Teresina registra redução de 19% nas mortes de trânsito no último trimestre do ano passado

Teresina reduziu em 19% a quantidade de mortos no trânsito no 4º trimestre de 2019, em relação ao mesmo período de 2018. Os dados são do relatório do Programa Vida no Trânsito (PVT) e ao serem comparados esses dois trimestres destaca-se ainda que não houve nenhuma morte de ciclista, teve redução de 6,7% para acidentes graves nessa categoria e a redução de 50% em acidentes de automóveis com vítimas fatais.

 

Considerando o grupo de vítimas motociclistas foi registrado aumento tanto para as vítimas fatais (4%), quanto para os graves (3,2%). Entre as vítimas fatais e graves, o maior percentual é do sexo masculino, respectivamente, 76,5% e 81,2%. No grupo dos fatais e acidentes graves, as faixas etárias com maiores percentuais foi de 26 a 35 anos com 35,3% e 24,6% respectivamente, seguidos das faixas etárias de 18 a 25 anos com 20,6% dos fatais e 24% dos graves e de 46 a 59 anos com 20,6% dos fatais e 16,9% graves.

 

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito informa que pedestres idosos são os mais vulneráveis e a gerente de Educação no Trânsito da Strans, Samyra Motta, destaca que os idosos estão muito expostos a possíveis acidentes. “Existem várias dificuldades nessa fase da vida com os problemas de visão, a dificuldade de caminhar, todas as comorbidades adquiridas com a idade e os que andam desacompanhados estão mais suscetíveis para a ocorrência de acidentes”, cita.

 

Quanto aos dias da semana, o relatório aponta que a maior parte dos acidentes do 4º trimestre de 2019, com vítimas fatais, ocorreram aos domingos (23,6%), sábados (17,6%) e sextas e segundas-feiras (14,7%). Os turnos com maiores incidências desse tipo de acidentes foram as noites dos domingos (11,8%), noites de segunda-feira e sábados (8,8%).  Os acidentes graves foram aos domingos (23%), sábados (17,3%) e as terças-feiras (13,8%). Os turnos com maior incidência de acidentes graves foram as noites dos sábados (7%), tardes de domingo (6,8%) e noites de domingo (6,6%).

 

Os dados do relatório do PVT possibilitam analisar a eficácia das ações desenvolvidas pelo poder público com o objetivo de reduzir o número de óbitos e feridos graves de acidentes de trânsitos ocorridos em Teresina.

Área interditada no Centro de Teresina será reduzida a partir desta segunda (10)

A partir da próxima segunda-feira (10) haverá redução na área interditada para tráfego de veículos do Centro de Teresina. Anteriormente, as restrições eram no perímetro das ruas Desembargador Freitas, David Caldas, Paissandu e Avenida Maranhão. Nesta nova fase, as ruas Paissandu e David Caldas não estarão mais inclusas.

As alterações constam em decreto assinado nesta sexta-feira pelo prefeito Firmino em virtude da retomada das atividades administrativas em órgãos do município, do Estado e do Governo Federal localizados na região central da cidade.

De acordo com o decreto, a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) fará a interdição no perímetro da rua Desembargador Freitas com pontos de isolamento nos cruzamentos da rua Rui Barbosa. No perímetro da rua Senador Teodoro Pacheco, o isolamento será feito nos cruzamentos das ruas Simplício Mendes e Barroso.

Também terá alteração no perímetro da rua 13 de maio com pontos de isolamento nos cruzamentos das ruas Senador Teodoro Pacheco, Coelho Rodrigues, Areolino de Abreu e Lisandro Nogueira.  No perímetro da Avenida Maranhão o ponto de isolamento é no cruzamento com a rua Coelho Rodrigues.

O diretor de Operação e Fiscalização da Strans, Jaime Oliveira, explica que, com a redução da área interditada, mais vias serão liberadas para circulação durante a terceira fase de reabertura das atividades econômicas. “Estamos nos adaptando conforme a reabertura gradual das atividades econômicas. Ao liberarmos mais ruas nessa fase, ampliaremos as opções para circulação desses trabalhadores, evitando aglomerações nas vias que já estavam liberadas anteriormente”, explica.

