Faixa exclusiva no Dirceu reduz tempo de viagem de ônibus

A faixa exclusiva para ônibus na avenida principal do Dirceu, implantada em 2017, permitiu a redução de tempo em torno de 10 minutos na operação dos ônibus que circulam na região. Diariamente, cerca de 40 mil veículos passam pelos dois sentidos da via. O fluxo no local aumentou consideravelmente após a inauguração da Ponte Anselmo Dias, que liga as zonas Sudeste e Sul.

“Com a implantação da faixa exclusiva para ônibus na avenida principal do Dirceu, foi necessária a proibição de estacionamento devido à largura da via. Porém, a Prefeitura asfaltou todas as ruas próximas, que podem ser usadas como alternativa pelos condutores”, ressalta o diretor de Trânsito e Sistema Viário da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans), José Falcão.

Ele explica, ainda, que a medida foi tomada também devido ao aumento do fluxo de veículos. “Essa avenida, que ligava a BR-343 à Avenida Joaquim Nelson tinha apenas 1,7km de extensão e agora tem 7,3 km depois da construção da Ponte Anselmo. É uma das pontes mais utilizadas pelos motoristas para se deslocarem das mais variadas áreas da cidade para o Grande Dirceu”, esclarece.

Falcão explica que a frota de veículos na cidade aumentou em cerca de 20 a 30 mil veículos em um ano e que isso mostra a necessidade de intervenções para proporcionar um trânsito melhor e mais seguro para todos.

O gerente de planejamento da Strans, Denilson Guerra, também avalia que as faixas e os corredores exclusivos têm trazido mais agilidade para o sistema de transporte público, permitindo que as pessoas se desloquem com mais rapidez. A superintendência tem adotado uma série de medidas para a valorização do sistema de transportes públicos, como a implantação de corredores e faixas exclusivas para ônibus, fechamentos de retornos, instalação de semáforos e melhorias em vias.

A fisioterapeuta, Bruna Maria, mora no conjunto Novo Horizonte e acessa a avenida principal do Dirceu todos os dias. Ela explica que a mudança, no início, gerou desconforto para as pessoas, mas que foi necessária devido ao fluxo intenso no local e que diminuiu o número de acidentes.

“Depois que fizeram as mudanças na avenida percebemos que o trânsito passou a fluir melhor e que os acidentes estão menos frequentes, quase não vejo mais. Proibir o estacionamento na avenida, por mais que seja ruim para nós motoristas, foi uma medida importante, porque parte da via ficava cheia de carros e dificultava o tráfego. Tivemos que nos adaptar estacionando nas ruas laterais, mas foi uma medida necessária, porque precisamos pensar no coletivo”, disse.

A fisioterapeuta relata que com a faixa exclusiva de ônibus e a proibição do estacionamento na frente das lojas, melhorou muito o trânsito.  “Além disso, os ônibus não precisam mais desviar dos carros, andam mais livres, o trânsito corre mais rápido e há menos engarrafamento”, reforça.

 

Deficientes visuais recebem atendimento dos fiscais nos terminais de integração

Nos terminais de integração, os fiscais conduzem os deficientes visuais até que estejam acomodados dentro do ônibus. Esse é um serviço que agrada a quem necessita de orientação para fazer os deslocamentos dentro dos terminais, que atendem as especificações técnicas de acessibilidade.

O casal de deficientes visuais Luiza de Sousa Ferreira e Antônio Carlos de Sousa utilizam diariamente o Terminal Zoobotânico, zona Leste de Teresina, e constata que esse atendimento facilita o deslocamento.

Segundo Luiza, o serviço contribui para que ela se desloque mais rápido e com segurança. “O fiscal e o motorista são gentis no atendimento e eu gosto porque fica fácil ir até o ônibus que eu preciso”, declara.

Para Antônio de Sousa é útil receber essa atenção por parte dos fiscais. “Eu acho bom o serviço e gosto porque os fiscais e os motoristas auxiliam a gente. Só peço que os motoristas tenham mais atenção para que o ônibus fique bem perto da entrada da plataforma para que a gente não tenha nenhum perigo de cair no espaço entre o ônibus e a plataforma”, diz.

A engenheira da Strans Adelia de Melo explica que as plataformas nos terminais foram construídas com dispositivos para garantir a segurança dos usuários. “Esses dispositivos são taxões que auxiliam o balizamento do ônibus junto à plataforma e assim o ônibus fica o mais próximo possível da plataforma para que não haja espaço que comprometa a segurança do usuário”, afirma.

