Reajuste da tarifa de ônibus será abaixo da inflação e valor fica R$ 4,00 inteira

O prefeito Firmino Filho assinou nesta sexta-feira (31) o decreto que definiu o novo valor da tarifa de ônibus em Teresina. A passagem inteira será R$ 4,00 e a estudantil, de R$ 1,35.  O reajuste foi de 3,89%, índice abaixo da inflação, que ficou em 4,31%, e menor que o valor apresentando na planilha ao Conselho Municipal de Transporte. Os novos valores passam a vigorar a partir desta segunda-feira (3) de fevereiro.

O decreto ressalta que o reajuste foi necessário para manter o equilíbrio do sistema de transporte coletivo. Em reunião realizada esta semana, o Conselho de Transporte havia analisado o estudo tarifário do transporte público, que apontou a necessidade de um reajuste no percentual de 9,59%, o que elevaria o valor da passagem inteira para R$ 4,22, e para R$ 1,40 a de estudante.

O superintendente municipal de Transportes e Trânsito, Weldon Bandeira, explica que o valor da tarifa do transporte coletivo em Teresina poderia ser menor se houvesse, por parte do Governo do Estado, a isenção do ICMS sobre os combustíveis e do IPVA sobre os veículos.

A passagem poderia ser algo em torno de R$ 3,60 se acontecesse o mesmo que em outros lugares, onde existe a isenção de ICMS, que aqui é de cerca de 31%. Os custos dos combustíveis representam cerca de 25% do preço da tarifa. Em Teresina, os valores com mão de obra, juntamente com os encargos, compõem cerca de 50% do preço da tarifa. Em outras cidades, esse custo está, em média, em torno de 38%”, afirmou.

Ele informa que, em 2019, a Prefeitura de Teresina subsidiou o custo do sistema com aproximadamente R$ 8,2 milhões. “Lembramos que os estudantes presentam 26,77% do total de pagantes e ainda têm a gratuidade,  que é de 15,29%”, acrescentou.

Os dados do parecer técnico apresentados ao Conselho Municipal de Transporte de Teresina especificam a inflação acumulada no ano, que foi de 4,31%, INPC de 4,48% e a variação do preço do litro do diesel acumulado em 2019, que foi de 10,56%.  Além desses índices que entram nos custos da planilha, tem sido verificada uma queda de cerca de 10% na quantidade de passageiros no sistema.

 

Decreto tarifa 2020

Reunião do Conselho de Transportes aprova reajuste na tarifa de ônibus

Após duas horas de discussão o Conselho Municipal de Transportes definiu os reajustes nas tarifas dos transportes públicos de Teresina. A partir de agora o resultado será encaminhado para o prefeito de Teresina para que ele faça a apreciação e dê a palavra final. De acordo com a planilha a tarifa de ônibus ficará no valor de R$ 4,02 e a passagem para o estudante ficará no valor de R$ 1,28. O reajuste previsto está em torno de 11%.

De acordo com o Gerente de Planejamento da Strans, Denilson Guerra, durante a reunião foram discutidas e aprovadas as planilhas de custos dos transportes públicos. “Tivemos uma reunião com representantes dos diversos setores da sociedade para discutir o reajuste das tarifas dos transportes públicos. Agora vamos encaminhar o documento ao prefeito para que ele dê a palavra final do processo”, explicou.

Guerra ressalta que atribuição do Conselho é de fazer os estudos e discutir os valores e que, a partir de agora, caberá somente ao prefeito definir o valor do reajuste. “Precisamos aguardar o posicionamento do senhor prefeito e a publicação do decreto no Diário Oficial do Município”, finalizou.

Participaram da reunião representantes da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans), Superintendência de Desenvolvimento Urbano (SDU-SUL), Superintendência de Desenvolvimento Rural (SDR), Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Recursos Hidricos  (SEMAM), Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (SEMDUH), Associação de Usuários de ônibus (ASUPATUTE), Sindicato dos Trabalhadores da Empresas de transportes Rodoviários no Estado do Piauí (Sintetro), Associação dos Deficientes Físicos de Teresina (Adeft), Sindicato dos Lojistas do Comércio do Estado do Piauí (Sindilojas) Sindicato das Empresas de Transportes Urbano de Teresina (Setut), Associação dos Taxistas de Teresina (Sinditaxi), Sindicato de Transportes Alternativos de Passageiros de Teresina (Sintrapi), Sindicato dos Mototaxistas de Teresina (Sindmot), e ainda o representante dos transportes coletivos da Linhas Rurais (Seti). Foi registrada a ausência dos representantes dos estudantes.