Strans mantém serviços de manutenção de equipamentos nas vias de Teresina

s serviços de manutenção das vias, bem como a atuação dos agentes de trânsito na cidade, continuam sendo realizados para atender as necessidades da população, mesmo estando reduzidos em virtude das medidas de contenção da Covid-19.  De 17 de março a 7 de abril foram realizados 159 serviços de manutenção em semáforos por equipes da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans), bem como em equipamentos de controle de velocidade. Já os agentes de trânsito estão das 6h à meia noite em serviço para atender população e podem ser acionados pelos fones 118 e 3122 7617.

Conforme dados do relatório de manutenção semafórica, nesse período de 17 de março a 7 de abril, do total de 159 serviços, 140 ocorrências foram em semáforos e diretamente relacionadas à oscilação e falta de energia; oito ocasionadas indiretamente com oscilação, falta de energia e também por desgaste natural de equipamentos; oito em grupos focais (peças de colocação das lâmpadas de led); duas relacionados com terceiros e uma por vandalismo.

O diretor de Trânsito e Sistema Viário da Strans, engenheiro Augusto Basílio, explica que esses serviços continuarão sendo feitos. “Esta semana foi feita a manutenção de equipamento na Avenida Raul Lopes, embaixo da Ponte Estaiada, porque naquele ponto específico existe fluxo de carros e a travessia para o mirante da ponte. Mesmo existindo semáforo e equipamento de redução de velocidade, recentemente teve acidente gravíssimo que resultou na morte de uma pessoa que estava no carro que colidiu com uma banca de revista. Por isso aquele equipamento tem que estar naquele local e ser feita a manutenção quando necessário”, informa.

O gestor ressalta que Teresina precisa reduzir os acidentes e mortes por acidente de trânsito, especialmente neste momento de enfrentamento de uma pandemia, no qual os leitos devem estar à disposição para tratar pessoas que possam vir a precisar de internação em virtude do covid-19. “Portanto, condutores devem obedecer à legislação de limites de velocidade, além de serem prudentes ao volante”, destaca.

 

Semáforos são instalados a partir de análise de tráfego

O desenvolvimento dos grandes centros urbanos resultou no aumento da frota de veículos. Em dez anos, esse número mais que dobrou em Teresina, saindo de 218 mil para 472,6 mil, em 2018. Esse aumento tornou necessárias algumas intervenções viárias para ordenar o trânsito, como a implantação de novos semáforos em vários pontos da cidade.

Nos últimos anos, vias importantes de Teresina tiveram seu trânsito organizado com a ajuda destes dispositivos. Para definir os locais onde os aparelhos são necessários, é feita uma contagem volumétrica dos veículos que transitam na região, como explica o engenheiro da Strans, Lucas Andrade.

“Uma equipe vai até o local onde será instalado o semáforo para verificar o fluxo de veículos. Com a contagem volumétrica temos uma ideia do tempo que terá o semáforo. Em um cruzamento, onde tem mais de um aparelho, a contagem é importante para que se defina o tempo ideal para cada via”, comenta.

Os semáforos nas capitais têm o objetivo de organizar o trânsito, dar fluidez ao tráfego de veículos e prevenir acidentes. Eles servem para orientar os condutores e pedestres ao cruzarem as vias com segurança.

No entanto, mesmo após instalados, estes dispositivos podem apresentar problemas devido à interferência de agentes externos, como ventos fortes, chuvas, falta ou oscilação de energia, problemas eletrônicos nos aparelhos e vandalismo. De acordo com dados da Diretoria de Trânsito e Sistema Viário da Strans, 100 semáforos apresentaram problemas no mês de dezembro do ano anterior por problemas de oscilação e falta de energia.

Lucas Andrade afirma que a maioria dos problemas que levam o semáforo a apagar ou ficar piscante no amarelo são direta e indiretamente ligados às oscilações e falta de energia que acontecem em vários pontos da capital. Também são identificados atos de vandalismo.

“As equipes de manutenção semafórica fazem rondas pela cidade resolvendo os problemas nos semáforos. Às vezes, é preciso apenas resetar o aparelho, ou seja, desligar e ligar de novo. Porém, algumas peças podem queimar por causa das oscilações de energia. Nesse caso, fazemos a substituição. Ventos fortes e chuvas também podem interferir no funcionamento do aparelho”, declara.

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsitos (Strans) em conjunto com a Equatorial está desenvolvendo estudos para implantar sistemas de nobreak, a fim de minimizar os conflitos no trânsito quando ocorrer oscilação ou falta de energia. A presença dos agentes de trânsito também é fundamental na organização do trânsito nesses casos. A população pode solicitar esse serviço por meio do número 3122-7617.

Centro de Comando e Controle Operacional (CCO)

O Centro de Comando e Controle Operacional (CCO) deve ser entregue no primeiro semestre de 2020.

A Central contará, inicialmente, com 479 câmeras instaladas, através de um sistema de visualização profissional, estação de monitoramento, controle de semáforos, corredores, estações e terminais.

Dessa forma, será mais rápido identificar os pontos onde os semáforos apresentarem problemas e o atendimento também será mais ágil.

Strans faz ajustes nos semáforos do bairro Porto Alegre, localizado na zona Sul

A partir de sábado (26), serão alterados os funcionamentos de dois semáforos na Avenida Ayrton Senna, um no cruzamento com a Rua Delegado Félix Dias e o outro no cruzamento com a Rua Brasiléia, ambos na zona Sul da cidade. As alterações nos equipamentos visam aumentar a segurança dos pedestres e fluidez no trânsito da área.