Ela informa que as estações e os terminais estão dentro das normas de acessibilidade. “Todos têm piso tátil, rampas e semáforos sonorizados para auxiliar com segurança os deslocamentos dos deficientes visuais”, destaca.

Strans inicia Operação Hora Certa na zona Sudeste no próximo dia 7

Começa a funcionar no próximo dia 7 a Operação Hora Certa nos Terminais de Integração do Livramento e Itararé, zona Sudeste da cidade. A medida tem como objetivo informar os horários de partida dos ônibus para outros bairros e para o Centro.

O gerente de Planejamento da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (Strans), Denilson Guerra, informou que essa novidade foi testada inicialmente no Terminal Zoobotânico e os resultados foram satisfatórios. Por isso, foi estendida para a zona Sul e agora será implantada na zona Sudeste.  “Vamos ampliar a Operação Hora Certa para a zona Sudeste a fim de melhorar o atendimento, também, nesta área da cidade”, disse.

Guerra reforça que, com essa nova dinâmica, os carros sairão do terminal com hora certa, possibilitando ao passageiro uma melhor programação dos seus horários. Com isso, as rotas das linhas alimentadoras do Livramento e Itararé mudarão o seu comportamento no ponto de retorno dos bairros, antigamente chamado de parada final. “Fizemos alguns ajustes para atender melhor a todos os usuários do Sistema Inthegra. Colocaremos em todos os ônibus os mapas com os novos itinerários das linhas”, enfatizou.

Agentes organizarão o trânsito durante os eventos do aniversário de Teresina

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) disponibiliza equipes de agentes de trânsito para organizar o fluxo de veículos nos locais dos eventos desta sexta-feira, 16, quando Teresina completa 167 anos e a cidade terá programação diversificada.

Equipes de agentes de trânsito estarão, antes das 9h, nas proximidades da Igreja Matriz Nossa Senhora do Amparo, próxima à Praça da Bandeira, onde será celebrada missa solene. Às 11h tem sessão solene na Câmara Municipal de Teresina, localizada na Avenida Marechal Castelo Branco, e os agentes também estarão nas vias próximas.

À tarde o trabalho das equipes é na zona Norte, onde, às 16h, acontece o corte do bolo, na Praça do Poti velho, zona Norte, com a presença de moradores da região. À noite, encerrando as festividades desta sexta-feira, tem, às 20h, a solenidade de outorga da Medalha do Mérito Conselheiro Saraiva, no Theatro 4 de Setembro.

No domingo, 18, às 7h, a comemoração é com a corrida de rua Volta da Frei. A concentração é no adro da igreja São Benedito e agentes estarão no local horas antes do evento para fazer toda a organização do trânsito.

O agente de trânsito Francisco Sidney cita que o trabalho desse profissional é essencial no dia a dia da cidade, para que seja mantida a harmonia do trânsito. “Fazemos essa organização dando prioridade ao pedestre, que é a peça mais frágil nesse cenário. Dependendo do local e do evento, temos que fazer a coordenação de todos que compõem o trânsito, como no caso dessa corrida em que vias são interditadas”, declara.

Strans cria Seção de Acidentes de Trânsito

Um novo serviço é disponibilizado pela Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) com a criação da Seção de Acidentes de Trânsito. Desde julho, esse serviço atende as pessoas que se envolvem em acidentes de trânsito.

A seção funciona com 28 agentes de trânsito que respondem ao chamado pelo telefone 3122-7617. Os agentes se deslocam até o local do ocorrido e fazem o boletim de ocorrência de acidentes de trânsito e, quando necessário, realizam o laudo. Desde o início desse trabalho já foram atendidas mais de 100 ocorrências, sendo 61 com perícia.

O Coronel Jaime Oliveira, da Diretoria de Operações de Trânsito da Strans, informa que a equipe de agentes foi qualificada para realizar as funções durante as ocorrências, alguns receberam treinamento no Paraná e fazem uso de smartphones e programa específico para registro de dados.

“A pessoa que se envolver em acidente de trânsito em Teresina pode contar com esse serviço no horário das 6h às 23h,  e já contatamos a empresa de telefonia para em breve disponibilizar um número de telefone com três dígitos para que todos memorizem facilmente”, informa.

Antes da criação da Seção de Acidentes de Trânsito, o serviço era realizado nas vias urbanas de Teresina pela Companhia Independente de Trânsito (CIPTran), mas essa função passou a ser da Strans. Nas rodovias estaduais é feito pelo Batalhão de Polícia Rodoviária Estadual (BPRE) e nas rodovias federais pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Com o objetivo de explicar o funcionamento do Sistema Inthegra e do Terminal de Integração Santa Lia, na zona Leste da cidade, aconteceu sábado (13) uma reunião com as lideranças comunitárias da região.

