Strans premia profissionais e estudantes por trabalhos sobre educação no trânsito

Crédito: Renato Bezerra

A Strans está com as inscrições abertas até 1º de novembro para o VIII Prêmio Cidade de Teresina de Educação no Trânsito. A premiação será de R$ 2 mil e R$ 1 mil e o tema geral “Quem não respeita as leis e a sinalização está na direção errada. No trânsito, o sentido é a vida”.

A jornalista, Marta Alencar, foi vencedora por duas vezes em 1º lugar (em 2015 e 2017), com uma matéria publicada em revista e outra por um portal. Ela destaca que o prêmio é muito importante, não só para a questão da qualidade das vias na cidade, mas também pela educação quanto ao conhecimento das leis que regem o trânsito, seja para pedestres, motoristas ou motociclistas.

“Eu fiquei muito feliz de ter meus trabalhos inscritos reconhecidos em duas oportunidades, seja impresso ou online. É gratificante conhecer histórias de pessoas que sobreviveram a acidentes de trânsito, por exemplo, e que, atualmente, promovem projetos que conscientizam outras pessoas. Eu aprendi tanto como repórter quanto como motorista. Agradeço à Strans e à Prefeitura de Teresina pela oportunidade de contar essas experiências”, diz.

Sobre o prêmio

O prêmio está dividido nas categorias professor de escola pública e privada, aluno da educação infantil ao ensino superior, profissional de comunicação (rádio, tv, jornal, revista e portal), fotografia e a categoria responsabilidade social no trânsito (para pessoa jurídica e pessoa física).

Para o público em geral, tem a categoria fotografia com o tema: “Atitude legal que me chama atenção no trânsito”. Na categoria responsabilidade social para pessoas jurídicas, o material deve ser inscrito com relatos.

A gerente de Educação no Trânsito, Samyra Mota, diz que é um prêmio de grande relevância para Teresina, pois as estatísticas apontam dados negativos no trânsito. “É uma ação para provocar reflexão nas pessoas quanto à conduta de pedestres, ciclistas, idosos e motoristas. A ideia é causar efeitos a partir da produção de textos, desenhos e fotos, motivados pela premiação”, diz.

Vagas são oferecidas para pesquisador do Plano de Mobilidade Urbana Sustentável de Teresina

Teresina terá novo Plano Diretor de Mobilidade Urbana Sustentável e para executar pesquisas de campo serão recrutadas cerca de 80 pessoas pelo consórcio Congremat/ Certare. Esse consórcio venceu a licitação realizada pela Prefeitura de Teresina para a execução do Plano Diretor.

Os requisitos para os candidatos são ter o ensino médio completo, ser maior de 18 anos e ter disponibilidade de horários nos turnos manhã e tarde. Os interessados devem enviar currículo até a próxima sexta-feira, 18, para o e-mail  mobilidadeteresina@gmail.com. Os selecionados terão contrato temporário e o salário é a combinar. Outras informações sobre o processo serão fornecidas apenas no momento da seleção e a responsabilidade pela contratação é do consórcio Concremat/Certare.

Os candidatos selecionados receberão treinamento nos dias 17, 18 e 19 próximos para que possam realizar as entrevistas dentro dos padrões de qualidade estabelecidos pela empresa. Consta como diferencial para a seleção residir em Teresina e ter carteira de habilitação categoria B.

Elaboração do Plano Diretor de Mobilidade Urbana Sustentável

O Plano Diretor de Mobilidade Urbana Sustentável de Teresina (PDMUS) está sendo elaborado para que a cidade tenha o planejamento dos sistemas de circulação e transporte de pessoas e cargas. Esse plano tem enfoque no conforto à população em sua locomoção e na sustentabilidade nas dimensões ambientais, sociais e econômicas.

O plano que deve ser elaborado no prazo de um ano terá pesquisas com a população e audiências públicas e terá metas a curto, médio e longo prazo visando a melhoria da mobilidade urbana.

Teresina terá Plano Diretor de Mobilidade Urbana com foco na sustentabilidade

Melhor aproveitamento das vias, redução de emissão de poluentes, de consumo de combustível e a otimização do sistema de transportes e trânsito. Esses são alguns dos enfoques do novo Plano Diretor de Mobilidade Urbana Sustentável (PDMUS), que começa a ser elaborado pela Prefeitura de Teresina.

O assessor técnico da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans), Ricardo Freitas, ressalta que o foco do Plano será o conforto na locomoção dos moradores, priorizando a sustentabilidade nas questões ambientais, sociais e econômicas. “Tudo isso com base em um novo modelo previsto pelo Plano de Ordenamento Territorial (PDOT)”, destaca.