De acordo com o diretor de Trânsito e Sistema Viário, José Falcão, a movimentação na Avenida Ayrton Senna é muito grande, por isso, após a implantação de um semáforo veicular, foi percebida a necessidade de um tempo exclusivo para pedestres e ainda o ajuste em outro equipamento que ficava em um cruzamento próximo.

“Os equipamentos irão proporcionar mais segurança para as pessoas que circulam nesses cruzamentos todos os dias, mas precisamos que os condutores respeitem os semáforos, pois somente assim iremos garantir a segurança de todos”, acrescentou.

Falcão alerta que, nos primeiros dias de funcionamento, os agentes de trânsito estarão no local para orientar tantos os condutores como quanto os pedestres. “Os agentes de trânsito farão, nos primeiros dias de funcionamento dos semáforos para pedestre”, disse.

Para o presidente da Associação de Moradores Portoalegrenses (AMPA), Ezequias Pereira Lopes, o semáforo na Avenida Ayrton Senna é uma reivindicação dos moradores que trouxe uma melhor fluidez no trânsito “Percebemos uma melhoria muito grande no fluxo dos veículos, mas percebemos que estava muito perigoso para os pedestres, por isso pedimos o semáforo e conseguimos”, disse.

Ezequias ressalta que muitos acidentes já aconteceram no cruzamento, inclusive, um atropelamento com morte. “Ficamos muito felizes com a implantação desses semáforos, que vão proporcionar segurança para todos nós. Esperamos ainda que seja colocado um redor de velocidade e ainda pedimos que sejam feitas ações de fiscalização”, concluiu.

Strans realiza curso sobre operação semafórica para servidores

Com o objetivo de capacitar a equipe técnica para operar o novo sistema de semáforo de Teresina, a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) realiza hoje (10), na Casa da Cultura, no horário das 14h30 às 17h30, o Minicurso de Sinalização Semafórica. Participam da capacitação servidores, terceirizados e comissionados da superintendência.

De acordo com o diretor de Trânsito e Sistema Viário, José Falcão, o curso visa capacitar a equipe técnica para resolver com agilidade os problemas identificados nos semáforos em todos os pontos da cidade. “Vamos fazer essa qualificação com o nosso pessoal para que todos fiquem preparados para prestar um melhor serviço no que diz respeito à operação semafórica”, acrescentou.

Falcão reforça que mais de trinta colaboradores devem participar da capacitação. “Na nossa apresentação vamos mostrar um breve histórico e a situação atual, além de conceitos e termos técnicos, definições de padrões de projeto e modelos de programação semafóricos. Com esse curso estaremos mostrando para o nosso pessoal a maneira correta de resolver os problemas no semáforos com mais agilidade”, finalizou.

Novo binário será implantado na zona Sul

Começa a funcionar, em breve, um novo binário formado entre as Ruas Arlindo Nogueira e Arêa Leão no cruzamento com a Avenida Industrial Gil Martins, na zona Sul da cidade. Com a criação do binário, serão implantados dois semáforos nos cruzamentos. Os novos equipamentos têm como objetivo ordenar o trânsito no local e ainda garantir a travessia segura para os pedestres.

De acordo com o Diretor de Trânsito e Sistema Viário da Strans, José Falcão, a implantação dos novos semáforos têm como meta organizar o fluxo de veículos no cruzamento. “A Avenida Gil Martins está em obras, mas em breve começa a funcionar um corredor exclusivo para ônibus, por isso estão sendo feitas algumas intervenções a fim de facilitar o bom funcionamento do corredor”, explicou.

Falcão acrescenta que a Rua Arlindo Nogueira ficará com sentido único (Norte/Sul), no trecho entre a Rua Pedro II e Avenida Gil Martins. Com isso, ao chegar no semáforo, os condutores podem fazer as conversões à esquerda e à direta. “A rótula que existia no cruzamento da Rua Arlindo Nogueira com a Avenida Gil Martins será transformada em cruzamento. Fizemos alguns ajustes nas vias para fossem implantados o binário e os semáforos. Estamos implantando também a sinalização vertical e fizemos a pintura da sinalização horizontal para que a circulação de veículos e pedestres aconteça com segurança”, acrescentou.

O diretor explica que a Rua Arêa Leão vai complementar o binário. Nessa via, a circulação de veículos ficará no sentido (Sul/Norte) e no cruzamento semafórico será permitido seguir em frente ou fazer a conversão à esquerda. “Os condutores devem observar a sinalização a fim de evitar maiores problemas no trânsito”, disse.

Falcão ressalta ainda que, com a inauguração da Ponte Anselmo Dias, a Avenida Industrial Gil Martins se transformou em um importante corredor de ligação entre as zona Sul e Sudeste da cidade, por isso alguns ajustes estão sendo feitos. “No dia em que os semáforos começarem a funcionar, os agentes de trânsito estarão nos cruzamentos para orientar os condutores e evitar maiores problemas, mas, depois do período de adaptação, é importante que os condutores observem a sinalização e respeitem as regras de circulação”, finalizou.

Confira as rotas possíveis:

Opção 1 – Rua Arlindo Nogueira no sentido Norte/Sul para acessar Avenida Gil Martins

O condutor poderá dobrar à direita acessando a Avenida Gil Martins com destino à zona Sul ou ainda poderá fazer a conversão a esquerda com destino à Ponte Anselmo Dias.

 

Opção 2 – Rua Arêa Leão sentido Sul/Norte

O condutor deve seguir em frente cruzando a Avenida Gil Martins