5.769 domicílios já foram visitados para o Plano Diretor de Mobilidade Urbana Sustentável

Já foram visitados 5.769 domicílios da capital para a elaboração do Plano Diretor de Mobilidade Urbana Sustentável (PDMUS). A pesquisa faz parte da fase de levantamento sobre a mobilidade urbana de Teresina, para que sejam alcançadas melhorias na locomoção, infraestrutura e transportes da cidade.

Até o momento, foram concluídas pesquisas em mais de 40 bairros da capital e nesta nova etapa serão visitados os bairros Promorar, Distrito Industrial, Areia, Santa Cruz, Angelim, Parque Jacinta, Piçarreira, Horto, Santa Lia, Recanto das Palmeiras, Jóquei, Santa Isabel, Noivos, São João, Lot. Jardim dos Pássaros, Recanto das Palmeiras, Redenção, São Sebastião, Parque Poti, Colorado, Vila Operária, Pirajá, Matinha, Marquês, Centro, Mafuá, São Joaquim, Nova Brasil, Itaperu, Matadouro, Alvorada, Acarapé, Olarias, Aeroporto e Pirajá.

O assessor técnico da Strans, Ricardo Freitas, pontua que durante o levantamento os pesquisadores estarão fardados e identificados. “Os pesquisadores estarão devidamente fardados com boné, camiseta, crachá e anotarão os dados em um tablet. Solicitamos que a população os receba e faça sua parte para a elaboração do Plano. Assim teremos dados reais das necessidades dos teresinenses no que diz respeito à mobilidade urbana”, solicita o assessor.

Para proporcionar mais segurança aos domicílios visitados, a população pode entrar em contato com a Ouvidoria da Strans para identificar o pesquisador no momento da visita, através dos números 0800 086 3122 e (86) 3122-7600.

Sobre o PDMUS

No Plano Diretor de Mobilidade Urbana Sustentável de Teresina (PDMUS) irão constar os objetivos, metas e ações a curto, médio e longo prazo para até 20 anos e serão incluídos alguns aspectos relativos às cidades que compõem a grande Teresina. O plano deve ser transformado em Lei aprovada pela Câmara de Vereadores.

O PDMUS vai priorizar o melhor aproveitamento das vias, redução de emissão de poluentes, de consumo de combustível e a otimização do sistema de transportes e trânsito.

 

Plano Diretor de Mobilidade Urbana Sustentável terá audiências públicas no próximo ano

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) está elaborando o Plano Diretor de Mobilidade Urbana Sustentável. As próximas etapas, no próximo ano, serão a realização de audiências públicas com apresentação de relatórios de diagnósticos e discussões de propostas.

Já foram encerradas cinco consultas públicas sobre mobilidade urbana. Todas aconteceram no Sebrae, no período de 9 a 11 deste mês, com o objetivo de conhecer as experiências de cada segmento da população sobre mobilidade urbana. Participaram representantes de entidades, sindicatos, usuários dos transportes, estudantes, empresários e de membros de órgãos públicos.

O Plano Diretor de Mobilidade Urbana Sustentável é democrático e vem ao encontro de um projeto de construção de uma sociedade que procura a qualidade de vida para todos, por isso a participação de diversos segmentos, de profissionais de diversas áreas e da população em geral.

Ricardo Freitas, assessor técnico da Strans, afirma que as consultas públicas são instrumentos para colher contribuições da sociedade civil. “Ouvimos as pessoas sobre os temas transporte público urbano, trânsito e sistema viário, transporte ativo com enfoque nos pedestres e ciclistas, transporte rural, intermunicipal e interestadual e sobre sustentabilidade econômica, ambiental e social”, relatou.

Na consulta da última quarta-feira (11), sobre transporte rural, intermunicipal e interestadual, moradores da zona rural de Teresina relataram as experiências sobre a frota, que eles consideram insuficiente, sobre os horários dos ônibus no turno da noite e nos finais de semana.

