Centro de Teresina permanece interditado com retorno do funcionamento de estabelecimentos

 

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) informa que esta semana continuam interditadas as ruas do centro, mesmo com a autorização de funcionamento de alguns estabelecimentos comerciais, a partir desta segunda-feira, 27.

Quanto ao serviço de carga e descarga permanecerá com as mesmas condições de antes da interdição, sendo proibido somente o acesso de veículo acima de 5 toneladas. Esses veículos só podem realizar carga e descarga entre 18h e 6h da manhã.

O gerente de operações de Trânsito da Strans, Denis Lima, explica que a operação terá continuidade da mesma forma de antes quando não havia permissão de funcionamento de estabelecimentos comerciais. “Os agentes estarão a postos para garantir que circularão somente os veículos permitidos pelo Decreto Municipal e como já estamos realizando há duas semanas.  Quanto aos demais veículos poderão optar pelas vias paralelas ou próximas aos locais interditados”, explica. Ele ressalta que o resultado da interdição tem sido satisfatório com redução de 90% no tráfego de veículo na área central da cidade.

A primeira etapa da fase 2 inicia nesta segunda, 27, quando estarão autorizados a funcionar o comércio atacadista e varejista de itens não essenciais, como eletrodomésticos, além de pet shop, agências de viagens, serviços administrativos, de edifícios, missas, serviços religiosos.

A interdição que teve início dia 13 último continua sendo fiscalizada por agentes da Strans de segunda-feira a sábado, das 6h às 18h, no perímetro das ruas Desembargador Freitas, Paissandu, David Caldas e Avenida Maranhão com  permissão de circular os veículos previstos no Decreto 19.908 que especifica ações para conter aglomeração e contaminação pela Covid-19.

Agentes da Strans seguem coordenando restrições de veículos no Centro

Na segunda semana de restrição de circulação de veículos no centro da cidade, os agentes de trânsito da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) seguem coordenando as operações no local. Desde o dia 13 de julho apenas veículos permitidos pelo Decreto 19.908 têm acesso ao perímetro das ruas Desembargador Freitas, Paissandu, David Caldas e Avenida Maranhão. O isolamento da área tem ajudado a conter aglomerações e evitar contaminação pela Covid-19 na cidade.

O gerente de operação e fiscalização da Strans, Denis Lima, pontua que desde o início das interdições os resultados têm sido positivos. “Já estamos na segunda semana de restrições e sentimos que os condutores têm se adaptado. As aglomerações no perímetro tiveram uma diminuição em torno de 90% e esperamos manter essa média até a retomada gradual das atividades na área isolada”, explica.

Os agentes da Strans estão acompanhando as interdições e fazem a fiscalização dessas vias das 6h às 18h, de segunda a sábado. Os condutores de veículos que desobedecerem às normas estarão passíveis de autuação por infração grave, com aplicação de multa no valor de R$ 195,23, além de cinco pontos no prontuário da CNH do condutor.

O supervisor dos agentes de trânsito, Ricardo Braga, pede a colaboração dos condutores para que sigam as recomendações. “Mesmo com o saldo positivo, ainda temos condutores que têm desrespeitado as recomendações. Já tivemos casos de motoristas transitando na contramão, ultrapassagem de bloqueios viários e desobediência às ordens dos nossos agentes. Por isso, solicitamos que a população colabore e se desloque à área central somente em casos essenciais”, enfatiza.

Os veículos sem permissão para circular no perímetro isolado podem optar pelas vias paralelas ou próximas às interdições. Quem deseja ter acesso à Ponte da Amizade, as rotas pelas ruas Paissandu, Riachuelo e Senador Teodoro Pacheco permanecem normais. O decreto não aplica restrições à circulação de veículos por essas vias.

Restrições no trânsito reduziram aglomerações no Centro de Teresina

Após a primeira semana de interdições no Centro de Teresina, a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) avalia como positiva a medida, que reduziu em 90% a circulação de veículos na área. O isolamento de algumas vias na região tem ajudado a conter aglomerações e evitar contaminação pela Covid-19. Desde a última segunda-feira (13), só tem acesso ao perímetro das ruas Desembargador Freitas, Paissandu, David Caldas e Avenida Maranhão, veículos permitidos pelo Decreto 19.908.

