Motoristas de transporte de cargas serão ouvidos para o PDMUS

Serão realizadas pesquisas de campo em trechos rodoviários da capital a partir da próxima terça-feira (21), onde serão ouvidos os motoristas de transporte de cargas. A etapa faz parte da construção do novo Plano Diretor de Mobilidade Urbana Sustentável (PDMUS).

As pesquisas serão realizadas entre às 7h e 15h, através da parada de veículos nas margens das rodovias, em ambos os sentidos, com a presença de pesquisadores fardados e identificados com crachá. A parada será coordenada por agentes de trânsito da Strans.

O objetivo das entrevistas é traçar o perfil do setor de transporte de carga que tem a cidade de Teresina como destino ou passagem. Serão feitas perguntas como a origem e destino dos caminhões, o tipo de carga e modelo dos veículos.

O assessor técnico da Strans, Ricardo Freitas, explica que conhecer a realidade da mobilidade urbana da capital é o primeiro passo para se alcançar um trânsito sustentável.

“Nossa intenção é traçar um perfil do funcionamento dos veículos de carga e detectar os seus focos de saída, destino e distribuição. É muito importante avaliar isso para alcançarmos uma mobilidade sustentável e entendermos nossa realidade econômica, afinal, Teresina é um grande entroncamento rodoviário”, enfatiza Ricardo.

Confira as datas e locais das pesquisas de campo:

Dia 21/01 – Av. Deputado Paulo Ferraz – Próximo à rodoviária

Dia 22/01 – Av. Higino Cunha – em frente ao Makro

Dia 23/01 – Av. Raul Lopes – Em frente ao Shopping Riverside

Dia 28/01 – Av. Presidente Kennedy – Em frente ao terminal de integração Zoobotânico

Dia 29/01 – Av. Barão de Gurgueia – Em frente ao Residencial Avelar Brandão, 36

Dia 30/01 – Av. Miguel Rosa – entre a Rua Rui Barbosa e Av. Maranhão

Dia 04/02 – Av. Maranhão – Em frente ao Armazém Paraíba (Sentido Norte/Sul)

Dia 05/02 – Av. Joaquim Nelson – Próximo ao terminal de integração Livramento

Strans discute trânsito e acessibilidade com a população

Temas como trânsito e acessibilidade para pedestres e ciclistas foram discutidos na última terça-feira (10), durante o segundo dia de consultas públicas, realizado na sala 205 do Sebrae, Centro de Teresina. O debate aconteceu com a presença de entidades, líderes comunitários, estudantes e sindicatos, que deram sugestões para a construção do Plano Diretor de Mobilidade Urbana e Sustentável (PDMUS).

O Plano é o principal instrumento de planejamento dos sistemas de circulação e transporte de Teresina pelos próximos 20 anos e está sendo coordenado pela Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans).

Durante o debate sobre Trânsito e Sistema Viário, o representante do Sindicato dos Transportes de Cargas e Logística do Piauí (Sindicapi), Humberto Lopes, trouxe contribuições acerca do estacionamento no Centro da capital. “Precisamos pensar em uma estratégia para os estacionamentos no Centro da capital e uma logística de horários para carga e descarga de mercadorias”, disse o participante.

Ainda pela manhã, a professora Fabíola Lemos trouxe contribuições acerca do estacionamento de veículos em calçadas e sugeriu mais fiscalização para a construção do novo Plano. “Espaços para debates como esse são de extrema importância para construirmos uma cidade mais acessível e que respeite as leis de trânsito”, completou a professora.

No turno da tarde, a temática abordada foi Transporte Ativo, que engloba os direitos de pedestres e ciclistas. O arquiteto e urbanista, Luan Rusvell, é membro da União dos Ciclistas do Brasil (UCB) e trouxe colaborações a respeito da implantação de ciclovias. “A implantação de ciclovias deve ser bem planejada, o espaço destinado aos ciclistas deve transmitir segurança, com uma separação física que proteja o ciclista dos demais veículos”, sugeriu Luan.

O assessor técnico da Strans, Ricardo Freitas, definiu como produtivo o debate da terça-feira. “Na consulta pública diversos setores da população como secretarias, órgãos, gestores, grupos e associações estão contribuindo para a formação do diagnóstico do Plano, manifestando suas dificuldades e contribuições. Os resultados estão sendo positivos”, considerou o assessor.

As consultas públicas continuam nesta quarta-feira (11), na sala 205 do Sebrae, pela manhã, das 9h às 12h, os debates serão acerca do Transporte Rural, intermunicipal e interestadual. À tarde, das 14h às 17h, a temática será Sustentabilidade (econômica, ambiental e social).

Strans escuta população sobre transporte público

A população de Teresina está sendo ouvida nas consultas públicas sobre mobilidade urbana. Na tarde da última segunda-feira (09) representantes de entidades de deficientes físicos, associações de moradores, sindicatos e estudantes se reuniram para relatarem experiências e darem sugestões sobre o transporte público urbano da capital.

