríamos muitas dificuldades que foram elencadas pelos gestores de saúde do Polo. Para não causar prejuízo à saúde no meio desta pandemia, nós decidimos suspender a medida para reavaliar ao longo dessa semana”, acrescentou.

Decreto da Prefeitura estabelece rodízio de veículos no centro de Teresina

O prefeito de Teresina, Firmino Filho, vai assinar um novo decreto na próxima segunda-feira para restringir a circulação de veículos no centro. O rodízio acontecerá diariamente, a partir do dia 02 de junho, levando em consideração os dias da semana e a numeração da placa do veículo. Trata-se de mais uma medida de enfrentamento ao novo coronavírus, já que foi verificada uma grande circulação de carros na área central da cidade. Até quinta-feira, a fiscalização terá caráter apenas educativo.

O novo decreto leva em consideração estudos realizados pela Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans). “Nossos dados mostram que houve uma queda de 42% de fluxo de veículos no início da quarentena. No entanto, na primeira quinzena de maio já se observou um aumento de 17% comparado ao mesmo período de abril. Isso demonstra que as pessoas voltaram a circular pela cidade, principalmente em um período em que as orientações de distanciamento social ainda permanecem e é a única arma que temos contra o novo coronavírus”, ressalta o prefeito Firmino Filho.

Ele destacou que essa medida se soma a um conjunto de ações que a Prefeitura vem adotado para contribuir com o isolamento social, tendo em vista que a capital já registra 2.157 casos e 82 óbitos pela Covid-19.

O rodízio de carros será feito na área delimitada pelas avenidas Miguel Rosa, Joaquim Ribeiro e Maranhão, que é o setor mais comercial da cidade. Nas segundas, quartas e sextas poderão circular os veículos com final de placa com número par (0,2,4,6 e 8). Já nas terças, quintas e sábados só será permitido o tráfego de veículos com placa de terminação ímpar (1, 3, 5, 7 e 9).

O monitoramento do rodízio será feito pelos agentes de trânsito e também de forma eletrônica, por meio das câmeras espalhadas pelo centro da cidade. Após o prazo educativo, os condutores que não obedecerem à determinação estarão sujeitos à multa prevista no Código de Trânsito Brasileiro, no valor de R$ 195,23.

O superintendente da Strans, Weldon Alves, explica que todos os detalhes sobre os veículos que terão permissão para circular livremente na área central estarão no decreto, que será publicado na próxima segunda-feira, dia 01 de junho.

Fluxo de veículos teve aumento de 21% em Teresina

O descumprimento do isolamento social por parte dos teresinenses tem refletido no tráfego de veículos da capital. De acordo com dados da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans), houve um aumento de 21% no fluxo veicular de Teresina. O relatório apontou o crescimento de veículos nas ruas entre os dias 9 e 15 de maio, quando comparado com o mesmo período no mês de abril deste ano.

Os dados de fluxo de veículos são obtidos através dos equipamentos de fiscalização eletrônica instalados em algumas avenidas da cidade. Em março, durante a primeira semana de isolamento social em virtude da pandemia da Covid-19, a capital chegou a registrar uma queda de 20 a 50% do tráfego de veículos em certas vias de Teresina.

Os percentuais de isolamento social na capital seguem muito abaixo do mínimo recomendado pelas autoridades de saúde para diminuir o contágio, que é de 73%.

O engenheiro da Strans, Lucas Andrade, alerta que o aumento do número de veículos nas vias é um dos reflexos do afrouxamento da taxa de isolamento por parte dos teresinenses. “O não cumprimento do isolamento social de alguns teresinenses tem refletido nos nossos percentuais de fluxo veicular. Alertamos para que quem puder ficar em casa, fique em casa. Com menos chances de acidentes e disseminação dessa doença, teremos mais leitos de hospitais disponíveis durante a pandemia”, alerta.

Vias que apresentaram aumento de fluxo veicular:

Avenida José Francisco de Almeida Neto;

Avenida Maranhão;

Alameda Parnaíba;

Avenida dos Ipês;

Avenida Miguel Rosa;

Avenida Poty Velho;

Avenida Raul Lopes;

Avenida Joaquim Nelson.