O diretor de operação e fiscalização da Strans, Jaime Oliveira, destaca que a redução de circulação de veículos dentro da área isolada tem sido significativa e que serão feitas adaptações conforme a abertura gradual do comércio. “O saldo dessa primeira semana é positivo, afinal, estamos conseguindo conter as aglomerações no Centro e o cenário é outro, se formos comparar as semanas anteriores. Contamos com a colaboração da população para que se desloque à área central somente em casos essenciais, para que sejam feitas adaptações durante a reabertura gradual do comércio”, enfatiza.

A circulação pelas ruas Desembargador Freitas, Paissandu, David Caldas e Avenida Maranhão é permitida, mas em alguns cruzamentos dessas vias os motoristas não podem fazer conversões para acessar a parte central da cidade.

Os veículos sem permissão para circular no perímetro isolado podem optar pelas vias paralelas ou próximas às interdições. Para quem deseja ter acesso à Ponte da Amizade, as rotas pelas ruas Paissandu, Riachuelo e Senador Teodoro Pacheco permanecem normais. O decreto não aplica restrições à circulação de veículos por essas vias.

O gerente de operação e fiscalização da Strans, Denis Lima, esclarece que agentes da Strans estão acompanhando as interdições de perto e que fazem a fiscalização dessas vias das 6h às 18h, de segunda a sábado. “Quem desobedecer comete infração grave, com aplicação de multa de R$ 195,26 e cinco pontos no prontuário da CNH. Infelizmente, alguns condutores têm resistido e desrespeitado as recomendações, pegando acessos pela contramão de algumas vias, por exemplo. Mas estamos trabalhando para que tudo ocorra em ordem e sem transtornos aos motoristas”, ressalta.

Para dinamizar a circulação de veículos nos acessos às ruas Desembargador Freitas, Paissandu, David Caldas e Avenida Maranhão, a Strans instalou, ainda, três novos pontos de isolamento nos cruzamentos das ruas Eliseu Martins com David Caldas, Treze de Maio com Benjamin Constant e Sete de Setembro com Coelho Rodrigues. Os novos trechos são acionados quando estão congestionadas as vias alternativas no entorno do perímetro.

Strans organiza trânsito no Centro para evitar congestionamentos

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) instalou nesta terça-feira (14) três novos pontos com restrições de circulação de veículos para evitar congestionamentos no Centro da cidade durante o período de isolamento de ruas na região. Foram acrescentados os cruzamentos das ruas Eliseu Martins com David Caldas, Treze de Maio com Benjamin Constant e Sete de Setembro com Coelho Rodrigues. A medida foi adotada após monitoramento da Diretoria de Operação e Fiscalização (DOFT) e tem como objetivo melhorar o fluxo de veículos nas vias alternativas que delimitam a área isolada.

As intervenções feitas estão dinamizando a circulação de veículos nos acessos às ruas Desembargador Freitas, Paissandu, David Caldas e Avenida Maranhão. As circulações nas quatro vias são liberadas, mas em alguns cruzamentos os motoristas não poderão fazer conversões para acessar a parte central da cidade, de segunda-feira a sábado, no horário de 6 às 18h.

O gerente de operação e fiscalização da Strans, Denis Lima, diz que, após o primeiro dia de restrições na área central, na última segunda-feira 13, foi observada uma redução de 90% na circulação de pessoas e um aumento do fluxo de veículos nas vias próximas ao perímetro bloqueado. “Para evitar esses possíveis congestionamentos nas vias alternativas mais utilizadas, estamos instalando esses três novos pontos com restrições. Vamos fazer novas adaptações caso seja necessário. Queremos dinamizar o trânsito do Centro e garantir que nenhum transtorno seja causado aos condutores”, completa.

A fiscalização do cumprimento das medidas está sendo realizada por agentes da Strans. Os condutores de veículos que desobedecerem às normas estarão passíveis de autuação por infração grave, com a aplicação de multa no valor de R$ 195,23, além de computados cinco pontos no prontuário da CNH do condutor.

