Blitzen Educativas no Centro diminuíram irregularidades mas fluxo de veículos permanece intenso

Desde o dia 4 de junho, estão sendo realizadas Blitzen Educativas no Centro da capital pelos agentes da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans). Após 19 dias de operação, as equipes detectaram a redução das irregularidades, mesmo com o fluxo de veículos ainda intenso na área central. A ação tem como objetivo organizar e reduzir a aglomeração de veículos e pessoas durante a pandemia da Covid-19.

As principais irregularidades cometidas na região do centro comercial são estacionamentos em filas duplas e locais proibidos, próximo à esquina e debaixo de placas de sinalização.

O gerente de operação e fiscalização da Strans, Denis Lima, explica que as infrações permanecem, mas que houve uma redução comparado ao início da operação. “Temos constatado uma redução nas irregularidades da região central. Após as blitzen as pessoas passaram a redobrar os cuidados e estão respeitando as leis de trânsito, mas alertamos que o fluxo de veículos permanece intenso e pedimos que as pessoas só se desloquem para o Centro em caso de extrema necessidade”, pontua.

Denis ressalta, ainda, que mesmo em tempos de pandemia a legislação de trânsito deve permanecer, visto que a circulação de veículos continua e tem sido intensa. “Somos um serviço público de fiscalização que envolve a preservação da vida. Uma das formas de garantir a segurança dos nossos condutores e pedestres, é realizando o monitoramento das vias. Portanto, seguiremos com as Blitzen”, completa o gerente.

Lei Seca completa 12 anos e Strans faz alerta para o cumprimento da legislação

Mesmo com a redução do fluxo de veículos na capital durante a pandemia da Covid-19, a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) alerta para o cumprimento da Lei Seca, que completa 12 anos nesta sexta-feira (19). Além dos riscos aos condutores que dirigem sob efeito de bebidas alcoólicas e substâncias psicoativas, o aumento de acidentes pode comprometer a ocupação dos leitos de UTI durante a pandemia.

De acordo com o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), campanhas de conscientização sobre a Lei Seca são necessárias para preservar a vida de motoristas de caminhão e ônibus, motociclistas, ciclistas, entregadores por aplicativos e, ainda, profissionais da saúde, limpeza e segurança pública que continuam trafegando pelas vias.

A gerente de Educação no Trânsito da Strans, Samyra Motta, alerta para que os condutores da capital tenham cuidados redobrados durante a pandemia, afinal, quanto menos acidentes, mais leitos de UTI estarão disponíveis para atender a população durante a crise da Covid-19. “Os 12 anos de existência da Lei Seca refletem as muitas vidas que foram salvas desde a sua implementação. Mesmo com o isolamento social, precisamos continuar conscientizando a população para que, se puder, fique em casa e não dirija sob efeito dessas substâncias”, completa.

O tema sempre foi frequentemente tratado nas ações educativas realizadas pelo projeto Vida no Trânsito, que é organizado pela Gerência de Educação no Trânsito da Strans e leva conscientização para empresas, escolas e faculdades da capital. Além disso, antes da pandemia, também eram realizadas as Blitzen Todos Pelo Trânsito, que ocorriam sempre entre as quintas-feiras e domingos, fruto de uma parceria com o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PI).

A Lei Seca

A Lei 11.705, sancionada em 2008, ficou mais conhecida como Lei Seca por reduzir a tolerância no nível de álcool no sangue de quem dirige. A legislação anterior permitia a ingestão de até 6 decigramas de álcool por litro de sangue (o equivalente a dois copos de cerveja), mas a nova lei diminuiu significativamente esse número. Atualmente, o nível máximo permitido é de 0,05 mg/l. Na fiscalização, os condutores devem soprar no bafômetro para verificar a quantidade de álcool no ar que é expelido.

Desde sua aprovação, a Lei Seca provocou grandes mudanças nos hábitos da população brasileira. Diversas campanhas de conscientização mostram os riscos de dirigir sob a influência e há um grande empenho do poder público em realizar blitz e autuar aqueles que descumprirem a legislação, garantindo a segurança de todos no trânsito.

