Strans convoca empresas do transporte público rural para recadastramento dos veículos

A Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (Strans) convoca os representantes das empresas que pertencem ao sistema do transporte público rural de Teresina a comparecer presencialmente para um recadastramento na gerência de Transporte Rural da Strans.

 

De acordo com o gerente executivo de Transporte Rural da Strans, Josemar Júnior, “as empresas que pertencem ao sistema do transporte público rural devem comparecer presencialmente a gerência trazendo as documentações específicas obrigatórias dos veículos que prestam esse serviço. Os documentos são: documentos do veículo, seguro de responsabilidade civil para cobrir eventuais prejuízos causados a usuários e terceiros em geral, e documentos veiculados ao condutor do veículo, para poder a partir disso ser expedido uma autorização com ordem de serviço temporária”, explica.

 

Em reunião ocorrida no dia 10 de maio com o superintendente da Strans, Cláudio Pessoa, e os representantes das empresas do transporte rural, foi deliberado para a necessidade de uma atualização cadastral no prazo de 45 dias.  O prazo estipulado para a atualização cadastral é até o dia 25 de junho. Os representantes das empresas do transporte rural devem comparecer presencialmente na gerência de Transporte Rural, no horário de 7h30 às 13h30, munidos da documentação exigida.

 

Segundo o gerente, “atualmente a zona rural de Teresina dispõe de 23 empresas cadastradas operadoras do serviço de transporte público rural de Teresina, tendo 6 linhas na região Norte, 14 linhas na região Leste, 11 linhas na região Sudeste e 7 linhas na região Sul, dispondo de 38 linhas”, finaliza.

Atendimento do serviço do Protocolo da Strans segue disponível através de e-mail

O setor de Protocolo da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans), por medidas protetivas, segue atendendo ao público externo através de solicitações feitas por e-mail. Para os usuários que necessitam de serviços relativos a procedimentos de processamentos de multas, o setor disponibiliza duas contas de e-mail para os requerimentos.

A assistente administrativo, Lídia Félix, que atua no setor de processamento de multas da Strans, esclarece que o requerente que necessita de atendimento, de orientação, que ele deve se comunicar com o órgão através das contas de e-mail disponíveis.

“A Strans disponibliza duas contas de e-mail que dão providência a dois tipos de demandas, a conta de e-mail: stransprotocolo@gmail.com que está disponível para o requerente que necessita protocolar um recurso de defesa prévia, um recurso à jari, para o requerente que está precisando de uma segunda via de notificação. Através desse e-mail também é possível o requerente indicar o real condutor, para esses tipos de demanda que o e-mail está disponível”, esclarece a assistente administrativo Lídia Félix.

Para os demais casos, que são aqueles requerentes que efetuam o pagamento de uma multa e essa multa não baixou automaticamente no sistema, a Strans disponibiliza a conta de e-mail: stransprocessamento@gmail.com que dá atendimento especificamente a esses casos.

“No caso de uma pessoa que está transferindo, vendendo um veículo e ela precisa pagar urgente uma multa, a Strans fornece o boleto, faz a baixa de uma multa paga através da solicitação enviada a este e-mail, são para esses tipos de casos, que de certa forma são situações mais urgentes”, completa a assistente administrativo Lídia Félix.

Pelas contas os usuários poderão fazer suas solicitações e assim a população não se arrisca e os serviços continuarão sendo prestados a população.

Os atendimentos presenciais continuam suspensos para evitar a propagação da doença infecciosa na capital, durante a pandemia da Covid-19.

Superintendente da Strans e Controlador Geral do Município se reuniram na manhã de hoje (12)

 

O Superintendente da STRANS, Cláudio Pessoa, recebeu na manhã de hoje (12), o Controlador Geral do Município, Ricardo Teixeira que esteve acompanhado do Executivo Financeiro, Eduardo Rodrigues. Na pauta de reunião, entre outros assuntos, estava a adequação de pagamentos de despesas aos requisitos estabelecidos na legislação em vigor.

 

 

 

Teresina registra redução de 19% nas mortes de trânsito no último trimestre do ano passado

Teresina reduziu em 19% a quantidade de mortos no trânsito no 4º trimestre de 2019, em relação ao mesmo período de 2018. Os dados são do relatório do Programa Vida no Trânsito (PVT) e ao serem comparados esses dois trimestres destaca-se ainda que não houve nenhuma morte de ciclista, teve redução de 6,7% para acidentes graves nessa categoria e a redução de 50% em acidentes de automóveis com vítimas fatais.