 

Clique aqui e Confira o Decreto nº 19.908.

Circulação de pessoas na área central reduz após isolamento de ruas

A circulação de pessoas na área central de Teresina teve redução após o primeiro dia de restrição de circulação de veículos, segundo dados do monitoramento realizado pela Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans). A medida começou a ser adotada nesta segunda-feira (13) para aumentar os índices de isolamento social na cidade.

“Na manhã desta segunda-feira já sentimos uma melhoria, com menos pessoas circulando. Antes, havia muita movimentação, mesmo havendo poucos comércios autorizados a funcionar”, informou o diretor de Operação e Fiscalização da Strans, Jaime Oliveira.

Com esse isolamento, fica impedido o acesso das pessoas ao Centro da cidade, de segunda-feira a sábado, no horário de 6 às 18h. A medida consta no Decreto nº 19.908, assinado na última semana pelo prefeito Firmino Filho. Só é permitida a circulação de veículos com condutores no trecho entre as ruas Desembargador Freitas, Paissandu, David Caldas e Avenida Maranhão.

A fiscalização do cumprimento das medidas está sendo realizada por agentes da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans). Os condutores de veículos que desobedecerem às normas estarão passíveis de autuação por infração grave, com a aplicação de multa no valor de R$ 195,23, além de computados cinco pontos no prontuário da CNH do condutor.

A circulação pelas ruas Desembargador Freitas, Paissandu, David Caldas e Avenida Maranhão será permitida, mas em alguns cruzamentos dessas vias os motoristas não poderão fazer conversões para acessar a parte central da cidade. Os veículos sem permissão para circular nos perímetros isolados podem optar pelas vias paralelas ou próximas às interdições. Para quem deseja ter acesso à Ponte da Amizade, as rotas pelas ruas Paissandu, Riachuelo e Senador Teodoro Pacheco permanecerão normais. O decreto não aplica restrições à circulação de veículos por essas vias.

Italo Vieira, trabalhador de um serviço essencial incluso no perímetro interditado, espera que com o isolamento das ruas, a população passe a respeitar o distanciamento social e só vá ao Centro se for preciso. “Eu trabalho na região interditada e não tive problemas ao ter acesso ao meu serviço. Neste momento é importante que todos respeitem o isolamento social, espero que com a interdição das ruas, as pessoas passem a respeitar e evitem aglomerações na área comercial”, afirma.

Confira AQUI o Decreto nº 19.908.

Prefeitura de Teresina isola ruas do Centro para restringir circulação de carros

A partir da próxima segunda-feira, dia 13, a Prefeitura de Teresina fará isolamento de algumas ruas do Centro da cidade para restringir a circulação de carros. A medida, estabelecida via decreto, tem como objetivo diminuir a presença de pessoas na região, que vem registrando grande movimentação mesmo tendo poucos estabelecimentos autorizados a funcionar nessa fase da retomada das atividades econômicas.

O isolamento será feito no trecho entre as ruas Desembargador Freitas, Paissandu, David Caldas e Avenida Maranhão, impedindo o acesso das pessoas ao Centro da cidade, de segunda-feira a sábado, no horário de 6 às 18h. “Nesse momento, é necessário estudar outras alternativas para fortalecer o cumprimento do isolamento social como forma de diminuir a propagação do vírus na nossa cidade. Só assim poderemos dar seguimento ao processo de reabertura das atividades econômicas”, destacou o prefeito Firmino Filho.

Com as interdições, o acesso à Ponte da Amizade para a cidade de Timon será realizado através das Ruas Paissandu, Riachuelo e Senador Teodoro Pacheco. O decreto não aplica restrições à circulação de veículos pelas ruas Desembargador Freitas, Paissandu, David Caldas e Avenida Maranhão.

De acordo com o decreto, poderão circular na região central da cidade apenas veículos destinados a socorro de incêndio e salvamento, os de polícia, os de fiscalização e operação de trânsito e as ambulâncias, bem como os veículos prestadores de serviços de utilidade pública, quando estiverem em atendimento.

