Veículos cadastrados pela Strans atenderão trabalhadores de serviços essenciais no feriado desta sexta-feira (29)

Os veículos cadastrados pela Superintendência Municipal Transportes e Trânsito (Strans) atenderão aos usuários do transporte coletivo que atuam nos serviços essenciais durante o feriado de Corpus Christi, que acontece nesta sexta-feira (29). Em virtude da pandemia da Covid-19, o feriado celebrado no dia 11 de junho, foi antecipado.

Os ônibus e vans cadastrados no início do mês de maio pela Strans vêm garantindo o atendimento aos usuários, mesmo com a paralisação do transporte público pelo Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários (Sintetro).

O superintendente da Strans, Weldon Bandeira, explica que o cadastro foi uma medida de planejamento dentro da logística de funcionamento do transporte público. “Durante a paralisação, os 54 veículos cadastrados têm sido fundamentais para garantir a permanência do atendimento aos usuários de serviços essenciais da cidade. O cadastro foi feito para solucionar as demandas mais urgentes em momentos de maiores necessidades”, ressalta.

Transporte público é suspenso e atenderá apenas trabalhadores de serviços essenciais a partir desta segunda (04)

A partir desta segunda-feira (04) o transporte público da capital está suspenso e será implantando um novo sistema para atender, exclusivamente, os trabalhadores dos serviços essenciais que possuam o cartão eletrônico. Não será aceito, em nenhum caso, pagamento da passagem em dinheiro.

Cerca de 17 mil pessoas continuavam usando o transporte público diariamente, entre elas usuários que não integravam os serviços considerados essenciais, conforme mostrou pesquisa realizada pela Prefeitura. Com a nova determinação, os terminais de integração também serão totalmente fechados. A decisão foi tomada para garantir a separação de usuários de acordo com cada zona da cidade, diminuindo o risco de propagação do novo coronavírus.

O Setut (Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Teresina) fará o controle sobre a recarga dos cartões eletrônicos, que será feita apenas para quem comprovar que está atuando nos serviços essenciais. Assim, o sistema atenderá somente os trabalhadores que estão atuando na linha de frente durante a pandemia.

A integração poderá ser feita em qualquer ponto de cruzamento das linhas, como o centro da cidade e as avenidas João XXIII e Frei Serafim. Da mesma forma que funcionava antes, a troca de ônibus deve ser feita em um prazo máximo de duas horas.

Nos últimos 15 dias o número de pessoas usando o transporte público voltou a crescer, mesmo após as medidas para reduzir a circulação de usuários. “O transporte público sempre foi um motivo de preocupação, pois é um grande ponto de aglomeração de pessoas. A suspensão do passe livre para o idoso e do subsídio para os estudantes tiveram efeito imediato, mas como a demanda voltou a crescer, foi necessário adotar medidas mais duras”, ressaltou o superintendente da Strans, Weldon Bandeira.

Ele informou ainda que a Strans também vai dar continuidade ao cadastro de vans e ônibus na sede do órgão na próxima segunda-feira (04), das 8h às 12h, para complementar a frota, caso haja necessidade. “Esses veículos podem ajudar a atender os trabalhadores caso a frota disponibilizada não seja suficiente”, destaca.

A suspensão do transporte público da capital foi uma decisão do prefeito Firmino Filho anunciada na última sexta-feira, após avaliar que os índices de isolamento social na capital não têm sido satisfatórios. Na última quinta-feira apenas 43% das pessoas cumpriram a orientação de ficar em casa. Enquanto isso, Teresina vem registrando aumento no número de casos da doença. Neste sábado (02) o número já chegou a 458 pacientes infectados e 14 óbitos.

As medidas não têm prazo de validade, devendo ser mantidas enquanto durar o estado de calamidade pública em saúde na capital.

Ônibus vão circular dos bairros direto para o centro de Teresina

A frota de ônibus do sistema público de Teresina continuará circulando, mas o percurso será direto dos bairros para o centro e só os trabalhadores dos serviços essenciais terão acesso ao cartão eletrônico. As medidas adotadas pela Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) têm como objetivo evitar as aglomerações e reduzir possíveis riscos de contaminação pela Covid-19.