 

Considerando o grupo de vítimas motociclistas foi registrado aumento tanto para as vítimas fatais (4%), quanto para os graves (3,2%). Entre as vítimas fatais e graves, o maior percentual é do sexo masculino, respectivamente, 76,5% e 81,2%. No grupo dos fatais e acidentes graves, as faixas etárias com maiores percentuais foi de 26 a 35 anos com 35,3% e 24,6% respectivamente, seguidos das faixas etárias de 18 a 25 anos com 20,6% dos fatais e 24% dos graves e de 46 a 59 anos com 20,6% dos fatais e 16,9% graves.

 

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito informa que pedestres idosos são os mais vulneráveis e a gerente de Educação no Trânsito da Strans, Samyra Motta, destaca que os idosos estão muito expostos a possíveis acidentes. “Existem várias dificuldades nessa fase da vida com os problemas de visão, a dificuldade de caminhar, todas as comorbidades adquiridas com a idade e os que andam desacompanhados estão mais suscetíveis para a ocorrência de acidentes”, cita.

 

Quanto aos dias da semana, o relatório aponta que a maior parte dos acidentes do 4º trimestre de 2019, com vítimas fatais, ocorreram aos domingos (23,6%), sábados (17,6%) e sextas e segundas-feiras (14,7%). Os turnos com maiores incidências desse tipo de acidentes foram as noites dos domingos (11,8%), noites de segunda-feira e sábados (8,8%).  Os acidentes graves foram aos domingos (23%), sábados (17,3%) e as terças-feiras (13,8%). Os turnos com maior incidência de acidentes graves foram as noites dos sábados (7%), tardes de domingo (6,8%) e noites de domingo (6,6%).

 

Os dados do relatório do PVT possibilitam analisar a eficácia das ações desenvolvidas pelo poder público com o objetivo de reduzir o número de óbitos e feridos graves de acidentes de trânsitos ocorridos em Teresina.

Definidos pontos de estacionamento no dia do Corso

Já estão definidos os pontos de serviços de táxi e mototáxi durante a realização do Corso de Teresina, que acontece neste sábado (15), na Avenida Raul Lopes. As pessoas que necessitarem desse tipo de transporte, poderão procurar pelos pontos específicos, que são estratégicos para o deslocamento.

Não haverá vagas específicas para carros particulares, mas podem ser utilizadas ruas perpendiculares à Avenida Raul Lopes. A recomendação é que as pessoas evitem esse transporte pelas dificuldades de estacionamento.

O gerente de Operação e Fiscalização da Strans, Denis Lima, esclarece que os pontos de táxi e mototáxi são definidos para facilitar a saída dos veículos para todas as áreas da cidade. “Estamos orientando as pessoas a optarem pelo uso de táxi, mototáxi ou transporte coletivo para ir para o evento, pois é mais seguro e evita outros problemas”, acrescenta.

Quanto ao transporte por aplicativo, a legislação diz que é um serviço particular e não pode ter vagas determinadas. “A Lei 13.640 de marco de 2018, especifica no Art. 4º, inciso X – transporte remunerado privado individual de passageiros: serviço remunerado de transporte de passageiros, não aberto ao público, para a realização de viagens individualizadas ou compartilhadas solicitadas exclusivamente por usuários previamente cadastrados em aplicativos ou outras plataformas de comunicação em rede”.

Pontos para táxi e mototáxi no Corso:

Avenida Elias João Tajra (entre Rua Demerval Lobão e Avenida Raul Lopes).
Avenida Universitária próximo a ADUFPI.
Avenida Dom Severino próximo a alça de acesso da Ponte Estaiada.
Avenida Petrônio Portela, próximo a alça da ponte da Primavera.
Avenida Raul Lopes, próximo ao Pintos Shopping e à rotatória do Parque Potycabana.

Motociclistas jovens são os que mais morrem no trânsito

No trânsito de Teresina, a maioria de vítimas fatais é do sexo masculino, com 88%, e o percentual de acidentados graves chega a 80%. O aumento entre os motociclistas foi de 4,8%, porém, teve redução de 44% no número de óbitos de pedestres. Nesse contexto, a maior incidência de vítimas é na faixa etária de 26 a 35 anos, com 30,3%, e o maior percentual de casos graves foi de 18 a 25 anos, com 21%.