Atendimentos da Strans seguem disponíveis na plataforma Teresinense Digital

Durante a pandemia da Covid-19, o atendimento online pela plataforma Teresinense Digital tem sido uma das estratégias da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) para continuar com os serviços ao público externo. Os atendimentos presenciais foram suspensos no dia 20 de março para evitar a propagação da doença infecciosa na capital.

Solicitações como requerimentos, consultas e recursos de infrações devem ser realizados somente pela plataforma Teresinense Digital. Renovação de permissão para taxistas, alteração do veículo, transferência da permissão e solicitação de cadastro de 2º operador (táxi e mototáxi) também devem ser realizados online.

O gerente de licenciamento e concessão da Strans, Rômulo Rêgo, pontua que antes da pandemia os atendimentos online já existiam junto aos presenciais e que, no atual contexto, foi a solução encontrada para continuar atendendo as solicitações da população. “A plataforma online tem sido uma grande aliada neste momento de pandemia. Contamos com a colaboração da população para que prossiga utilizando esses serviços e reforçamos que quem puder, fique em casa”, completa.

Os serviços disponíveis na plataforma Teresinense Digital são:

 

– Consulta de Infrações

 

– Recurso de Infrações

 

– Requerimento de Pagamento dos Fornecedores da STRANS

 

– Serviços para Permissionários de Táxi

 

– Serviços para Permissionários de Mototáxi

 

– Serviços para Permissionários de Transporte Escolar

 

– Localização de radares

 

– Horários dos Transportes Coletivos

 

Para mais informações sobre o cadastro de usuários, basta consultar a Cartilha do Usuário Externo

 

Strans implantou mais de 500 novas placas de sinalização nos últimos dois meses

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) implantou 557 novas placas de sinalização nos últimos dois meses. Os serviços abrangeram todas as zonas da capital e foram realizados de acordo com as recomendações das autoridades de saúde em virtude da pandemia da Covid-19.

As placas foram substituídas após uma pesquisa de campo feita pelas equipes da Diretoria de Trânsito e Sistema Viário da Strans, que definiram os pontos com mais necessidades de reparos. As principais placas renovadas foram de Pare, Siga em Frente, Siga em Frente ou à Direita, Siga em Frente ou à Esquerda, Sentido Proibido e placas de velocidade.

O engenheiro da Strans, Lucas Andrade, enfatiza que todos os serviços foram executados de acordo com as recomendações das autoridades de saúde. “Estamos trabalhando com equipes reduzidas, tudo feito com os devidos cuidados recomendados pelas autoridades de saúde, com uso de máscaras, luvas e álcool gel”, pontua.

As manutenções de sinalização feitas pela Strans também podem ser sugeridas pela população. Através do aplicativo Colab, o cidadão pode relatar as necessidades do seu bairro e anexar fotos solicitando algum reparo. O Colab está disponível nas plataformas Android e IOS.

Strans realiza blitzen educativa no Centro de Teresina para diminuir fluxo de veículos

Desde o início da manhã de hoje, 4, blitzen educativas e preventivas estão sendo realizadas no Centro de Teresina por agentes de trânsito da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) para organizar o fluxo de veículos nesse período de pandemia da Covid-19 e tentar diminuir a circulação de pessoas durante o isolamento social.

Dados da Strans revelam que houve uma queda de 42% de fluxo de veículos no início da quarentena, mas em maio teve aumento de 17% quando comparado ao mesmo período de abril, e esse percentual continua subindo. “Dessa forma, a ação será desenvolvida todos os dias, mesmo o comércio estando fechado, também para orientar condutores a realizarem estacionamento somente em locais permitidos”, explica o coronel Jaime Oliveira, diretor de Operações e Fiscalizações da Strans.