A integração poderá ser feita em qualquer ponto de cruzamento das linhas, como o centro da cidade e as avenidas João XXIII e Frei Serafim. Da mesma forma que funcionava antes, a troca deve ser feita num prazo máximo de duas horas. “Vamos voltar ao sistema antigo. Nas linhas alimentadoras, o percurso será o mesmo, mas os ônibus não irão entrar nos terminais. A viagem seguirá até o centro para evitar a aglomeração nos terminais”, pontuou o superintendente da Strans, Weldon Bandeira.

A Strans também vai dar continuidade ao cadastro de vans e ônibus na sede da Strans na próxima segunda-feira, das 8h às 12h, para complementar a frota, caso haja alguma necessidade. “Esses veículos podem ajudar a atender a população. Há vários dias o sistema de transporte alternativo com vans foi paralisado por determinação do sindicato dessa categoria”, informou.

Ele explica que os oito terminais serão fechados, ocorrendo a separação de usuários por bairros. “Queremos evitar aglomeração de pessoas de áreas diferentes da cidade, diminuindo o risco de contágio da doença”, disse, ressaltando que as medidas deverão ser mantidas enquanto durar o estado de calamidade pública em saúde.

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, a Prefeitura vem monitorando o perfil dos usuários do transporte público. O levantamento apontava que, mesmo diante do fechamento das atividades econômicas e a suspensão das aulas, cerca de 3 mil idosos e 2,5 mil estudantes continuavam usando o transporte público diariamente. “Por conta disso, cancelamos a gratuidade e também o subsídio do estudante. Com isso, tivemos uma queda para 10% da demanda normal, que acreditamos que seja dos trabalhadores dos serviços considerados essenciais. Mas esse número voltou a aumentar nos últimos 15 dias, exigindo medidas mais enérgicas”, argumentou o superintendente.

As mudanças no sistema de transporte público foram adotadas porque a cidade vem registrando queda do índice de isolamento social, que ficou em 43% na última quinta-feira, e o aumento do número de casos da Covid-19. Foram 62 novos registros nas últimas 24 horas, totalizando 420 pessoas com a doença.

Portaria determina suspensão transportes públicos nesta sexta (10) e no domingo (12) em Teresina

O funcionamento do transporte público municipal estará suspenso em Teresina nesta sexta-feira santa (10) e no domingo de páscoa (12). No sábado, 11, está garantido o serviço de transporte público na cidade, como vem sendo realizado desde o decreto municipal de 23 de março, que determina a redução da frota. A medida foi adotada devido ao agravamento da crise de saúde pública, em decorrência da pandemia da COVID-19.

A medida da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) faz parte Portaria Nº 01 /2020, de terça-feira, (07), que tem base na Lei nº 2.620, de 26 de dezembro de 1997, que cria a Strans. Tanto a Prefeitura de Teresina quanto o Governo do Estado já decretaram estado de calamidade pública por meio do Decreto Municipal nº 19.537, de 20.03.2020, e do Decreto Estadual nº 18.895, de 19.03.2020, respectivamente. Verifica-se também que nesses feriados existe pouca procura pelo serviço de transporte público.

Weldon Bandeira, gestor da Strans, explica que o transporte público é um serviço essencial, mas nesse cenário de pandemia é uma medida necessária. “Analisamos que é urgente estabelecer medidas indispensáveis para se evitar a contaminação das pessoas pela Covid-19. Por isso, teremos que restringir o risco, preservar a integridade física e a saúde dos cidadãos em geral. As autoridades da saúde continuam recomendando o isolamento social e Teresina precisa se adequar a essa recomendação”, afirma.  Ele ressalta que nessas datas existe pouca procura pelos serviços de transporte público e deve baixar ainda mais devido à pandemia da Covid-19.

Circulação de passageiros nos ônibus tem queda de 90%, aponta bilhetagem eletrônica

Os teresinenses estão cumprindo com as orientações dos órgãos de saúde para evitar a disseminação do novo coronavírus (Covid-19). A bilhetagem eletrônica apontou nos últimos dias uma queda de 90% na circulação de passageiros nos ônibus. Nas semanas anteriores, de início do decreto municipal que estabelecia o funcionamento mínimo das atividades comerciais, a redução era de apenas 55%.