Também fica permitido o tráfego de transporte coletivo e de lotação devidamente autorizados a operar o serviço pela Strans. Táxi e mototáxi e veículos com peso bruto total abaixo de cinco toneladas e comprimento total abaixo de 7,00 metros e tara abaixo de duas toneladas, quando em serviços destinados ao transporte de cargas e mercadorias para o funcionamento de atividades essenciais terão acesso liberado.

Estão incluídos na livre circulação ainda os veículos institucionais vinculados aos órgãos e entidades dos Poderes Executivo, Judiciário e Legislativo, bem como do Ministério Público, Defensoria Pública, Tribunal de Contas e da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB.

O decreto destaca também que veículos terceirizados de órgãos públicos poderão circular, mas devem, obrigatoriamente, apresentar identificação e autorização, por escrito, do órgão ao qual o veículo está vinculado.

Outros veículos que podem circular são aqueles conduzidos ou destinados à condução de pessoa com deficiência da qual decorra comprometimento de mobilidade; e pessoa com doença crônica que comprometa sua mobilidade ou que realize tratamento continuado de doença grave, como quimioterapia para tratamento oncológico, hemodiálise, entre outros.

A fiscalização do cumprimento das medidas será realizada por agentes da Strans (Superintendência Municipal de Trânsito). Quem desobedecer às normas estará passível de autuação por infração grave, com a aplicação de multa no valor de R$ 195,23, além de computados cinco pontos no prontuário da CNH do condutor do veículo.

Confira aqui o Decreto nº 19.908.

Blitzen Educativas no Centro diminuíram irregularidades mas fluxo de veículos permanece intenso

Desde o dia 4 de junho, estão sendo realizadas Blitzen Educativas no Centro da capital pelos agentes da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans). Após 19 dias de operação, as equipes detectaram a redução das irregularidades, mesmo com o fluxo de veículos ainda intenso na área central. A ação tem como objetivo organizar e reduzir a aglomeração de veículos e pessoas durante a pandemia da Covid-19.

As principais irregularidades cometidas na região do centro comercial são estacionamentos em filas duplas e locais proibidos, próximo à esquina e debaixo de placas de sinalização.

O gerente de operação e fiscalização da Strans, Denis Lima, explica que as infrações permanecem, mas que houve uma redução comparado ao início da operação. “Temos constatado uma redução nas irregularidades da região central. Após as blitzen as pessoas passaram a redobrar os cuidados e estão respeitando as leis de trânsito, mas alertamos que o fluxo de veículos permanece intenso e pedimos que as pessoas só se desloquem para o Centro em caso de extrema necessidade”, pontua.

Denis ressalta, ainda, que mesmo em tempos de pandemia a legislação de trânsito deve permanecer, visto que a circulação de veículos continua e tem sido intensa. “Somos um serviço público de fiscalização que envolve a preservação da vida. Uma das formas de garantir a segurança dos nossos condutores e pedestres, é realizando o monitoramento das vias. Portanto, seguiremos com as Blitzen”, completa o gerente.

Strans realiza blitzen educativa no Centro de Teresina para diminuir fluxo de veículos

Desde o início da manhã de hoje, 4, blitzen educativas e preventivas estão sendo realizadas no Centro de Teresina por agentes de trânsito da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) para organizar o fluxo de veículos nesse período de pandemia da Covid-19 e tentar diminuir a circulação de pessoas durante o isolamento social.

Dados da Strans revelam que houve uma queda de 42% de fluxo de veículos no início da quarentena, mas em maio teve aumento de 17% quando comparado ao mesmo período de abril, e esse percentual continua subindo. “Dessa forma, a ação será desenvolvida todos os dias, mesmo o comércio estando fechado, também para orientar condutores a realizarem estacionamento somente em locais permitidos”, explica o coronel Jaime Oliveira, diretor de Operações e Fiscalizações da Strans.

O diretor ressalta ainda que em tempos de pandemia a legislação de trânsito não mudou e que a circulação de veículos tem sido intensa no Centro da cidade. “É um trabalho preventivo, educativo que é necessário porque observamos muitas irregularidades no trânsito do Centro de Teresina. Estamos orientando para não estacionarem em fila dupla, como vinha ocorrendo, porque as vias são para passagem de veículos. Também constatamos estacionamentos em locais proibidos e até debaixo de placas de sinalização”, cita. O diretor da Strans destaca que a as pessoas que podem devem ficar em casa, pois a pandemia ainda está em ritmo crescente em Teresina.