Apesar da redução do perímetro isolado, não serão alteradas as restrições de circulação de veículos nas vias interditadas. Com a interdição inicial, houve redução de 90% no tráfego na área interditada, permitindo a melhoria do distanciamento social.

Teresina registra redução de 21% de acidentes com motociclistas na pandemia da Covid-19

A quantidade de acidentes envolvendo motociclistas caiu em 21% de março a junho deste ano na capital. O dado é comparado ao mesmo período de 2019 e consta nas informações do Hospital de Urgência de Teresina (HUT), que atende pacientes acidentados envolvendo motocicleta. Nesse período de quatro meses, a cidade já estava com medidas restritivas de serviços e de circulação de pessoas devido à pandemia da Covid-19.

Na data de hoje (27) quando é comemorado o Dia Nacional do motociclista percebe-se o aumento na quantidade de motociclistas nas ruas de Teresina, devido à demanda pelo serviço de entrega de mercadorias que prioriza o serviço em motocicleta.

Sobre a quantidade de acidentes, os dados do HUT revelam que de março a junho do ano passado foram 2.879 ocorrências com motos, sendo 748 em março, 689 em abril, 755 em maio e 678 em junho. Em 2020 foram 2.272 acidentes o que comprova a redução de 21%, sendo 638 acidentes em março, 469 em abril, 604 em maio e 561 em junho.

Sobre as condutas corretas no trânsito pelos motociclistas, a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) alerta para a necessidade dos condutores observarem as normas obedecendo os limites de velocidade de cada via, a atenção nos cruzamentos e o uso do capacete.

O agente de trânsito da Strans, Hudson Rabelo, cita quais são as principais condutas para evitar acidentes. “A utilização do capacete afivelado, o uso do retrovisor e o respeito ao limite de velocidade em cada via evitam a ocorrência de acidentes graves”, diz.

O condutor da motocicleta está sempre em situação de vulnerabilidade no trânsito e alguns atos contribuem para acontecer acidentes, como explica o agente de trânsito, Torquato Neto. “Numa simples observação do comportamento do motociclista percebemos muitas atitudes proibidas sendo praticadas e em especial nesse período em que houve redução do tráfego. São manobras como subir em canteiros, trafegar pelas calçadas, não respeitar a sinalização e o excesso de velocidade são atitudes que causam muitos acidentes”, analisa.

 

Frota de ônibus em Teresina será de 30% nesta sexta (24)

Como vem sendo feito em todos os finais de semana deste mês, Teresina terá frota de 30% dos ônibus em circulação nesta sexta-feira (24). No sábado (25) e domingo (26) o serviço será suspenso.  A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) diz que essa determinação é semelhante a que ocorreu nos finais de semana ao longo desse mês. A medida é para conseguir melhores índices de isolamento social e evitar a contaminação pela Covid-19.

No final de semana passado os índices de isolamento foram de 38,2% na sexta-feira (17), de 49% no sábado (18) e de 55,5% no domingo (19). Esses dados revelam que houve redução do índice em comparação aos do final de semana anterior quando foram registrados na capital 42,7% na sexta (10); 51,8 % no sábado (11) e 55,7% no domingo (12).

 

Este é o último final de semana de restrições mais duras com base no Decreto Municipal 19.890 de 6 de julho, que trata sobre da intensificação de medidas de isolamento social mais rigorosas nas sextas, sábados e domingos deste mês por conta da pandemia de Covid-19.

O gestor da Strans, Weldon Bandeira, analisa que essa estratégia que atinge o transporte público de passageiros contribui nas medidas de combate a Covid-19. “As pessoas precisam se convencer da necessidade de isolamento, esse índice precisa melhorar este final de semana. O poder público conta com a colaboração coletiva da população. Ficando em casa estamos protegendo nossa família, amigos e a vida de muitos teresinenses.”, solicita.

Conforme o decreto, haverá restrição de funcionamento de serviços nesta sexta-feira (24) quando é permitido o funcionamento apenas de supermercados, mercados, postos de combustíveis, serviços bancários, casas lotéricas, distribuição e comercialização de combustíveis, farmácias e drogarias, serviços de saúde, segurança e vigilância, delivery para entrega de comida pronta, comunicação e situações comprovadas de urgência e emergência.
No sábado (25) e domingo (26) só funcionarão farmácias e drogarias, serviços de saúde, segurança e vigilância, delivery exclusivo para entrega de produtos de alimentação pronta, comunicação e situações comprovadas de urgência e emergência.