Strans cria novo serviço de ouvidoria durante pandemia da Covid-19

Pelo telefone  99460 2486 está funcionando o novo serviço de ouvidoria da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans), no horário das 8h às 18h, de segunda a sexta-feira. Esse serviço está sendo disponibilizado somente com chamadas para qualquer tipo de serviço da área administrativa, enquanto o atendimento não pode ser presencial, devido à pandemia da Covid-19. Os serviços de solicitação de atendimento sobre trânsito continua pelos fones  118 e 3122 7617, das 6h às 23h.

Weldon Bandeira, gestor da Strans, esclarece que esse novo canal é voltado para o cidadão e que em qualquer tipo de necessidade a pessoa deve oferecer todos os dados para ser atendido com mais agilidade. “Orientamos para o uso da melhor forma possível desse canal para que o atendimento seja mais ágil, as demandas resolvidas ou encaminhadas para os setores competentes”, diz.

A Strans informa que o antigo serviço de ouvidoria voltará a atender os cidadãos tão logo o horário de funcionamento da sede do órgão seja normalizado ao final da pandemia da Covid-19.

Campanha Maio Amarelo de conscientização no trânsito acontece nas redes sociais

Em virtude da pandemia da Covid-19  será realizada este mês a campanha Maio Amarelo apenas nas redes sociais com o tema Perceba o risco. Proteja-se.  Está prevista para setembro as ações presenciais como blitz educativa nas vias, palestras e seminários em órgãos e instituições de ensino. As ações da campanha são educativas e procuram reduzir número de vítimas no trânsito e levar orientações sobre comportamentos seguros.

As peças produzidas chamam a atenção para o excesso de velocidade, uso do celular enquanto dirige e travessia na faixa de pedestres e já estão nas redes sociais da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans).

Desde 2014 é realizada a campanha educativa Maio Amarelo, coordenada pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) em parceria com o Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV).

Transporte público é suspenso e atenderá apenas trabalhadores de serviços essenciais a partir desta segunda (04)

A partir desta segunda-feira (04) o transporte público da capital está suspenso e será implantando um novo sistema para atender, exclusivamente, os trabalhadores dos serviços essenciais que possuam o cartão eletrônico. Não será aceito, em nenhum caso, pagamento da passagem em dinheiro.

Cerca de 17 mil pessoas continuavam usando o transporte público diariamente, entre elas usuários que não integravam os serviços considerados essenciais, conforme mostrou pesquisa realizada pela Prefeitura. Com a nova determinação, os terminais de integração também serão totalmente fechados. A decisão foi tomada para garantir a separação de usuários de acordo com cada zona da cidade, diminuindo o risco de propagação do novo coronavírus.

O Setut (Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Teresina) fará o controle sobre a recarga dos cartões eletrônicos, que será feita apenas para quem comprovar que está atuando nos serviços essenciais. Assim, o sistema atenderá somente os trabalhadores que estão atuando na linha de frente durante a pandemia.

A integração poderá ser feita em qualquer ponto de cruzamento das linhas, como o centro da cidade e as avenidas João XXIII e Frei Serafim. Da mesma forma que funcionava antes, a troca de ônibus deve ser feita em um prazo máximo de duas horas.

Nos últimos 15 dias o número de pessoas usando o transporte público voltou a crescer, mesmo após as medidas para reduzir a circulação de usuários. “O transporte público sempre foi um motivo de preocupação, pois é um grande ponto de aglomeração de pessoas. A suspensão do passe livre para o idoso e do subsídio para os estudantes tiveram efeito imediato, mas como a demanda voltou a crescer, foi necessário adotar medidas mais duras”, ressaltou o superintendente da Strans, Weldon Bandeira.

Ele informou ainda que a Strans também vai dar continuidade ao cadastro de vans e ônibus na sede do órgão na próxima segunda-feira (04), das 8h às 12h, para complementar a frota, caso haja necessidade. “Esses veículos podem ajudar a atender os trabalhadores caso a frota disponibilizada não seja suficiente”, destaca.

A suspensão do transporte público da capital foi uma decisão do prefeito Firmino Filho anunciada na última sexta-feira, após avaliar que os índices de isolamento social na capital não têm sido satisfatórios. Na última quinta-feira apenas 43% das pessoas cumpriram a orientação de ficar em casa. Enquanto isso, Teresina vem registrando aumento no número de casos da doença. Neste sábado (02) o número já chegou a 458 pacientes infectados e 14 óbitos.

As medidas não têm prazo de validade, devendo ser mantidas enquanto durar o estado de calamidade pública em saúde na capital.