Empresários também presentes relataram sobre operacionalização do sistema. Gleisson Barros, empresário do setor de transporte intermunicipal, falou sobre as dificuldades desse setor. “O operador de transporte tem uma série de obrigações previstas em lei e todas voltadas para o atendimento do passageiro, como qualidade da frota, manutenção dos veículos e manutenção desse serviço. O objetivo é garantir o acesso com qualidade e que também traga retorno financeiro”, disse.

Consultas públicas sobre transportes serão realizadas de 9 a 11 deste mês

 

 

Foto: Renato Bezerra

Continuam as ações para a elaboração do Plano Diretor de Mobilidade Urbana Sustentável de Teresina (PDMUS). As consultas públicas iniciam na próxima segunda-feira (9), às 9h, no auditório do Sebrae, centro de Teresina, com a participação do prefeito Firmino Filho.

As audiências prosseguem até o dia 11 e abordarão temas como trânsito e sistema viário, transporte público urbano, transporte ativo (pedestres e ciclistas), transporte rural, intermunicipal e interestadual e sobre sustentabilidade (econômica, ambiental e social).

O Plano Diretor está sendo desenvolvido por meio da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) e será o principal instrumento de planejamento dos sistemas de circulação e transporte de Teresina pelos próximos anos.

O assessor técnico da Strans, Ricardo Freitas, explica que é nessa fase de consultas públicas que se coletam manifestações da população. “Nesta etapa, as pessoas serão ouvidas sobre vários aspectos do trânsito e sistema viário de Teresina. O Plano Diretor de Mobilidade Urbana Sustentável de Teresina tem três fases que são o diagnóstico, prognóstico e a elaboração de propostas”, destaca.

Com a participação da população já foram realizadas duas pesquisas, uma nas residências em todas as zonas da cidade e outra nos terminais de integração com os usuários dos transportes públicos.

Programação das audiências

09/12 – Às 9h abertura.

09/12 – 14h às 17h – Transporte Público.

10/12 – 9h às 12h – Trânsito e sistema viário.

10/12 – 14h às 17h – Transporte ativo ( pedestres e ciclistas).

11/12 – 9h às 12h – Transporte rural, intermunicipal e interestadual.

11/12 – 14h às 17h – Sustentabilidade ( econômica, ambiental e social).

Vagas são oferecidas para pesquisador do Plano de Mobilidade Urbana Sustentável de Teresina

Teresina terá novo Plano Diretor de Mobilidade Urbana Sustentável e para executar pesquisas de campo serão recrutadas cerca de 80 pessoas pelo consórcio Congremat/ Certare. Esse consórcio venceu a licitação realizada pela Prefeitura de Teresina para a execução do Plano Diretor.

Os requisitos para os candidatos são ter o ensino médio completo, ser maior de 18 anos e ter disponibilidade de horários nos turnos manhã e tarde. Os interessados devem enviar currículo até a próxima sexta-feira, 18, para o e-mail  mobilidadeteresina@gmail.com. Os selecionados terão contrato temporário e o salário é a combinar. Outras informações sobre o processo serão fornecidas apenas no momento da seleção e a responsabilidade pela contratação é do consórcio Concremat/Certare.

Os candidatos selecionados receberão treinamento nos dias 17, 18 e 19 próximos para que possam realizar as entrevistas dentro dos padrões de qualidade estabelecidos pela empresa. Consta como diferencial para a seleção residir em Teresina e ter carteira de habilitação categoria B.

Elaboração do Plano Diretor de Mobilidade Urbana Sustentável

O Plano Diretor de Mobilidade Urbana Sustentável de Teresina (PDMUS) está sendo elaborado para que a cidade tenha o planejamento dos sistemas de circulação e transporte de pessoas e cargas. Esse plano tem enfoque no conforto à população em sua locomoção e na sustentabilidade nas dimensões ambientais, sociais e econômicas.

O plano que deve ser elaborado no prazo de um ano terá pesquisas com a população e audiências públicas e terá metas a curto, médio e longo prazo visando a melhoria da mobilidade urbana.