Nesse plano irão constar os objetivos, metas e ações a curto, médio e longo prazo para até 20 anos e serão incluídos alguns aspectos relativos às cidades que compõem a grande Teresina. O plano deve ser transformado em Lei aprovado pela Câmara de vereadores.

Freitas explica que terá a participação popular em todas as fases de elaboração do Plano. “Além das pesquisas com a população, serão realizadas audiências públicas para discussão com a comunidade, de forma que todos tenham conhecimento das questões envolvidas e das novas propostas.

A execução do Plano deve ser de um ano, com previsão de conclusão em outubro de 2020. Serão três etapas. A primeira inclui o diagnóstico com a realização de pesquisa domiciliar de origem/destino de tráfego e contagem de veículos. A segunda etapa inclui uma simulação técnica, como exemplo a análise de tráfego em uma área por vários períodos de tempo. A terceira fase é a elaboração do projeto.

O PDMUS vai atualizar o atual Plano Diretor de Transporte e Mobilidade de Teresina, baseando-se nas definições do Plano Diretor de Ordenamento Territorial – PDOT (Lei n° 3.558/2006), que também se encontra em processo de revisão. Participam da elaboração do novo Plano a Strans, Secretaria Municipal de Planejamento (Semplan), Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Semduh), SDUs e Semcom.

Strans inicia projeto Esquina Segura para reduzir colisões de veículos em cruzamentos

A Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (Strans) está reforçando a sinalização horizontal e vertical em 26 cruzamentos de Teresina. É o Projeto Esquina Segura, que tem o objetivo de reduzir a quantidade de colisões nesses pontos, que estão recebendo placas e pintura no asfalto.

A sinalização já foi implantada nos cruzamentos da rua Anfrísio Lobão com as ruas Irapuã Rocha e Hugo Napoleão, Jockey, zona leste da cidade; e na Rua Almirante Tamandaré com a Rua Piauí, zona norte.

Com essas ações, haverá uma melhora na visualização para os condutores e mais segurança para todos, incluindo pedestres. A meta é que, com a implantação do projeto, haja uma redução na quantidade de pequenas colisões nos cruzamentos onde são verificados mais acidentes, se expandindo para outras vias da cidade.

Dados da Seção de Acidentes da Strans revelam que este ano, de julho a setembro, aconteceram 450 acidentes em Teresina, sendo 132 em julho, 156 em agosto e 162 em setembro. A média de colisões nos locais selecionados para a execução do projeto é de três por mês.

O diretor de Trânsito e Sistema Viário da Strans, José Falcão, explica sobre o Esquina Segura. “Queremos aumentar a visão dos condutores que estão fazendo a parada obrigatória nos cruzamentos e nas esquinas. Nas vias, colocamos placas com informação da obrigatoriedade de parar, fizemos nova pintura e colocamos tachões, assim como nas esquinas, para identificar que não é permitido estacionar em distância inferior a cinco metros. Quanto mais livres, melhor a visibilidade do motorista e menor os riscos de acidentes”, diz.

Falcão explica que a escolha dos cruzamentos para implantar o projeto foi baseada em índices. “Já temos a localização de onde acontecem mais colisões, faremos fiscalização e acompanhamento para termos um comparativo para verificar os resultados positivos das ações”, enfatiza. “Com isso, estamos tentando estimular uma mudança na cultura do condutor, que insiste em desrespeitar as normas de circulação viária”, enfatiza.

Esse tipo procedimento foi implantado com sucesso pela Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) em Fortaleza e apresentou melhorias, com redução de quase 60% dos acidentes. Diante disso, o projeto passou por alguns ajustes e está sendo feito em Teresina.

Veja os locais:

  1. Rua Senador Candido Ferraz x rua Joca Pires
  2. Av. Magalhães Filho x rua Benjamin Constant
  3. Av. Rio Poti x rua Gov. Joca pires
  4. Rua 13 de Maio x rua Valdivino Tito
  5. Rua Des. Freitas x rua Arlindo Nogueira
  6. Rua Orlando Carvalho x rua Azar Chaib
  7. Av. Barão de Castelo Branco x rua Pedro II
  8. Av. Zequinha Freire x rua Francisco Brito Souza
  9. Rua Quintino Bocaiuva x rua Paissandu
  10. Rua dep. Antonio Gayoso x rua Diadema
  11. Av. Industrial Gil Martins x rua Oeiras
  12. Av. Prof. Valter Alencar x rua Dr. Area Leão
  13. Rui Barbosa x Des. Freitas
  14. 24 de Janeiro x Félix Pacheco
  15. 24 de Janeiro x São Pedro
  16. Arlindo Nogueira x Lisandro Nogueira
  17. Arlindo Nogueira x Benjamin Constant
  18. Prof Madeira x Lindolfo Monteiro
  19. Hugo Napoleão x Anfrísio Lobão
  20. Q. 67 x Ant. Gomes Chaves (lateral Mercado Dirceu I)
  21. Iolanda Raulino x Martinho de Sena Rosa
  22. Joaquim Nelson x Noé Mendes
  23. Manoel da Paz x Pedro Freitas
  24. Barroso x Valdivino Tito
  25. Alm. Tamandaré x Rua Piauí
  26. Irapuã Rocha x Anfrísio Lobão

Deficientes visuais terão reivindicações atendidas pela Strans

Um grupo de deficientes visuais esteve na sede da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans), nesta terça-feira (08), para tratar de mudanças e melhorias na sinalização de Teresina, que contemplem as necessidades das pessoas que possuem deficiência visual.

O grupo foi atendido pelo diretor de Trânsito e Sistema Viário da Strans, José Falcão, que se comprometeu em atender as reivindicações. “Vamos instalar um novo semáforo sonoro nas proximidades da Associação dos Cegos que já tem o novo sistema de som para que eles se familiarizem. O novo som é uma decisão do Contran e será instalado nos 84 semáforos sonoros de Teresina. Vamos fazer a retirada das placas próximas aos semáforos sonoros para adequação de altura e largura para evitar acidentes, continuar o estudo para a colocação de piso tátil em faixas do centro da cidade com material resistente e adequado”, diz o diretor.

Carlos Amorim, jornalista e deficiente visual, avalia que houve bom entendimento nessa reunião. “Vimos que podemos contar com a Strans para atender as nossas necessidades”, diz.

A próxima reunião já está agendada para 12 de novembro e serão convidados gestores das SDUs e Secretaria Municipal de Planejamento (Semplan).

Participaram da reunião membros da Comissão dos Direitos das Pessoas com Deficiência da OAB e do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Conade), Deuselena Ferreira.

Strans prorroga até 06 de setembro a renovação de alvará para mototaxistas

Ascom Strans

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) prorrogou até o dia 6 de setembro o prazo para que os mototaxistas de Teresina façam a renovação do alvará. A decisão de prorrogação consta na Portaria nº 49/2019 e favorece a categoria, que tem um prazo maior para procurar a Strans e se regularizar. Dos 2.315 mototaxistas cadastrados, somente 1.340 fizeram a renovação, o que corresponde a 58% do total. O prazo para esse procedimento havia encerrado na última quinta-feira (15).

No ato da renovação é feita a vistoria da moto, com a verificação do bom funcionamento dos freios, luzes, pedais e outros componentes. Os casos em que a moto tenha algum problema mecânico, o proprietário precisa providenciar o conserto.

Este ano, o processo para renovação do alvará foi simplificado com a redução da quantidade de documentos exigidos e também do prazo de entrega do novo alvará, que antes era de 20 dias e agora é de apenas cinco dias.

A gerente de Licenciamento e Concessão da Strans, Cintia Machado, diz que os mototaxistas devem procurar a Strans e explica sobre a documentação necessária para realizar o procedimento. “Os documentos exigidos são a permissão do ano anterior, documento da moto, CNH do condutor, certificado do curso de transporte de passageiro mototáxi e certidão negativa de débito da Prefeitura de Teresina”, informa.

A documentação exigida consta na Portaria da Strans nº 034/2019 que especifica a lista de documentos necessários considerando o Decreto nº 18.684 de 07 de junho deste ano.

João Batista Rodrigues, residente no Parque Afonso Gil, zona Sul de Teresina, trabalha há oito anos como mototaxista. Ele já fez a renovação da permissão e afirma que o processo foi simples. “Achei mais fácil este ano e estou satisfeito com o meu serviço porque me dedico todos os dias da semana, das 5h da manhã até o início da noite. Tenho passageiros certos e nem penso em ter outro trabalho”, diz.

