Strans realiza ação educativa em escola na zona Sul

As ações de Educação de Trânsito da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) têm levado a crianças e jovens orientações de bom comportamento no trânsito. A mais recente atividade aconteceu na XII Feira Cultural do Colégio Professor Barreto, com a turma do 6º ano. A ação contou com a parceria do Ciptran, Samu e PRF.

 

Como forma de alertar as pessoas para os riscos de se ingerir bebida alcoólica e dirigir,  todas as pessoas que entravam na sala de aula fizeram o teste de alcoolemia utilizando os etilômetros, que foram disponibilizados pela equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Após o exame, aquelas pessoas que tivessem o teor alcoólico marcado acima do valor de 0,05 mg/L eram comunicados que não poderiam adentrar a pista da Escolinha de Trânsito da Strans.

 

Além do teste de alcoolemia, foi apresentada uma peça teatral encenada pelos alunos do 6º ano, envolvendo as temáticas álcool, direção e pedestres, mostrando ainda as consequências que podem causar essa perigosa mistura.

 

escola3Agente Jhom fazendo demonstração do teste de alcoolimia

Foram abordados ainda os temas sinalizações de trânsito (vertical e horizontal) e a importância do uso dos equipamentos de segurança (cinto e capacete), assim como o respeito à faixa de pedestres. De acordo com a gerente de Educação de Trânsito da Strans, Samyra Motta, as atividades de educação são realizadas durante todo o ano em escolas e empresas.

 

“As palestras são uma forma de alertar as pessoas para a necessidade da mudança de comportamento. Neste caso específico, a atividade tornou-se mais interessante por ter os pais no público e como protagonistas os próprios alunos, pois apesar de ainda não serem condutores, já estão sendo preparados para tomarem atitudes corretas”, disse.

escola8Ação mostrou para os alunos a importância do bom comportamento no trânsito

O agente Jhom acredita que esse tipo de ação é uma forma de orientar as crianças e jovens para ter as condutas corretas no trânsito. “A nossa meta é levar as palestras para todas as escolas durante o ano inteiro e com isso fazer com que as pessoas sejam mais responsáveis, assim  teremos uma cidade melhor para todos nós”, finalizou.

 

Strans deve finalizar obras de seis terminais de integração este ano

As obras dos terminais de integração já estão em pleno andamento. Ao todo a Prefeitura de Teresina, por meio da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito, está construindo oito terminais, sendo dois em cada zona da cidade. Na zona Sudeste estão sendo construídos os terminais Livramento e Itararé; na zona Sul, do Bela Vista e do Parque Piauí; na zona Norte, do Bueno Aires e Rui Barbosa; e na zona Leste, os terminais da Santa Isabel e da Kennedy.

De acordo com a Diretora de Transportes Públicos da Strans, Cíntia Machado, em alguns terminais as obras estão bem avançadas e a previsão é que dos oito, seis sejam entregues até o final de 2016. “O primeiro terminal a ser entregue para a população é o do Livramento e deverá estar em funcionamento no início de março. Em seguida, será entregue o terminal do Bela Vista, que começa a funcionar imediatamente após a sua conclusão”, explicou.
A diretora reforça ainda que os demais terminais serão entregues para a população ao longo do ano. “A medida que as obras forem concluídas serão entregues e começarão a funcionar imediatamente. Com isso teremos um transporte mais rápido e com mais segurança para os usuários”, acrescentou.
Cintia ressalta que os terminais têm basicamente a mesma estrutura, as mudanças acontecem somente por conta das dimensões dos terrenos. “A estrutura dos terminais é praticamente a mesma, diferenciando pela sua implantação no terreno e a quantidade de linhas por terminal. Estes terminais devem proporcionar maior conforto aos usuários do transporte público”, declarou.
Paralelo as essas obras estão sendo finalizadas as estações de transbordo, que serão três no centro da cidade. “Uma que já foi concluída e está funcionando é a da Praça do Fripisa, outra em fase de construção na Praça João Luis Fereira e a outra será na Praça Saraiva”, explicou.
As estações são paradas para os usuários de ônibus mais amplas e que darão mais conforto para os usuários do sistema. “A nossa ideia é proporcionar agilidade ao ônibus e, consequentemente, reduzir o tempo de espera nas paradas de ônibus”, finalizou.