Permissionários do transporte individual de passageiros devem redobrar cuidados com a Covid-19

Em Teresina, não há restrições com relação a atuação dos profissionais que trabalham com o transporte individual de passageiros. No entanto, a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) vem seguindo as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e está orientando os condutores e usuários desse tipo de serviço para que redobrem os cuidados com a Covid-19.

Para os profissionais que utilizam o carro como meio de locomoção, a orientação é desligar o ar-condicionado e realizar as viagens com os vidros abertos. Além disso, os taxistas e mototaxistas devem realizar a higienização de seus veículos e dos capacetes regularmente. De preferência, após o término de cada corrida.

“Recomendamos que os profissionais desse tipo de transporte intensifiquem as prevenções para evitar a propagação da Covid-19. É importante também que os usuários façam o seu papel e só se desloquem de suas casas em casos de extrema necessidade. Quem pode, deve ficar em casa”, alerta o gerente de licenciamento e concessão da Strans, Rômulo Rêgo.

A Strans recomenda, ainda, que os passageiros obedeçam as recomendações básicas de higienização e evitem corridas compartilhadas, para coibir a aglomeração nos veículos.

 

 

 

Prazo para renovação de alvará de mototáxi termina nesta quarta (15)

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito alerta que o prazo para a renovação das permissões para mototáxi finaliza nesta quarta-feira (15). Até o momento, de um total de 2.335 mototaxistas legalizados que trabalham no município de Teresina, 1.301 fizeram a renovação. Portanto, ainda faltam 1.034 profissionais procurarem a superintendência para renovar a documentação.

De acordo com a gerente de Licenciamento e Concessão da Strans, Cintia Machado, o prazo foi prorrogado por conta das dificuldades que os mototaxistas estavam encontrado para fazer a regulamentação do veículos e dos permissionários no que diz respeito a licenciamento e a pagamento de multas referentes aos veículos e renovação de CNH, que exige gastos extras. “Alertamos para que os mototaxistas venham o mais rápido possível, pois aqueles que não renovarem a permissão estarão trabalhando na ilegalidade e podem ter seus veículos apreendidos”, afirma.

A gerente reforça que o mototaxista que não estiver com a documentação obrigatória não poderá renovar o alvará. “Além da análise da documentação, estamos fazendo a vistoria dos veículos, verificando inclusive os equipamentos de segurança”, explica.

A novidade na renovação da permissão deste ano é que os mototaxistas precisam apresentar, junto com os demais documentos, a Certidão Criminal da Justiça Federal e a Certidão Criminal da Justiça Estadual. “De acordo com o Artigo 6º do Regulamento do Sistema de Mototáxi, para garantir a segurança dos usuários do serviço os permissionários devem apresentar essas certidões”, diz.

Cintia enfatiza ainda que, de acordo com o Artigo 10º do mesmo regulamento, no ato da renovação, o mototaxista deve apresentar uma declaração de inexistência ou existência de vínculo empregatício com carteira assinada e caráter efetivo nas esferas federal, estadual e municipal.