Táxis podem circular nos corredores exclusivos para ônibus

É permitido aos táxis de Teresina, devidamente identificados, transitar nos corredores exclusivos para ônibus. A decisão está na portaria de número 48/2019, do dia 14 de agosto. Desde maio, a circulação já era permitida nas avenidas João XXIII e Presidente Kennedy, mas agora a ampliação contempla as faixas exclusivas e os corredores Sul I (que compõe as avenidas Barão de Gurgueia e Henry Wall de Carvalho), Corredor Sul II (Avenidas Miguel Rosa e Prefeito Wall Ferraz) e Corredor Gil Martins. A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsitos (Strans) ficará responsável pela fiscalização.

De acordo com o diretor de Trânsito e Sistema Viário da Strans, José Falcão, a circulação dos táxis nos corredores foi considerada positiva e por isso está sendo ampliada para os demais. “O nosso objetivo é proporcionar mais agilidade ao serviço de táxi, assim estaremos proporcionando um melhor atendimento para os usuários”, enfatiza.

Falcão ressalta que, com a ampliação da medida, os condutores devem ficar atentos às normas. “Queremos reforçar que a permissão é somente para táxis do município de Teresina, e que não será permitido embarque e desembarque nos corredores. Os veículos deverão respeitar esta e outras regras estabelecidas”, explica o diretor.

O presidente do Sindicato dos Taxistas, Raimundo Bezerra, considera que a medida vai melhorar o trabalho diário dos taxistas. “Além de agilizar o nosso trabalho, também iremos proporcionar um melhor serviço para os nossos clientes. O deslocamento ficará mais rápido, beneficiando a todos”, diz.

Strans interdita parcialmente avenida para realização da Volta da Frei

Para garantir a segurança dos participantes da Volta da Frei – Corrida Padre Florêncio e de quem vai assistir a prova, a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) vai interditar a Avenida Frei Serafim a partir das 6h deste domingo (18). O evento, que faz parte da programação do aniversário de 167 anos de Teresina, será realizado a partir das 7h.

Ficará interditada parcialmente a Avenida Frei Serafim desde a Ponte Juscelino Kubitschek até a Igreja São Benedito, entretanto haverá interdição total na ponte do meio e no cruzamento da Avenida Nossa Senhora de Fátima com a Avenida João XXIII. Os condutores devem fazer a travessia pelas Pontes Estaiada, Wall Ferraz e Primavera.  Equipes de Agentes de Trânsito estarão nas ruas para orientar os motoristas.

De acordo com o Diretor de Operação e Fiscalização da Strans, Jaime Oliveira, ao longo da Avenida Frei Serafim, desde a Igreja São Benedito até a Ponte Juscelino Kubitschek, será feita uma canalização, próximo ao canteiro central, para que a corrida aconteça com segurança. “Estaremos com nossos agentes ao longo da Frei Serafim, mas alertamos os condutores que evitem circular pelo local, pois quanto menos veículos na via, melhor para a segurança da pessoas”, enfatiza.

Feriado desta sexta (16) terá redução de 50% na frota de ônibus

Ascom Strans

A frota de ônibus em Teresina será reduzida em 50% nesta sexta-feira (16) por conta do feriado municipal pelo aniversário de 167 anos da cidade. Esse percentual é o mesmo relativo aos sábados.

O gerente de Planejamento da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (Strans), Denilson Guerra, informou os motivos desse redimensionamento.

“Esse ajuste é praticado em todos os feriados devido ao não funcionamento de órgãos públicos, escolas, bancos, empresas e parte do comércio. Dessa forma, não existe demanda para manter a mesma quantidade de ônibus na frota dos dias da semana que têm funcionamento normal dos serviços”, explicou.

Os seis terminais de integração de Teresina funcionarão das 5h às 23h, mesmos horários dos demais dias.

Catracas nos terminais da zona Sul iniciam funcionamento neste sábado (10)

A partir deste sábado (10) começam a funcionar as catracas nos Terminais do Bela Vista e Parque Piauí, na zona Sul da cidade. O funcionamento desses equipamentos irá facilitar a operação de embarque e desembarque dos passageiros, que poderá ser realizada na plataforma pelas portas dianteira ou traseira do ônibus.

De acordo com o gerente de Planejamento da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans), Denilson Guerra, os terminais da zona Sul já receberam alguns ajustes para o melhor funcionamento. “Desde o mês passado estamos com a Operação Hora Certa nos terminais da zona Sul e agora com as catracas em funcionamento a operação vai ficar mais ágil”, enfatiza.

O gerente ressalta ainda, que com o funcionamento das catracas, os usuários deverão ter o cartão integração para ter acesso aos terminais. “Os usuários que ainda não têm o cartão integração devem adquiri-lo para que possam obter o direito ao benefício da integração e de acesso aos terminais”, acrescenta.