O diretor ressalta ainda que em tempos de pandemia a legislação de trânsito não mudou e que a circulação de veículos tem sido intensa no Centro da cidade. “É um trabalho preventivo, educativo que é necessário porque observamos muitas irregularidades no trânsito do Centro de Teresina. Estamos orientando para não estacionarem em fila dupla, como vinha ocorrendo, porque as vias são para passagem de veículos. Também constatamos estacionamentos em locais proibidos e até debaixo de placas de sinalização”, cita. O diretor da Strans destaca que a as pessoas que podem devem ficar em casa, pois a pandemia ainda está em ritmo crescente em Teresina.

A Prefeitura de Teresina havia anunciado o rodízio de carros no Centro porque já percebia o aumento de veículos circulando nessa área da cidade, mas suspendeu para evitar transtornos aos profissionais da área da saúde e pelo fato do Polo de Saúde estar localizado na região central.

Prefeito suspende implantação do rodízio de veículos no Centro da cidade

O prefeito Firmino Filho decidiu suspender a implantação do rodízio de veículos no Centro da cidade, que estava previsto para iniciar nesta terça-feira, 02 de junho. Segundo o prefeito, a decisão foi tomada para não prejudicar o funcionamento dos hospitais do Polo de Saúde situados na região central da cidade e que estão também no enfrentamento da crise da Covid-19.

“Estávamos estudando essa alternativa de adotar o rodízio de carros no Centro da cidade devido ao aumento da circulação de veículos na região e ao funcionamento de setores que não são essenciais. Mas, ao ouvirmos as ponderações dos gestores do Polo de Saúde, chegamos à conclusão que essa medida poderia impactar negativamente no funcionamento dos hospitais que estão ativos nesse região central”, informou o prefeito.

Segundo dados da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans), houve uma queda de 42% de fluxo de veículos no início da quarentena, mas logo registrou-se um aumento de 17% em maio comparado ao mesmo período de abril.

O prefeito destacou que rodízio de veículos está suspenso essa semana, mas continua em análise. “Apesar do ganho que teríamos na redução de pessoas circulando no Centro, assim como também no Polo de Saúde, nós teríamos muitas dificuldades que foram elencadas pelos gestores de saúde do Polo. Para não causar prejuízo à saúde no meio desta pandemia, nós decidimos suspender a medida para reavaliar ao longo dessa semana”, acrescentou.

Prefeitura de Teresina fará testes para Covid-19 nos taxistas cadastrados na Strans

Com o objetivo de ampliar a testagem para a Covid-19 em Teresina, a Prefeitura de Teresina vai iniciar, na próxima segunda-feira (01), a realização de testes em cerca de dois mil taxistas.

De acordo com o prefeito Firmino Filho, a medida faz parte da estratégia do município para monitorar o comportamento do vírus na cidade, dando mais segurança tanto aos trabalhadores quanto à população usuária dos serviços.

“Nossa meta é ampliar a testagem em Teresina para monitorar o avanço da Covid-19 e adotar as medidas necessárias de monitoramento. A Prefeitura já está testando todos os seus servidores, já temos o decreto determinando que o setor privado também faça testagem nos seus colaboradores e vamos fazer o possível para testar também os profissionais autônomos e informais. Estamos iniciando agora com os taxistas porque é uma categoria que circula muito pela cidade”, comentou o prefeito.

Os taxistas podem fazer agendamento do teste a partir de hoje (30), às 15h, pelo site  http://www.testerapido.fms.pmt.pi.gov.br/. A aplicação da testagem será feita pela Fundação Municipal de Saúde (FMS), em sistema drive-thru, em dois locais: nos estacionamentos do Teresina Shopping e do Shopping Rio Poty.

Para fazer o agendamento do teste, o taxista deve acessar o site, clicar em “Agendar meu teste” e seguir as instruções. “O sistema é interligado com a base de dados da Strans.  A primeira seção é a de Dados Pessoais, que já estará em parte preenchida, bastando o cidadão completar o que estiver faltando e seguir os demais passos”, explica Câncio Júnior, diretor técnico da Empresa Teresinense de Processamento de Dados (Prodater).