 

Transporte público de Teresina volta a funcionar na terça com frota reduzida

 

O transporte público de Teresina voltará a funcionar a partir da próxima terça-feira, dia 7, com 70% da frota de ônibus circulando nos horários de pico, ou seja, de 6h às 9h e de 16h às 19h horas. Nos demais horários, a frota será reduzida em 30%. O serviço será retomado após intermediação do Ministério Público do Trabalho para garantir o fim da greve dos motoristas e cobradores, que durou mais de 50 dias.

Com o objetivo de evitar aglomerações, o serviço volta a funcionar com restrições na primeira fase da retomada das atividades econômicas. De acordo com a Strans (Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito) todos os terminais permanecerão fechados e o atendimento será feito com percursos diretos entre os bairros e o Centro da cidade.

Para evitar o aumento na circulação de pessoas nesta primeira etapa, Strans também vai manter suspensos o passe do estudantil e a gratuidade dos idosos. “O fluxo de passageiros será monitorado constantemente. Em caso de necessidade de ampliação da demanda para os serviços autorizados a funcionar, as ordens de serviços poderão ser revistas, aumentando a quantidade de ônibus em circulação”, explicou o superintendente da Strans, Weldon Alves, ressaltando que, desde o início da pandemia, o transporte público da capital vinha atendendo cerca de 10 mil pessoas diariamente.

A Strans vai garantir também a sanitização diária de todos os veículos, estações de embarque e desembarque de passageiros, além das paradas de ônibus abertas de todas as zonas da cidade. Outra medida será a disponibilização de álcool em gel para todos os operadores dos veículos. A todos os passageiros será exigido o uso de máscaras dentro dos veículos e dos equipamentos públicos destinados ao transporte coletivo.

Strans registra redução de mais de 95 % no número de acidentes com isolamento social

Após o início do isolamento social em Teresina teve redução de 95,2%, na quantidade de acidentes, apenas com danos materias, com cinco ocorrências, no período de 23 de março a 13 de abril, o que corresponde a 22 dias. Os dados são da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) e apontam que foram 103 acidentes no período de 01 a 22 de março, o que corresponde ao mesmo mesmo período de dias.

O supervisor geral dos agentes de trânsito, Torquato Neto, cita que as ocorrências são na maioria de colisão frontal. “Quase todos foram por causa da falta de atenção e desrespeito às leis de trânsito com o avanço de sinal vermelho em um cruzamento. Sabemos que houve bastante redução no fluxo de veículos, mas aina existem condutores que não obedecem a legislação.

Ele informa que os dados são registrados pela seção de acidentes da Strans e que casos com vítimas são repassados para a Polícia Civil. Os agentes de trânsito continuam fazendo atendimento à população pelos fones 11

Quando da determinação pelo prefeito Firmino filho de decretar a suspensão  de vários tipos de serviços, houve a redução significativa de deslocamento das pessoas e também do fluxo de veículos. O prefeito e autoridades da saúde continuam com o mesmo pedido para as pessoas ficarem em casa e assim impedir a contaminação pelo Covid -19.

Circulação de passageiros nos ônibus tem queda de 90%, aponta bilhetagem eletrônica

Os teresinenses estão cumprindo com as orientações dos órgãos de saúde para evitar a disseminação do novo coronavírus (Covid-19). A bilhetagem eletrônica apontou nos últimos dias uma queda de 90% na circulação de passageiros nos ônibus. Nas semanas anteriores, de início do decreto municipal que estabelecia o funcionamento mínimo das atividades comerciais, a redução era de apenas 55%.

“Mesmo com a queda de 90% dos passageiros, a frota mínima constitucional está circulando e os terminais vêm sendo administrados em tempo real, com verificação de demanda para ajustes necessários no período de pico”, explica o gestor da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans), Weldon Bandeira.

A recomendação é que as pessoas que possam permanecer em casa, cumpram com as orientações. “Foi constatada uma grande evolução no comportamento dos teresinenses, que vêm cumprindo com as orientações. Solicitamos a quem pode, que permaneça em casa”, ressalta Bandeira.