De acordo com o Gerente de Planejamento da Strans, Denilson Guerra, o encontro foi promovido para apresentar para as lideranças o modo como a operação vai acontecer a partir do dia 27, quando iniciar o funcionamento do Terminal Santa Lia. “Mostramos as novas alternativas para os usuários de transportes públicos, para que as lideranças nos ajudem a explicar o funcionamento do terminal para a população”, acrescenta.

Francisco Eduardo, que mora no bairro Campestre, considera que a reunião foi muito proveitosa, pois várias dúvidas das lideranças foram esclarecidas. “Quando recebi o convite, fiz questão de comparecer para conhecer melhor o sistema e ajudar a explicar para os moradores do meu bairro”, disse.

O presidente da Associação de Moradores do Bairro Picarreira I, Sinval Cunha, revela que a expectativa com relação ao funcionamento do Terminal Santa Lia é a melhor possível. “Ficamos surpresos com a estrutura do terminal. Hoje enfrentamos problema com os horários dos ônibus e com a superlotação, o nosso desejo é que com o funcionamento do terminal essas questões sejam resolvidas e que as pessoas consigam chegar aos seus compromissos no horário certo”, finaliza.

Projeto Stransformando forma multiplicadores sobre práticas corretas no trânsito

Com o projeto Stransformando – que trabalha a educação no trânsito – empresas, órgãos e escolas podem solicitar palestras sobre como deve ser o comportamento dos condutores e pedestres no trânsito, respeitando a vida e a legislação. Na manhã desta sexta-feira (12), aconteceu mais uma dessas ações para funcionários da empresa Copperline. O projeto Stransformando é desenvolvido pela Gerência de Educação no Trânsito, da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (Strans).

A abordagem durante a palestra acontece com vídeos que mostram cenas de acidentes e a imprudência, seja por excesso de velocidade, uso do celular ou outras formas de desrespeito à legislação. O agente de trânsito Francisco Sidney, que faz esse trabalho, explica que a meta é também fazer com que as pessoas mudem o comportamento. “Queremos sensibilizar para que abandonem as condutas erradas, como beber e dirigir, não obedecer à legislação e que se coloquem no lugar do outro que é vítima de acidente. Ficamos satisfeitos porque percebemos que as pessoas refletem sobre a sua prática e incentivamos para que sejam agentes de multiplicação de informações”, diz.

O auxiliar de entregas de material Flávio Júnior Medeiros, 28 anos, passa várias horas trabalhando em deslocamento pela cidade e observa muita imprudência. “Nessa palestra eu renovei meus conhecimentos, tem muito condutor que não respeita os demais e eu considero importante todos terem consciência que é preciso obedecer a lei”, diz.

Quem também esteve na palestra foi o operador de máquinas, João Martins, 28 anos, que se desloca para o trabalho em uma motocicleta. “Acho importante receber a ação desse projeto sobre a conscientização de todos, olhar para os outros e não apenas para si. Tive muito aprendizado nessa palestra e vou repassar as informações”, especifica.

Strans realiza encontro com lideranças da zona Leste neste sábado (13)

Com o objetivo de explicar o funcionamento do Sistema Inthegra e do Terminal de Integração Santa Lia, na zona Leste da cidade, a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) vai realizar, no próximo sábado (13), às 8h30, no Terminal Santa Lia, uma reunião com as lideranças comunitárias da região.

De acordo com o diretor de Transportes Públicos da Strans, Francisco Nogueira, o encontro com as lideranças comunitárias é para manter diálogo com a população, para esclarecer todas as dúvidas sobre o funcionamento do Terminal Santa Lia e dos corredores das avenidas João XXIII e Presidente Kennedy. “Vamos explicar como serão todos os serviços, as rotas dos ônibus, sobre o novo terminal e o atendimento na zona Leste. Nossa ideia é que as lideranças assistam a apresentação do Sistema Inthegra, entendam o funcionamento do terminal e nos ajudem a mostrar para os usuários as vantagens e benefícios do serviço”, diz.

Nogueira reforça que a expectativa é que o Sistema Inthegra traga um transporte público mais ágil e mais seguro para os usuários. “Já estamos com outros cinco terminais em funcionamento e com o Santa Lia toda a zona Leste estará integrada”, acrescenta.

Manoel Mariano Júnior, que mora no Vale do Gavião há nove anos, considera que a reunião com as lideranças comunitárias é muito importante para que as pessoas que moram naquela região da cidade fiquem conhecendo o funcionamento do Terminal Santa Lia. “É uma excelente iniciativa e estamos dispostos a colaborar para que o terminal funcione da melhor forma possível”, diz.

