s serviços de manutenção das vias, bem como a atuação dos agentes de trânsito na cidade, continuam sendo realizados para atender as necessidades da população, mesmo estando reduzidos em virtude das medidas de contenção da Covid-19.  De 17 de março a 7 de abril foram realizados 159 serviços de manutenção em semáforos por equipes da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans), bem como em equipamentos de controle de velocidade. Já os agentes de trânsito estão das 6h à meia noite em serviço para atender população e podem ser acionados pelos fones 118 e 3122 7617.

Conforme dados do relatório de manutenção semafórica, nesse período de 17 de março a 7 de abril, do total de 159 serviços, 140 ocorrências foram em semáforos e diretamente relacionadas à oscilação e falta de energia; oito ocasionadas indiretamente com oscilação, falta de energia e também por desgaste natural de equipamentos; oito em grupos focais (peças de colocação das lâmpadas de led); duas relacionados com terceiros e uma por vandalismo.

O diretor de Trânsito e Sistema Viário da Strans, engenheiro Augusto Basílio, explica que esses serviços continuarão sendo feitos. “Esta semana foi feita a manutenção de equipamento na Avenida Raul Lopes, embaixo da Ponte Estaiada, porque naquele ponto específico existe fluxo de carros e a travessia para o mirante da ponte. Mesmo existindo semáforo e equipamento de redução de velocidade, recentemente teve acidente gravíssimo que resultou na morte de uma pessoa que estava no carro que colidiu com uma banca de revista. Por isso aquele equipamento tem que estar naquele local e ser feita a manutenção quando necessário”, informa.

O gestor ressalta que Teresina precisa reduzir os acidentes e mortes por acidente de trânsito, especialmente neste momento de enfrentamento de uma pandemia, no qual os leitos devem estar à disposição para tratar pessoas que possam vir a precisar de internação em virtude do covid-19. “Portanto, condutores devem obedecer à legislação de limites de velocidade, além de serem prudentes ao volante”, destaca.

 

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).