Higienização dos ônibus tem sido intensificada

Desde o dia 17 de março, a Strans recomendou que a limpeza diária dos ônibus, estações e terminais de integração fosse intensificada. Os veículos que estão em circulação estão recebendo cuidados de higienização redobrados pelos consórcios do transporte público, com a limpeza de pisos, assentos, catracas, portas e suportes. As estações e terminais de integração também estão recebendo serviços de limpeza intensificados.

Strans registra redução de mais de 85% no número de acidentes nesta semana

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) registrou a redução de 85,7% no número de acidentes, no período de 23 a 27 deste mês, com apenas cinco ocorrências e sem vítimas fatais. Os dados percentuais são em relação ao período de 13 a 22 deste mês quando ocorreram 35 acidentes.

Esse período de redução corresponde ao início do fechamento do comércio e de outros estabelecimentos e funcionamento apenas de serviços essenciais, conforme decreto municipal em relação à pandemia do Covid-19.

O supervisor geral dos agentes de trânsito, Torquato Neto, cita que as vias estão quase sem tráfego nesta última semana. “Houve muita redução no fluxo de veículos. A Strans registra os acidentes sem vítimas fatais porque quando existem vítimas, o registro deve ser feito pela Ciptran”, informa.

Quando da determinação pelo prefeito Firmino filho de decretar a suspensão  de vários tipos de serviços, houve a redução significativa de deslocamento das pessoas e também do fluxo de veículos. O prefeito e autoridades da saúde continuam com o mesmo pedido para as pessoas ficarem em casa e assim impedir a contaminação pelo Covid -19.

Para atender possíveis necessidades da população, a Strans pode ser acionada pelos fones 118 e 3122 7617 das 6h às 23h.

 

 

 

Strans registra redução de até 50% no tráfego de veículos em Teresina

Com a suspensão de alguns serviços e das aulas em instituições de ensino devido ao COVID-19, a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) registrou uma redução de 20 a 50% do fluxo de veículos em certas vias de Teresina. Os dados são dos equipamentos de fiscalização eletrônica instalados em algumas avenidas.

O engenheiro Lucas Andrade alerta que, mesmo com a redução de veículos no trânsito, as pessoas devem tomar todos os cuidados para evitar infrações e acidentes. “Estamos em um momento de muita cautela, por isso, mesmo com a redução no tráfego, devemos dirigir com prudência para evitar acidentes e assim não precisar ir aos hospitais. Lembramos que as pessoas podem diminuir as saídas como forma preventiva também”, explica.

As vias que apresentaram diminuição foram:

Avenida José Francisco de Almeida Neto;

Avenida Maranhão;

Alameda Parnaíba;

Avenida dos Ipês;

Avenida Miguel Rosa;

Avenida Poty Velho;

Avenida Raul Lopes.

Quantidade de passageiros reduz em torno de 50%, aponta bilhetagem eletrônica

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) verificou uma redução de 50% na quantidade de passageiros do transporte coletivo de Teresina nos últimos dias, de acordo com dados da bilhetagem eletrônica. A queda é em virtude da pandemia do novo Coronavírus, que ocasionou na suspensão de alguns serviços e instituições de ensino.

Para compatibilizar e suprir a demanda ofertada no momento, a Strans determinou a redução de 30% da frota de ônibus nos horários de entrepico e de 20% nos horários de pico até a próxima terça-feira (23). Nesta fase, serão 280 veículos circulando.

O superintendente da Strans, Weldon Bandeira, esclarece que foi verificada a pouca presença de usuários nos terminais e estações durante o entrepico, com queda de quase 50% dos usuários. “Durante os entrepicos, horários com menos circulação de pessoas, verificou-se a pouca presença de usuários nos terminais e estações. Os ônibus se mantêm pela oferta de usuários do sistema, portanto não faz sentido o veículo circular vazio nos horários de entrepico”, explica Weldon.

Denilson Guerra, gerente de planejamento da Strans, pontua que nos horários de pico a redução é praticamente inexistente. “Nos horários de pico a redução praticamente inexiste, pois há um reforço com adequação de linhas, sendo a redução de apenas 20%. Procurando sempre manter a frota circulando para evitar aglomerações”, assegura o gerente.

A redução ocorrerá durante sete dias e na próxima terça-feira (23) a Gerência de Planejamento da Strans vai avaliar se há necessidade de a redução permanecer ou não.