Strans agiliza processo de renovação da permissão para mototaxistas

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) reduziu a quantidade de documentos exigidos para a renovação de permissão para mototaxistas e também o prazo de entrega da nova permissão, que antes era de 20 dias e este ano é de apenas cinco dias. Dos 2.315 mototaxistas que precisam fazer a renovação, apenas 252 já procuraram a Strans para se regularizar.

A gerente de Licenciamento e Concessão da Strans, Cintia Machado, informa sobre esse processo. “Estamos fazendo a vistoria com mais agilidade e os mototaxistas que já vieram à sede da Strans estão recebendo o documento no prazo de cinco dias úteis, mas nos anos anteriores o documento era entregue no prazo de 20 dias. Então este ano está tudo mais ágil”, explica.

Ela informa ainda que os documentos exigidos são a permissão do ano anterior, o documento do veículo, a CNH do condutor, o certificado do curso de transporte de passageiro mototáxi e a certidão negativa de débito da PMT. “Aperfeiçoamos o processo tanto em relação à documentação exigida, que diminuiu, no prazo da entrega do documento da renovação e assim o processo está menos burocrático”, enfatiza.

Os mototaxistas têm até o dia 15 de agosto para fazerem a renovação, mas é importante que os profissionais compareçam o quanto antes à Strans. “Estamos alertando a todos para que venham o mais rápido possível, pois assim eles poderão trabalhar com mais tranquilidade com a permissão renovada”, acrescenta a gerente.

A outra novidade é que os mototaxistas que precisarem pagar algum tipo de multa administrativa por desrespeito ao Código Disciplinar no Regulamento do Mototaxi, recebem o boleto e podem pagar em qualquer correspondente bancário do Banco do Brasil. “Estamos emitindo os boletos com os valores da multas administrativas, com isso ganhamos mais agilidade no serviço e segurança para os permissionários”, afirma Cintia.

A presidente do Sindicato dos Mototaxistas do Estado do Piauí (Simest), Danúbia Araújo Ribeiro, considera que a redução da quantidade de documentos para renovação da permissão foi muito boa para todos. “Estamos conseguindo renovar nossa permissão de maneira mais rápida. Demorei uns vinte minutos para fazer todo o processo na Strans e com isso a gente perde menos tempo de serviço. Além disso, estamos recebendo o documento em apenas cinco dias, o que é maravilhoso, pois antes a gente esperava até trinta dias e ficava trabalhando muito tempo sem o documento, mas agora é tudo mais rápido”, analisa.

Mototaxista desde 2003 no sistema de mototaxi de Teresina, Adonias Gomes da Silva ficou surpreso com a agilidade da vistoria na moto e da renovação da permissão. “Aprovo essa forma mais fácil e rapidamente vou voltar para o trabalho. Além disso, vou receber a permissão em cinco dias, o que antes demorava até quase trinta dias. Melhorou bastante, só podemos agradecer”, fala.

 

Projeto da Strans atende empresas e órgãos com educação no trânsito

Empresas, órgãos públicos, associações de moradores, igrejas, escolas ou qualquer entidade pode solicitar junto à Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) a realização de palestras educativas sobre trânsito. Essa ação é do Projeto Stransformando com a coordenação da Gerência de Educação de Trânsito.

As palestras são desenvolvidas com o uso de material educativo como cartazes, vídeos e panfletos, com a finalidade de informar sobre condutas corretas no trânsito, prevenção de acidentes e sobre a legislação. É também objetivo do projeto que os participantes sejam multiplicadores das informações em diversos ambientes. O interessado pode manter contato pelo fone 3122-7635 e a solicitação deve ser por ofício para essa gerência que funciona na sede da Strans, Rua Pedro Freitas, 1252, bairro Vermelha, zona Sul de Teresina.

Para a gerente de Educação no Trânsito da Strans, Samyra Motta, o projeto Stransformando é para melhorar o comportamento das pessoas no trânsito. “As palestras são muito solicitadas por empresas que percebem afastamento de funcionários com problemas de saúde causados por acidentes de trânsito, mas também atendemos escolas, faculdades e em menor escala os órgãos públicos. Nossa meta é contribuir com a educação dos condutores e pedestres para que cumpram a legislação e sejam sensibilizados para desempenharem o papel de multiplicadores dessas informações”, diz.

O projeto Stransformando está atendendo mais pessoas este ano e só nos primeiros seis meses de 2019 houve aumento de 5,3% em relação a todo o ano de 2018. No ano passado foram atendidas com palestras 3.637 pessoas e de janeiro a junho deste ano já somam 3.839 participantes.