A Prefeitura de Teresina havia anunciado o rodízio de carros no Centro porque já percebia o aumento de veículos circulando nessa área da cidade, mas suspendeu para evitar transtornos aos profissionais da área da saúde e pelo fato do Polo de Saúde estar localizado na região central.

Operação Natal Seguro interdita ruas do Centro nesta segunda-feira (02)

Para garantir mais segurança e mobilidade aos pedestres que procuram o centro comercial de Teresina no final de ano, as ruas de maior movimento serão interditadas, a partir desta segunda-feira (02). Com o nome “Operação Natal Seguro”, a iniciativa é um trabalho conjunto entre a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans), Guarda Municipal, e Polícia Militar (PM).

Os calçadões da região serão fechados, sendo contempladas as ruas Simplício Mendes (trecho entre a Félix Pacheco e Areolino de Abreu) e Álvaro Mendes (trecho entre a Rui Barbosa e Barroso). A interdição se iniciará às 7h e se encerrará às 20h, de segunda a sexta, e de 7h às 18h, aos sábados.

O Diretor de Operação e Fiscalização da Strans, Jaime Oliveira, explica que devido à grande procura pelo centro comercial no período, é necessário garantir uma mobilidade mais segura para quem transita pela área. “Entre os dias 02 e 31 de dezembro, estaremos bloqueando os calçadões do Centro para proporcionar mais segurança aos pedestres. Além disso, solicitamos o apoio dos motoristas para que respeitem a sinalização e não obstruam as demais vias com estacionamentos irregulares”, pontua o diretor.

Veículos que estejam apenas transitando serão proibidos de circularem pelos calçadões, no entanto, a entrada de caminhões de carga e descarga será permitida e coordenada pelos agentes. “Abriremos exceção para veículos que estejam carregando ou descarregando mercadorias”, completa Denis Lima, gerente de operação e fiscalização da Strans.

Além do centro comercial, viaturas da Strans estarão coordenando o fluxo de veículos nas vias próximas aos shoppings da capital, como as avenidas Raul Lopes e Marechal Castelo Branco.

Strans ajusta itinerário de linhas rurais para facilitar acesso ao CRAS

Para facilitar o acesso da população ao Centro de Referência da Assistência Social (CRAS Sudeste IV – Residencial Deus Quer) a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) vai realizar, a partir da próxima segunda-feira (7), uma mudança no itinerário dos ônibus rurais que fazem as linhas das localidades Boquinha/ Via Nova Olinda e Barreiros/ Via Caiçara.

Os ônibus que vêm pela Avenida Professor Camilo Filho (Estrada da Usina Santana) vão dobrar na Avenida Luís Vieira, no Residencial Deus Quer, e vão parar em frente ao campo de futebol, que fica localizado a 50 metros do CRAS.

O diretor de Transportes Públicos da Strans, Adriano Barreto, enfatiza que a mudança foi uma solicitação da coordenação do CRAS e o ajuste será feito a partir da próxima segunda. “Os ônibus vão fazer essa mudança de itinerário todas as segundas e terças-feiras para que as pessoas possam acessar com mais facilidade o Centro. Os ônibus devem parar nas proximidades do campo de futebol por volta das 5h40”, disse.

“A nossa sede funcionava em outro prédio, onde o ônibus parava na porta, mas nesse novo centro os ônibus paravam a quase um quilômetro de distância e as pessoas estavam com dificuldade de chegar ao Centro. Agora vai fica melhor para todos”, explica a coordenadora do CRAS, Marilene Borges

A coordenadora enfatiza ainda que as pessoas que procuram o Centro em sua maioria são idosos, pessoas com dificuldade de locomoção, gestantes e mães com crianças, por isso quanto mais perto o ponto de ônibus, melhor será para todos. “Temos certeza que com essa mudança vamos facilitar a vida de muitas pessoas”, disse.