“Mesmo com a queda de 90% dos passageiros, a frota mínima constitucional está circulando e os terminais vêm sendo administrados em tempo real, com verificação de demanda para ajustes necessários no período de pico”, explica o gestor da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans), Weldon Bandeira.

A recomendação é que as pessoas que possam permanecer em casa, cumpram com as orientações. “Foi constatada uma grande evolução no comportamento dos teresinenses, que vêm cumprindo com as orientações. Solicitamos a quem pode, que permaneça em casa”, ressalta Bandeira.

Higienização dos ônibus tem sido intensificada

Desde o dia 17 de março, a Strans recomendou que a limpeza diária dos ônibus, estações e terminais de integração fosse intensificada. Os veículos que estão em circulação estão recebendo cuidados de higienização redobrados pelos consórcios do transporte público, com a limpeza de pisos, assentos, catracas, portas e suportes. As estações e terminais de integração também estão recebendo serviços de limpeza intensificados.

Prefeitura faz sanitização dos terminais de integração, estações de passageiros e paradas de ônibus

Nesta terça-feira, 31, foi realizada a sanitização dos oito terminais de integração, de todas as estações de embarque e desembarque de passageiros e também das paradas de ônibus abertas de varias avenidas de todas as zonas da cidade. Essa é uma ação como forma de manter a população de Teresina mais protegida e no combate à disseminação do novo coronavírus.

A Prefeitura de Teresina realiza essa sanitização com a pulverização de solução de água com hipoclorito de sódio, por meio de bombas costais, caminhões pipas e carros fumaceiros.

O superintende da Strans, Weldon Bandeira, informa que essa sanitização é necessária porque o serviço de transporte coletivo está funcionando para atender a quem necessita. “Como parte da luta contra o coronavírus, a Prefeitura de Teresina está fazendo a desinfecção de todos os terminais, estações de embarque, paradas de transporte coletivo. Essa ação deve ser feita com regularidade, enquanto durar a quarentena”, diz.

O gestor informa também que teve redução de 90% na quantidade de usuários dos transportes coletivos. “Acreditamos que somente aqueles usuários que trabalham nos serviços essenciais estão se deslocando pela cidade e reforçamos que os demais devem permanecer em casa”, fala.

Marco Antônio Ayres, secretário da Semduh,  explica que a sanitização deverá acontecer de duas a três vezes por semana, nos turnos da manhã em praças, parques, canteiros centrais de grandes avenidas e áreas públicas com grande fluxo de indivíduos.

Essa ação é em conjunto com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Semduh), Fundação Municipal de Saúde (FMS) e Águas de Teresina.

 

Strans mantém frota de ônibus de acordo com demanda de usuários

Os terminais de integração de Teresina continuam funcionando para atender a quem realmente necessita se deslocar pela cidade. Conforme a demanda, os profissionais nos terminais estão coordenando o fluxo de veículos e de pessoas. Na próxima terça-feira, 24, terá reunião com representantes dos consórcios de ônibus para avaliar o serviço de transporte de passageiros.

A Superintendência Municipal de Transportes e Transito (Strans) mantém o funcionamento desse serviço, apesar do decreto municipal da ultima sexta-feira, 20, de fechamento de estabelecimentos comerciais, como bares, restaurantes e a não realização de festas, entre outros. A recomendação é que as pessoas permaneçam em casa.

“A administração dos terminais observa a demanda de passageiros e faz os ônibus circularem porque temos que atender a população que necessita. Na última sexta-feira já havia uma redução de passageiros de cerca de 60% e deve se reduzir ainda mais após o decreto”, explica o superintendente da Strans, Weldon Bandeira.

Ônibus, estações e terminais de integração têm higienização intensificada

Por recomendação da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans), foi intensificada a limpeza diária dos ônibus, estações e terminais de integração. Os consórcios do transporte público começaram o trabalho na noite da última terça-feira (17) como mais uma forma de conter a disseminação do novo Coronavírus.

Os veículos que estão em circulação receberam cuidados de higienização redobrados, com a limpeza de pisos, assentos, catracas, portas e suportes. As estações e terminais de integração também estão recebendo serviços de limpeza intensificados.