As consultas públicas são realizadas pela Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) e fazem parte da elaboração do Plano Diretor de Mobilidade Urbana Sustentável de Teresina (PDMUS). As consultas prosseguem nesta terça (10) pela manhã com o tema trânsito e sistema viário. À tarde o tema é sobre transporte ativo (pedestres e ciclistas).

Na quarta-feira (11) pela manhã será debatido sobre transporte rural, intermunicipal e interestadual e no turno da tarde sobre sustentabilidade (econômica, ambiental e social).

Fernando Gomes, estudante de arquitetura da Universidade Federal do Piauí, destacou a necessidade de Teresina ser planejada também com calçadas para atender as necessidades desde a saída de casa até os pontos de transporte público. “É preciso ter calçada de qualidade, segura e contínua. Se eu fosse um cadeirante não conseguiria me deslocar até um ponto de ônibus, porque existem muitos obstáculos para serem vencidos no percurso”, disse.

Solange Lustosa, integrante da Sociedade de Apoio ao Deficiente Físico (SOADF), destacou a necessidade de qualificação para os trabalhadores dos transportes públicos. “Esses profissionais precisam entender as limitações causadas pela deficiência para atenderem melhor”, relatou.

O ambientalista e membro do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), Francisco Soares, relatou que é necessário  ter fiscalização de vagas para cadeirantes e deficientes. Outros participantes falaram sobre integração de ônibus, preços de tarifas e qualidade do sistema.

O assessor técnico da Strans, Ricardo Freitas, explicou que a elaboração do PDMUS é composto de fases. “Já foi feito o diagnóstico com os dados sobre frota de veículo e dados da cidade, agora estamos na fase do prognóstico com as consultas públicas para ouvir a população, depois teremos audiências públicas para então ser elaborado o Plano Diretor, que deverá ser transformado em lei e ser executado pelos próximos 20 anos”, explicou.

Prefeito destaca prioridade dos transportes coletivos durante Consulta Pública

Durante a abertura da fase de consultas públicas do Plano Diretor de Mobilidade Urbana Sustentável (PDMUS), o prefeito Firmino Filho, destacou a importância de se dar prioridade aos transportes coletivos e ativos (não motorizados). O lançamento aconteceu na manhã desta segunda-feira (09), no auditório do Sebrae, Centro.

Na solenidade, Firmino enfatizou que boa parte da população de Teresina utiliza o transporte coletivo e que é fundamental que esses usuários tenham prioridade nas vias públicas, junto ao transporte ativo, que são os pedestres e ciclistas. “Tudo referente ao transporte na capital será debatido nestes próximos três dias e contamos com a presença de todos para a construção deste importante Plano de Mobilidade”, completou o prefeito.

O superintendente da Strans, Weldon Bandeira, destacou que todos os teresinenses podem participar do debate. “É de extrema importância que a população opine e colabore com a construção do PDMUS. Afinal, serão definidas as estratégias de mobilidade urbana sustentável dos próximos anos”, pontuou Weldon.

Ana Barbosa, presidente do Conselho Comunitário do Residencial Teresina Sul, enfatizou que as comunidades devem estar presentes nesta fase de consultas. “Teresina é uma cidade em constante crescimento e que necessita de discussões atualizadas sobre o trânsito. Nós da zona Sul traremos muitas contribuições para essa construção”, assegurou a presidente.

As consultas públicas fazem parte das fases de elaboração do Plano Diretor de Mobilidade Sustentável de Teresina (PDMUS), que é o principal instrumento de planejamento dos sistemas de circulação e transporte de Teresina pelos próximos 20 anos.

Programação

Segunda-feira (09)

Manhã (9h às 12h): Abertura

Tarde (14h às 17h): Transporte Público Urbano

Terça-feira (10)

Manhã (9h às 12h):  Trânsito e Sistema Viário

Tarde (14h às 17h): Transporte ativo (pedestres e ciclistas)

Quarta-feira (11)

Manhã (9h às 12h):  Transporte rural, intermunicipal e interestadual

Tarde (14h às 17h): Sustentabilidade (econômica, ambiental e social)

População de Teresina será ouvida para Plano Diretor de Mobilidade Urbana Sustentável

Renato Bezerra/Semcom

A partir da próxima segunda-feira, 9, a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) vai ouvir a população de Teresina em consultas públicas, que serão realizadas no auditório do Sebrae, centro de Teresina. Essas consultas fazem parte do Plano Diretor de Mobilidade Urbana Sustentável de Teresina (PDMUS).

A abertura acontece às 9h, com a presença do prefeito Firmino Filho, e terá apresentação de dados sobre o trânsito. No turno da tarde, das 14h às 17h, haverá um debate sobre transporte público urbano. Na terça-feira, 10, o tema em discussão é trânsito e sistema viário; à tarde a programação é com transporte ativo (pedestre e ciclistas). Na quarta-feira, 11, às 9h, o tema é sobre transporte rural, intermunicipal e interestadual e, das 14h às 17h, as discussões são sobre sustentabilidade (econômica, ambiental e social).