Esses dados são dos três primeiros meses de 2019 em relação ao mesmo período de 2018 e constam no relatório do Programa Vida no Trânsito (PVT). Em Teresina, no primeiro trimestre deste ano, foram contabilizadas 2.495 pessoas que sofreram acidentes de trânsito, sendo 596 de feridos graves e 33 óbitos.

Em relação ao meio de locomoção, foi registrado que 40% dos pedestres foram atropelados por motociclistas e foi de 9,1% o número de acidentes entre duas motos. Quanto aos dias da semana, destaca-se com a maior quantidade de óbitos o sábado, com 21,2%, o domingo, com 18,2%, e os feriados prolongados, como o carnaval. As vias com maiores ocorrências são as BRs 343 e 316, Rua Rui Barbosa, Avenidas Henry Wall de Carvalho, Joaquim Nelson, Noé Mendes e Maranhão.

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (STRANS) implementou uma série de medidas para organizar o trânsito. Dentre elas, o diretor de Trânsito e Sistema Viário da Strans, José Falcão, ressalta a redução do limite de velocidade de várias avenidas e reforço na sinalização. “Fizemos este ano a redução do limite de velocidade em 13 ruas e avenidas. Em algumas, melhoramos a estrutura através do recapeamento asfáltico e fizemos reforço na sinalização horizontal e vertical para garantir mais segurança”, diz.

A gerente de Educação no Trânsito da Strans, Samyra Motta, diz que o motociclista é o que mais se envolve em situações que poderiam ser evitadas se fosse respeitada, por exemplo, a legislação que obriga o uso do capacete e o limite de velocidade.

“O motociclista é o nosso foco maior nas ações educativas, porque as estatísticas apontam alto índice de acidentes graves e fatais, mas sem deixar as demais categorias de condutores de lado. No Prêmio de Educação no Trânsito desse ano, reforçamos essa temática para a produção de trabalhos de estudantes, professores, profissionais da comunicação e de outras categorias”, diz.

O relatório Programa Vida no Trânsito é elaborado com dados do Batalhão de Polícia Rodoviária Estadual (BPRE), Companhia Independente de Policiamento de Trânsito (CIPTRAN), Hospital de Urgência de Teresina (HUT), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Samu, Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) e diversos parceiros.

 

Este ano, as vias que tiveram redução de limite de velocidade são as seguintes:

Avenida dos Expedicionários – Sudeste

Av. Doutor Pires Chaves –Saci

Av. Camilo Filho – Todos os Santos

Avenida Horácio Ribeiro – Zona Leste

Av. Aquiles Wall Ferraz – Morada do Sol leste

Avenida José Soares – Angelim

Av. Emanuel Aires – Parque Sul

Av. Agricolandia – Parque Sul

Rua 13 de maio – Centro Sul

Rua Capitão Vanderley – Satélite

Av. Homero Castelo Branco – Leste

Av. Valfrido Salmito – Parque Piauí

Rua Jaime da Silveira – Satélite

Semana Nacional de Trânsito inicia com atividades educativas na Praça do Liceu

A abertura da Semana Nacional de Trânsito, na Praça do Liceu, na manhã desta quarta-feira (18), promovida pela Superintendência Municipal de Transportes e Trânsitos (Strans) e os órgãos parceiros, levou uma mensagem de respeito e valorização da vida no trânsito para crianças, jovens e adultos. Foram realizadas atividades educativas com as crianças dos CMEIs Theresa Christina e Joel Mendes e uma atividade interativa com os jovens da Seduc. Os alunos do SEST/SENAT promoveram uma encenação sobre a importância da carteira de habilitação e os perigos no trânsito.

A funcionária pública Salete Oliveira estava na praça acompanhando a neta que participou da ação. Ela afirmou que as atividades são importantes para educar as crianças desde cedo sobre o respeito às leis de trânsito.

“Eu estou achando ótimo esse trabalho porque as crianças precisam aprender sobre as leis de trânsito. Com essas atividades, elas aprendem brincando e se conscientizam desde cedo a obedecer às regras”, disse.

Os órgãos da área da saúde também estavam presentes no evento, como a Fundação Municipal de Saúde, HUT, SAMU e Sesapi, levando informação e tratamento como auriculoterapia.  Elaine Monteiro, chefe do Núcleo de Vigilância de Violências e Acidentes da FMS, declarou que todos os órgãos que participam da Semana trabalham com o objetivo de mobilizar a sociedade para melhorar sua conduta no trânsito.