Decreto da Prefeitura estabelece rodízio de veículos no centro de Teresina

O prefeito de Teresina, Firmino Filho, vai assinar um novo decreto na próxima segunda-feira para restringir a circulação de veículos no centro. O rodízio acontecerá diariamente, a partir do dia 02 de junho, levando em consideração os dias da semana e a numeração da placa do veículo. Trata-se de mais uma medida de enfrentamento ao novo coronavírus, já que foi verificada uma grande circulação de carros na área central da cidade. Até quinta-feira, a fiscalização terá caráter apenas educativo.

O novo decreto leva em consideração estudos realizados pela Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans). “Nossos dados mostram que houve uma queda de 42% de fluxo de veículos no início da quarentena. No entanto, na primeira quinzena de maio já se observou um aumento de 17% comparado ao mesmo período de abril. Isso demonstra que as pessoas voltaram a circular pela cidade, principalmente em um período em que as orientações de distanciamento social ainda permanecem e é a única arma que temos contra o novo coronavírus”, ressalta o prefeito Firmino Filho.

Ele destacou que essa medida se soma a um conjunto de ações que a Prefeitura vem adotado para contribuir com o isolamento social, tendo em vista que a capital já registra 2.157 casos e 82 óbitos pela Covid-19.

O rodízio de carros será feito na área delimitada pelas avenidas Miguel Rosa, Joaquim Ribeiro e Maranhão, que é o setor mais comercial da cidade. Nas segundas, quartas e sextas poderão circular os veículos com final de placa com número par (0,2,4,6 e 8). Já nas terças, quintas e sábados só será permitido o tráfego de veículos com placa de terminação ímpar (1, 3, 5, 7 e 9).

O monitoramento do rodízio será feito pelos agentes de trânsito e também de forma eletrônica, por meio das câmeras espalhadas pelo centro da cidade. Após o prazo educativo, os condutores que não obedecerem à determinação estarão sujeitos à multa prevista no Código de Trânsito Brasileiro, no valor de R$ 195,23.

O superintendente da Strans, Weldon Alves, explica que todos os detalhes sobre os veículos que terão permissão para circular livremente na área central estarão no decreto, que será publicado na próxima segunda-feira, dia 01 de junho.

Veículos cadastrados pela Strans atenderão trabalhadores de serviços essenciais no feriado desta sexta-feira (29)

Os veículos cadastrados pela Superintendência Municipal Transportes e Trânsito (Strans) atenderão aos usuários do transporte coletivo que atuam nos serviços essenciais durante o feriado de Corpus Christi, que acontece nesta sexta-feira (29). Em virtude da pandemia da Covid-19, o feriado celebrado no dia 11 de junho, foi antecipado.

Os ônibus e vans cadastrados no início do mês de maio pela Strans vêm garantindo o atendimento aos usuários, mesmo com a paralisação do transporte público pelo Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários (Sintetro).

O superintendente da Strans, Weldon Bandeira, explica que o cadastro foi uma medida de planejamento dentro da logística de funcionamento do transporte público. “Durante a paralisação, os 54 veículos cadastrados têm sido fundamentais para garantir a permanência do atendimento aos usuários de serviços essenciais da cidade. O cadastro foi feito para solucionar as demandas mais urgentes em momentos de maiores necessidades”, ressalta.

Avenida Universitária tem trecho interditado para reparos na rede de abastecimento de água

A Avenida Universitária está interditada na rotatória próxima à ponte da Primavera em virtude de reparos na rede de abastecimento de água. De acordo com a Gerência de Operação e Fiscalização da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans), os condutores que quiserem se deslocar no sentido da zona Leste devem entrar na contramão da Avenida até a próxima rotatória.

O gerente de Operação e Fiscalização da Strans, Denis Lima, explica que no trecho da obra, a pista foi dividida para atender os condutores que vêm dos dois sentidos. “Os condutores que vêm da zona Leste para a zona Norte terão percurso normal, houve apenas um afunilamento da pista, que foi dividida no trecho da obra para atender também quem vem do sentido Norte/Leste e precisa ter acesso à Avenida Universitária”, pontua.

A interdição deve durar até quarta-feira (27), prazo de conclusão dos reparos na rede de abastecimento de água da região.