As consultas públicas fazem parte das fases de elaboração do Plano Diretor de Mobilidade Sustentável de Teresina (PDMUS), que é o principal instrumento de planejamento dos sistemas de circulação e transporte de Teresina pelos próximos 20 anos.

O assessor técnico da Strans, Ricardo Freitas, adianta que a consulta pública é uma das etapas mais importantes nessa fase de diagnóstico. “A população vai ser ouvida para poder expressar as suas necessidades e a separação de temas é para que tenha mais participação”, diz.

O PDMUS irá abranger todo o município de Teresina, zona urbana e rural, considerando a inserção da cidade na Região Integrada de Desenvolvimento (RIDE) da Grande Teresina.

Consultas públicas sobre transportes serão realizadas de 9 a 11 deste mês

 

 

Foto: Renato Bezerra

Continuam as ações para a elaboração do Plano Diretor de Mobilidade Urbana Sustentável de Teresina (PDMUS). As consultas públicas iniciam na próxima segunda-feira (9), às 9h, no auditório do Sebrae, centro de Teresina, com a participação do prefeito Firmino Filho.

As audiências prosseguem até o dia 11 e abordarão temas como trânsito e sistema viário, transporte público urbano, transporte ativo (pedestres e ciclistas), transporte rural, intermunicipal e interestadual e sobre sustentabilidade (econômica, ambiental e social).

O Plano Diretor está sendo desenvolvido por meio da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) e será o principal instrumento de planejamento dos sistemas de circulação e transporte de Teresina pelos próximos anos.

O assessor técnico da Strans, Ricardo Freitas, explica que é nessa fase de consultas públicas que se coletam manifestações da população. “Nesta etapa, as pessoas serão ouvidas sobre vários aspectos do trânsito e sistema viário de Teresina. O Plano Diretor de Mobilidade Urbana Sustentável de Teresina tem três fases que são o diagnóstico, prognóstico e a elaboração de propostas”, destaca.

Com a participação da população já foram realizadas duas pesquisas, uma nas residências em todas as zonas da cidade e outra nos terminais de integração com os usuários dos transportes públicos.

Programação das audiências

09/12 – Às 9h abertura.

09/12 – 14h às 17h – Transporte Público.

10/12 – 9h às 12h – Trânsito e sistema viário.

10/12 – 14h às 17h – Transporte ativo ( pedestres e ciclistas).

11/12 – 9h às 12h – Transporte rural, intermunicipal e interestadual.

11/12 – 14h às 17h – Sustentabilidade ( econômica, ambiental e social).

Usuários de ônibus respondem pesquisa do Plano Diretor de Mobilidade Urbana Sustentável

Está sendo priorizada a participação dos usuários de transportes coletivos de Teresina para a elaboração do novo Plano Diretor de Mobilidade Urbana Sustentável (PDMUS), que começou a ser elaborado pela Prefeitura de Teresina.

Durante esta semana pesquisadores estão em todos os terminais para ouvir os usuários sobre a origem e destino dos deslocamentos em ônibus. Nesta quinta-feira, 28, a pesquisa acontece no Terminal Itararé e na sexta-feira, 29, no Terminal Livramento, ambos na zona Sudeste.

O objetivo da pesquisa é coletar dados quanto às origens e destinos dos usuários de transporte coletivo, número e locais de transferências e motivo de viagem. Uma atenção especial está sendo dada ao conhecimento das demandas dos usuários com deficiência ou mobilidade reduzida, como idosos, obesos e gestantes.

O assessor técnico da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans), Ricardo Freitas, ressalta que com a análise dos dados das pesquisas serão elaboradas propostas para o novo Plano Diretor. “Com esses dados serão elaborados os diagnósticos dos deslocamentos dos usuários de transportes coletivos a fim de elaborar as propostas de melhorias do sistema de transporte público”, diz.

Uma segunda pesquisa está sendo realizada esta semana com a contagem volumétrica classificada. Nessa pesquisa são contados os veículos que circulam em algumas vias, o objetivo é ter um conhecimento geral da circulação e dos níveis de serviço do trânsito nas vias mais significativas do sistema viário de Teresina.

Com os dados poderão ser avaliados o grau de saturação do sistema viário, identificar os pontos críticos e definir as áreas que necessitam de intervenções. Uma outra pesquisa foi realizada em domicílios, em outubro passado, para identificar os hábitos e necessidades das pessoas de uma mesma família em relação aos meios de transporte que utilizam.

Sobre o PDMUS

No Plano Diretor de Mobilidade Urbana Sustentável de Teresina (PDMUS) irão constar os objetivos, metas e ações a curto, médio e longo prazo para até 20 anos e serão incluídos alguns aspectos relativos às cidades que compõem a grande Teresina. O Plano deve ser transformado em Lei aprovado pela Câmara de Vereadores.

O PDMUS vai priorizar o melhor aproveitamento das vias, redução de emissão de poluentes, de consumo de combustível e a otimização do sistema de transportes e trânsito.