O superintendente da Strans, Weldon Bandeira, alerta que, mesmo com a higienização redobrada desses espaços, é necessário que o usuário também adote cuidados pessoais. “As pessoas devem lavar as mãos com mais frequência e, durante o uso de transportes coletivos, devem higienizar as mãos o mais rápido possível após a utilização”, aconselha.

A Strans também determinou que todos os ônibus devem circular com as janelas abertas, inclusive os que têm ar condicionado. Também será estendida a validade dos cartões de estacionamento dos idosos e deficientes que venceriam este mês para 30 de abril. Com essa prorrogação as pessoas não precisam se deslocar até a Strans para fazer a renovação dos cartões.

Strans orienta que consórcios de ônibus intensifiquem limpeza nos veículos

Em virtude da pandemia do novo coronavírus, a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) envia nesta terça-feira (17) Oficio Circular nº 340/2020 aos consórcios de ônibus para intensificarem a limpeza diária nos veículos e aos fiscais dos terminais de integração para reforçarem a limpeza de todos os espaços dos terminais, bem como nas estações de passageiros do Sistema Inthegra.

Outras medidas adotas a partir de hoje é que todos os ônibus devem circular com as janelas abertas, inclusive os que têm ar condicionado, e será estendida a validade dos cartões de estacionamento dos idosos e deficientes que venceriam este mês para 30 de abril. Com essa prorrogação as pessoas não precisam se deslocar até a Strans para fazer a renovação dos cartões.

A Strans adianta que a limpeza já é feita diariamente nos veículos e espaços de uso do Sistema Inthegra, e que os ônibus das linhas alimentadoras (entre bairros e terminais) já circulam com janelas abertas, o que favorece a entrada e saída de ar.

O diretor de Transportes da Strans, Adriano Barreto, diz que as recomendações devem ser cumpridas para evitar qualquer risco de contaminação. “Estamos com essa orientação para que utilizem os materiais de limpeza que tenham comprovada eficácia no combate a esse vírus e também a outros germes. Essas medidas adotadas visam dar mais tranquilidade aos usuários dentro dos ônibus e quando permanecem nos terminais. Sabemos que a população já está bem informada sobre as medidas de higiene e de proteção e todos devem cumprir as recomendações”, diz.

A orientação dos especialistas em saúde é que as pessoas lavem as mãos com mais frequência, no caso de uso de transportes coletivos devem lavar as mãos o mais rápido possível após utilizarem esse meio de transporte. Se tiverem tosse ou espirro, que o façam direcionando ao cotovelo, e utilizem lenços descartáveis para proteção da boca e do nariz. Evitem espaços com grande quantidade de pessoas e também tocar nos olhos e nariz sem que tenham higienizado as mãos, além de fazer a limpeza frequente com álcool em gel dos objetos de uso pessoal como o celular.

Teresina terá 100 novos abrigos de passageiros para usuários do transporte coletivo

Bairros de todas as zonas de Teresina e também no centro serão atendidos com os 100 novos abrigos para usuários dos ônibus que serão construídos pela Prefeitura  de Teresina que vai empregar recursos próprios da ordem de R$ 2,4 milhões.

O processo está na fase de licitação e quando concluído será contratada empresa para que a construção aconteça nos próximos meses.

Os abrigos são de aço galvanizado que oferecem mais resistência às intempéries e tem espaço específico para cadeirantes, banco e estrutura coberta.

O superintendente da Strans, Weldon Bandeira, ressalta que é um investimento da política de desenvolvimento urbano de Teresina e que os abrigos estão conforme as necessidades da população. “São três modelos de abrigos diferentes em suas dimensões para melhor adequação a cada situação do espaço da área de calçadas e proporcionar mais conforto para os usuários. Irá beneficiar grande parte das avenidas e ruas de Teresina, declara.

O engenheiro José Lopes, da Gerência de Engenharia de Tráfego, informa que muitos locais onde serão instalados os novos abrigos são para atender as solicitações da comunidade. “Recebemos solicitações para instalações de abrigos, pois temos um clima muito quente e as paradas precisam oferecer o conforto de um espaço coberto e com adequação para atender também os deficientes físicos”, adianta.