“A Fundação Municipal de Saúde, junto com os outros órgãos que compõem o Vida no Trânsito, vem com essa perspectiva de dar visibilidade para um comportamento seguro no trânsito. Durante esses dias vamos realizar atividades para mobilizar a população e colocá-la para refletir sobre uma conduta mais responsável no trânsito”, comentou a gestora.

A gerente de educação da Strans, Samyra Motta, agradeceu a presença dos órgãos parceiros na abertura e lembrou que as ações continuam ao longo da semana. “Temos uma semana inteira com diversas atividades, blitz educativa, roda de conversa e palestras. Queremos atingir todos os públicos, principalmente os pedestres, motociclistas e idosos. Precisamos sensibilizar a sociedade para um melhor comportamento no trânsito e assim reduzir o número de acidentes”, finalizou.

Usuários de ônibus podem acompanhar novos trajetos das linhas da zona Sudeste

Os usuários de transporte público da zona Sudeste podem, a partir desta sexta-feira (30), acompanhar os novos trajetos dos ônibus por meio de cartazes que foram colocados dentro dos veículos de suas respectivas linhas. O Hora Certa iniciou na zona Leste, no Terminal Zoobotânico, e depois se estendeu para os demais terminais em funcionamento. Agora é a vez da zona Sudeste receber o serviço.

De acordo com o gerente de planejamento da Strans, Denilson Guerra, os ônibus vão partir da plataforma de cada terminal, se deslocar até o bairro do usuário, embarcando e desembarcando os passageiros, e retornará ao terminal de integração. Ele explica como será o serviço.

“As únicas linhas que nesse primeiro momento vão sofrer uma mudança são as que fazem atendimento ao Alto da Ressurreição, que passarão a atender os dois terminais, ou seja: a linha sai do Terminal Itararé, passa no Terminal Livramento, vai até a região do Alto da Ressurreição e retorna passando nos terminais. Já a linha do Parque Jurema vai ser controlada a partir do Terminal Livramento. Portanto, a linha parte do Livramento utilizando o acesso mais rápido que possuímos, que é pela via do Terminal de Petróleo, passa dentro do Itararé e se desloca até o Parque Jurema também retornando pelos dois terminais”, declara.

Essa medida busca melhorar o atendimento e torná-lo mais rápido. Os quadros com os horários serão disponibilizados nas plataformas para que o usuário acompanhe a hora que o ônibus sai para o centro e para o bairro.

“Assim você consegue mensurar o seu tempo, além de fiscalizar se a viagem foi cumprida. O não cumprimento pode ser oficiado ou informado para o fiscal da plataforma. Também pode ser feita alguma reposição dos veículos da viagem que não for cumprida, pois como nós centralizamos a operação no terminal de integração, você tem o carro reserva que pode ser utilizado, caso algum veículo apresente problema mecânico ou viário”, complementou o gestor.

Strans cria Seção de Acidentes de Trânsito

Um novo serviço é disponibilizado pela Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) com a criação da Seção de Acidentes de Trânsito. Desde julho, esse serviço atende as pessoas que se envolvem em acidentes de trânsito.

A seção funciona com 28 agentes de trânsito que respondem ao chamado pelo telefone 3122-7617. Os agentes se deslocam até o local do ocorrido e fazem o boletim de ocorrência de acidentes de trânsito e, quando necessário, realizam o laudo. Desde o início desse trabalho já foram atendidas mais de 100 ocorrências, sendo 61 com perícia.

O Coronel Jaime Oliveira, da Diretoria de Operações de Trânsito da Strans, informa que a equipe de agentes foi qualificada para realizar as funções durante as ocorrências, alguns receberam treinamento no Paraná e fazem uso de smartphones e programa específico para registro de dados.

“A pessoa que se envolver em acidente de trânsito em Teresina pode contar com esse serviço no horário das 6h às 23h,  e já contatamos a empresa de telefonia para em breve disponibilizar um número de telefone com três dígitos para que todos memorizem facilmente”, informa.

Antes da criação da Seção de Acidentes de Trânsito, o serviço era realizado nas vias urbanas de Teresina pela Companhia Independente de Trânsito (CIPTran), mas essa função passou a ser da Strans. Nas rodovias estaduais é feito pelo Batalhão de Polícia Rodoviária Estadual (BPRE) e nas rodovias federais pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).